Cardamomo: benefícios e propriedades medicinais

O cardamomo (Elettaria cardamomum) é uma planta medicinal muito utilizada na gastronomia, sendo também conhecida como grão-do-paraíso, pacová, cardamome (francês) e cardamom (inglês). Inclui os sinônimos botânicos Amomum cardamomum e Amomum racemosum. Pertence à família Zingiberaceae.

Benefícios do cardamomo

O cardamomo, além de ser muito utilizado na culinária, possui uma série de propriedades medicinais. Diversos estudos apontam o cardamomo como remédio natural para uma série de distúrbios, vez que é um sedativo, analgésico e antisséptico muito eficaz. Por conta disso, é muito indicado para o tratamento de problemas respiratórios, incluindo bronquites e asma, mas também é útil no tratamento de outros tipos de condições de saúde, incluindo artrite, reumatismo, cólicas intestinais, inchaço, dor lombar, vermes, diarreia, gases e dispepsia.

No caso de diarreias, reumatismo, cólicas intestinais e dispepsias, a melhor forma é fazer a decocção das raízes. A Elettaria cardamomum pertence à mesma família do gengibre e possui como principais características os frutos de cores esverdeadas com sementes negras, que são transformadas em pó ou em óleos essenciais que podem ser usados de diferentes maneiras. A erva é composta de uma série de nutrientes essenciais para o funcionamento do organismo, tais como: terpinol, ácido acético, sabineno, ácido fórmico, potássio, beta-felandreno, proteínas, borneol, mucilagens nitrogenadas, cálcio, limoneno, carboidratos, linalol, cineol, ferro, heptano e fósforo.

Chá de cardamomo

Chá de cardamomo
Chá de cardamomo
A maneira mais comum de se usufruir das propriedades do cardamomo é na forma de chá.

Cólicas intestinais

Para o tratamento de cólica intestinal, o ideal é ferver um litro de água em uma chaleira e depois acrescentar um punhado de capim-limão (também conhecido como capim-cidreira) e 10g de semente de cardamomo (secas). Desligar o fogo e tampar o recipiente, deixando a mistura infundir por cerca de 15 minutos. Depois de esfriar, coar o chá e reservá-lo em um recipiente esterilizado e vedado. O recomendado é tomar pequenas porções do chá sempre que sentir cólicas intestinais. O chá pode ser consumido tanto morno quanto frio.

Problemas digestivos

Para tratar de problemas digestivos, se deve ferver uma xícara de água e depois acrescentar duas gramas de sementes secas de cardamomo. Após isso, tampar a xícara com um pires ou tampa por cerca de dez minutos. Após a infusão, coar e filtrar a mistura. O ideal é não adoçar. A bebida deve ser consumida 30 minutos depois das refeições para melhorar o funcionamento do sistema digestivo.

Prisão de Ventre Má Digestão e Prisão de Ventre Remédios naturais para melhorar o sistema digestivo.
Crajiru (Pariri) Crajiru (Pariri) O chá de pariri é um poderoso chá para o tratamento do câncer.
Pedras nos Rins Pedras nos Rins Compre fitoterápicos para eliminar cálculos renais.
Tônicos Tônicos Suplementos para estimular o bom funcionamento do organismo.

Uso na culinária

As vagens da planta são bastante populares na gastronomia, vez que são usadas inteiras no preparo de diversos pratos, principalmente em carnes refogadas, ensopados e arroz. Suas sementes também podem ser usadas na cozinha, contudo, para isso, elas precisam ser tostadas ou fritas previamente.

De modo geral, o cardamomo é uma planta extremamente versátil. Além de possuir um aroma incrível, suas sementes tem um sabor único que as tornam componentes essenciais dentro da cozinha. Já na medicina alternativa, ela é um verdadeiro coringa, podendo ser usado de diferentes formas e para o tratamento de vários distúrbios.

Quando acrescentadas a outros grãos (vez que ajuda o corpo a consumir rapidamente o ácido fítico) e produtos derivados do leite, as sementes maduras do cardamomo melhoram a digestão desses alimentos. O cardamomo melhora a circulação do sistema digestivo e pulmões, além de melhorar a agilidade mental. Como refresca a respiração, muitas pessoas mastigam a erva logo após de ingerirem bebidas alcoólicas para esconderem seu estado etílico.

Contraindicações e efeitos colaterais do cardamomo

O cardamomo, apesar de ser extremamente benéfico, deve ser consumido com cuidado, vez que ingerido em grandes quantidades ou com muita frequência pode causar efeitos colaterais, incluindo vômitos e náuseas. Além disso, pessoas com alergias a plantas da família do gengibre devem evitar o alto consumo da planta.

Curiosidades

O cardamomo é uma especiaria apreciada em todo o mundo, nos países árabes, por exemplo, acrescenta-se o pó feito das sementes da planta em cafés. Já na Índia, Etiópia, Síria e Líbano, é muito utilizado dentro da culinária para aromatizar pratos, principalmente pães, sobremesas, carnes e embutidos.

Originária da Índia, se popularizou pela Europa graças as caravanas e explorações. Atualmente, é conhecida e cultivada em diferentes lugares ao redor do mundo. Em culturas árabes, servir cardamomo a um convidado é um sinal de hospitalidade. É atualmente um dos temperos mais caros do mundo e as sementes são rigorosamente selecionados.

FITOTERÁPICO COM MUITOS USOS MEDICINAIS Cavalinha em Cápsulas
PRISÃO DE VENTRE / ESTIMULAR GASES Composto Laxante 500mg
DIURÉTICO / ELIMINA PEDRAS NOS RINS Quebra-Pedra em Cápsulas
COMPOSTO NATURAL COM FITOESTROGÊNIO Isoflavona 500mg
REMÉDIO NATURAL PARA ELIMINAR PEDRAS NOS RINS Dissol 150ml
Referências:
Khalaf, Nooman A., et al. “Antioxidant activity of some common plants.” Turkish Journal of Biology 32.1 (2008): 51-55.
Jamal, A., et al. “Gastroprotective effect of cardamom, Elettaria cardamomum Maton. fruits in rats.” Journal of ethnopharmacology 103.2 (2006): 149-153.
Huang, Y., S. L. Lam, and S. H. Ho. “Bioactivities of essential oil from Elletaria cardamomum (L.) Maton. to Sitophilus zeamais Motschulsky and: Tribolium castaneum (Herbst).” Journal of Stored Products Research 36.2 (2000): 107-117.



  • Comentários

    1. Paulo Fabiano

      O post é muito enriquecedor, eu já consumia o Cardamomo a algum tempo e não conhecia todas as propriedades, fiquei estupefato!
      Obrigado pela informação e parabéns pelo artigo.

    Comentar