Benefícios do chá de viburno para a saúde da mulher

O chá de viburno (Viburno prunifolium) é consumido há séculos pelos nativos americanos, que a usavam para o tratamento de dores menstruais, bem como no período de recuperação pós-parto.

Propriedades do viburno para a saúde da mulher

O viburno possui diversos princípios ativos, dentre os quais se destacam os seguintes: aesculetina, escopolitina, salicina, tanino e viburnina. A escopoletina é um componente antiespasmódico presente nas espécies Viburnum opulus e pronifolium que age como um poderoso relaxante uterino. Devido as suas substâncias, o chá de viburno é bastante indicada para pessoas que sofram de dores musculares, principalmente na região pélvica e das costas, razão pela qual o Viburnum e suas substâncias são muito utilizadas por atletas de alto rendimento.

Além disso, o chá de viburno é muito indicado para mulheres, vez que ajuda a amenizar os sintomas da TPM, bem como os da menopausa, reduzindo também a intensidade das dores do parto e o risco do aborto espontâneo. Diversas pesquisas também apontam o componente como excelente método de tratamento alternativo para a chamada inflamação uterina crônica, pois, gera uma série de ações relaxantes no útero, bem como auxilia na circulação de substâncias eliminando toxinas e garantindo a saúde uterina geral.

Por conta das suas propriedades antiespasmódicas, também é muito indicada para o tratamento de distúrbios respiratórios e pulmonares, como, por exemplo, a bronquite, a asma e a rinite. Isso porque a planta oferece um alívio muscular, reduzindo a contração na região dos pulmões. O viburno também é rico em outras diversas propriedades medicinais.

Como fazer o chá de viburno

Para conseguir aproveitar ao máximo as propriedades medicinais do viburno, a melhor opção é preparar o chá. Para fazê-lo, basta colocar uma colher da casca da raiz (ressecada) de Viburnum prunifolium em uma xícara de água. Você deve ferver essa mistura por cerca de dez minutos e depois coar.

O ideal é que beber uma xícara dessas por dia, contudo, a quantidade pode variar conforme as necessidades do paciente. A planta seca em um copo de água deve ser fervida por cerca de 10 minutos. O indicado é beber meia xícara desta decocção, três vezes por dia. O ideal é consultar um especialista antes de começar a ingerir a planta para obter orientações adequadas para o consumo da planta, sempre de forma segura e potencializando os resultados.

Contraindicações e efeitos colaterais do viburno

O viburno sempre deve ser consumido seco. A erva fresca pode causar uma série de reações alérgicas graves e até mesmo ser tóxica. Além disso, evite o consumo em excesso. Por conta das suas propriedades parecidas com a das aspirinas, é preciso muita atenção para evitar a superdosagem. Logo, sempre evite tomar chás da planta junto com outros tipos de tratamento.

Gestantes também devem evitar o consumo em excesso, vez que apesar de ajudar a diminuir as dores do parto, consumida em grandes quantidades e com muita frequência, pode gerar vários sintomas, como náuseas e vômitos, e, em último caso, pode ocasionar o abordo do feto.

Referências:
Dietz, Birgit M., et al. “Botanicals and their bioactive phytochemicals for women’s health.” Pharmacological reviews 68.4 (2016): 1026-1073.
Cometa, Maria Francesca, et al. “In vitro relaxant and spasmolytic effects of constituents from Viburnum prunifolium and HPLC quantification of the bioactive isolated iridoids.” Journal of ethnopharmacology 123.2 (2009): 201-207.
Hipernatural.
Hola Doctor.

Comentários

Comentar