Dong quai: benefícios e propriedades medicinais

A dong quai (Angelica sinensis) é uma planta medicinal também conhecida como angélica-chinesa, ginseng-feminino, ginseng-para-mulheres, dang gui, don quai, toki (chinês), dentre outros nomes populares. Pertence à família Apiceae.

Benefícios do dong quai

Na medicina tradicional chinesa, a raiz do dong quai é utilizada principalmente para regular ciclo menstrual das mulheres, bem como tonificar o organismo feminino. A raiz também pode amenizar os sintomas da artrite reumatoide, bem como diminuir a pressão sanguínea nas artérias, o que ajuda a diminuir o fluxo de sangue entre as batidas do coração. A raiz pode ser usada em forma de pó, desidratada e em fatias, bem como o extrato líquido. São feitos extratos secos e decocções, bem como óleos extraídos da folha seca.

Testes em animais indicaram que a dong quai produz a redução da formação de placas nos vasos sanguíneos e nas paredes das veias, portanto, podendo ser utilizada como agente preventivo contra os infartos do miocárdio, bem como a hipertensão e a angina. Os polissacarídeos encontrados na raiz podem ser capazes de aumentar as habilidades das células autoimunes do organismo de destruírem células cancerígenas, o que torna a planta alvo de pesquisa como um tratamento em potencial para o câncer e o HIV. Pode controlar o desenvolvimento de fungos, vírus e bactérias, e raízes pulverizadas da planta já foram utilizadas com eficácia no tratamento da Herpes Zóster.

Os profissionais da medicina herbal chinesa usam o dong quais há milhares de anos para fortalecer o coração, os pulmões e o fígado e, atualmente, a Angelica sinensis é utilizada amplamente pela população do país como tônico e tempero para diversas receitas.

Propriedades da dong quai para a saúde da mulher

A raiz de dong quai é amplamente utilizada como medicamento para regular o ciclo menstrual e também serve de auxílio para minimizar as dores de cabeça durante o período da menstruação, além das cólicas menstruais. Em alguns lugares do mundo, é dado a mulheres depois do parto para ajudar prevenir hemorragia pós-parto, além de proporcionar mais força a mulher. Melhora a qualidade e circulação do sangue, assim como também dispersa a congestão na região pélvica. Também ajuda a nutrir tecidos vaginais e embeleza a pele.

No tratamento da tensão pré-menstrual (TPM), é extremamente útil para controlar o sangramento. Também possui aplicações para os processos de recuperação advindos do parto, bem como a fadiga e a vitalidade baixa das mulheres que passaram pela gravidez. Os fitoestrogênios contidos na planta são utilizados pela medicina tradicional chinesa para conter os sintomas associados à menopausa, como os fogachos e outros. Geralmente, seu uso é feito em combinação com outras ervas, e é muito benéfico para a menopausa por inteiro, bem como para os ciclos menstruais.

Contraindicações e efeitos colaterais do dong quai

O uso da erva foi associado a dores no estômago, náuseas e vômito quando realizado por períodos longos. Pessoas que tem alergia aos alimentos da família do aipo devem evitar o consumo pela possível ocorrência de alergias na pele. Não deve ser consumido juntamente à anticoagulantes e drogas que aumentam o risco de sangramento. Mulheres grávidas e que estão em período de amamentação não devem fazer uso da substância.

História e curiosidades

A Angelica sinensis é considerada por ter uma natureza quente e doce, ácida e de gosto amargo, sendo uma das ervas mais utilizadas na medicinal tradicional chinesa. Trata-se de uma planta perene que pode crescer até dois metros e produz flores brancas ao longo do início do verão.

É encontrada amplamente na China e no Japão, tendo sido cultivada por mais de 1500 anos nas regiões ao oeste da China. Cresce geralmente de maneira selvagem, sendo tipicamente encontrada em rios, próxima à costa perto do mar e em regiões montanhosas e úmidas.

Referências:
Hirata, Janie D., et al. “Does dong quai have estrogenic effects in postmenopausal women? A double-blind, placebo-controlled trial.” Fertility and sterility 68.6 (1997): 981-986.
Bartram’s Encyclopedia of Herbal Medicine.
Amato, Paula, Sylvie Christophe, and Pamela L. Mellon. “Estrogenic activity of herbs commonly used as remedies for menopausal symptoms.” Menopause 9.2 (2002): 145-150.
Zhu, D. P. “Dong quai.” The American journal of Chinese medicine 15.3-4 (1987): 117-125.
Lau, Clara BS, et al. “Use of dong quai (Angelica sinensis) to treat peri-or postmenopausal symptoms in women with breast cancer: is it appropriate?.” Menopause 12.6 (2005): 734-740.

Comentários

Comentar