Benefícios do ginseng para a memória

O cérebro é considerado o órgão mais complexo do corpo humano. Sua capacidade de armazenamento (memória) é extraordinária, contudo, com o passar do tempo, muitas pessoas sentem que a memória começa a falhar e isso inclui esquecer de algumas datas importantes ou até mesmo os detalhes de algumas situações cotidianas ou eventos passados. Tais falhas na memória são ainda mais preocupantes para quem estuda ou trabalha. Memorizar o conteúdo das disciplinas e de documentos importantes, por exemplo, podem ser muito prejudicial e desencadear diversos problemas. Pesquisas realizadas em universidades renomadas apontam o ginseng como um medicamento natural poderoso para melhorar a memória.

Benefícios gerais do ginseng

Os extratos de ginseng vêm sendo utilizados há milhares de anos pela medicina tradicional chinesa, pois é considerado uma substância rica em compostos capazes de prevenir e tratar uma variedade de doenças. A espécie mais comum do gênero é o Panax ginseng (variedade asiática). Os antigos acreditavam que os poderes da erva em promover a saúde e o vigor geral do corpo a tornava um elixir para prolongar a vida. Apesar de sua popularidade no continente asiático, foi apenas nas últimas décadas que os benefícios do ginseng foram expandidos para o Ocidente.

Dentre benefícios gerais podemos citar a sua eficácia em problemas de saúde relacionados ao metabolismo, envelhecimento celular, anemia, câncer, depressão, hipertensão e estresse. Além disso, atua como estimulante, promove maior resistência corporal, melhora os níveis de lipídio no organismo, reduz o colesterol, incentiva o organismo a produzir quantidades hormonais adequadas e está sendo amplamente para regular o fluxo menstrual, facilitar partos e estimular a fertilidade feminina.

Benefícios do ginseng para a memória

Além de todos os benefícios anteriormente citados, uma das suas maiores propriedades diz respeito à sua atuação no sistema nervoso. Suas propriedades estimulam e relaxam, provocando o alívio do estresse. De acordo com a Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, o ginseng é capaz de melhorar a concentração e a memória, além de promover as habilidades de aprendizagem.

O ginseng é capaz de impulsionar a atividade cerebral e os processos de pensamento. Dessa forma, lapsos de memória, dificuldade de concentração e fadiga mental são combatidos facilmente através do seu consumo. Até mesmo organizações internacionais, incluindo a OMS (Organização Mundial da Saúde) e a Comissão Europeia, apoiam o consumo do ginseng como agente restaurador e de reforço das capacidades físicas e mentais.

Ginsenósidos

Acredita-se que todos estes benefícios proporcionados para a memória e para a atividade cerebral estão relacionados aos ginsenósidos, um grupo de saponinas específicas do ginseng. Estima-se que a variedade asiática possui cerca de 29 ginsenósidos diferentes, enquanto as demais variações possuem apenas 8 ou 9. Por essa razão, especialistas da Universidade de Maryland afirmam que o ginseng-asiático é o mais eficaz para promover a qualidade de vida.

Contraindicações e efeitos colaterais

Consumir o ginseng conforme as doses diárias recomendadas é seguro e benéfico para a saúde. Entretanto, seu uso em quantidades diárias excessivas pode trazer efeitos colaterais, como reações alérgicas, complicações gastrointestinais, irregularidades menstruais e alterações do sono. Além disso, diabéticos devem utilizar com cautela caso estejam consumindo medicamentos para baixar a glicose.

Referências:
Scholey, Andrew, et al. “Effects of American ginseng (Panax quinquefolius) on neurocognitive function: an acute, randomised, double-blind, placebo-controlled, crossover study.” Psychopharmacology 212.3 (2010): 345-356.
National Center for Complementary and Alternative Medicine: Asian Gin.
All4NaturalHealth.com: Ways of Obtaining Gin Benefits – Methods of Consumption
Side Effects, Nutrition values and benefits. Zhion.
University of Maryland Medical Center: Asian Giseng; Dr. Steven Ehrlich; 2009.

Comentários

Comentar