Apium graveolens (AIPO)

APIUM GRAVEOLENS

Nomes populares

aipo-cultivado, aipo-doce, aipo-do-Rio-Grande, aipo-dos-pântanos, aipo-hortense, aipo-silvestre, celeri, salsão, salsão-selvagem, celery e garden celery (inglês).

Família

Apiaceae

Partes usadas

Folhas, talos, sementes e raízes.

Usos tradicionais

Acidez em excesso, artrite, asma, bronquites, desordens neurológicas, edema pulmonar, febre, flatulência (gases intestinais), gota, gripe, hipertensão, insônia, neuralgia, obesidade, pedras no rim, resfriados, reumatismo, toxemia.

Propriedades medicinais da Apium graveolens

Alcalinizante (provoca a transformação de uma substância química em base)
Antifúngico (previne e trata micoses)
Anti-inflamatório (combate a inflamação nos tecidos)
Antioxidante (inibe os efeitos da oxidação e combate os radicais livres)
Antipirético (previne ou reduz a febre, reduzindo a temperatura corporal; febrífugo)
Antirreumático (previne ou trata o reumatismo, doença carateriza por caracterizada por dor articular ou por outras alterações dos músculos e ossos)
Antisséptico urinário (impede a contaminação e combate a infecção)
Aperitivo (ingerido antes de uma refeição, ajuda a estimular o apetite)
Aromático (possui odor acentuado e agradável)
Carminativo (atua na redução dos gases intestinais)
Depurativo (purifica o organismo de suas toxinas e resíduo)
Diaforético (induz a transpiração profunda; sudorífero)
Diurético (atua no rim, aumentando o volume e o grau do fluxo urinário)
Emenagogo (aumenta o fluxo menstrual ou provoca menstruação)
Expectorante (facilita a saída de secreções por via respiratória)
Galactagogo (substância medicamentosa ou alimentar que favorece a secreção láctea)
Hipotensor (causa a queda da tensão arterial)
Laxativo leve (trata a constipação intestinal e a prisão de ventre)
Nervino Calmante (age como um calmante para os nervos)
Revigorante (tônico que revigora, fortifica)
Sedativo acalma ou faz cessar dor, ansiedade; substância calmante, tranquilizante)
Tônico Estomacal (favorece a digestão e pode até estimular o apetite em alguns casos)

Preparações

Chá, extrato, in natura, xarope.

Fitoquímicos

O aipo é composto de ácidos, açúcares, flavonoides, vitaminas (A, B1, B2 e C), sódio, cálcio, pentasonas, óleos essenciais, carboidratos, ferro, cumarinas, fósforo, manitol e niacina.

Contraindicações e efeitos colaterais

O aipo não é recomendado para pessoas que sofram com inflamações nos rins e diabéticos.

Curiosidades

– O aipo é uma das plantas mais versáteis na mesa dos brasileiros devido ao fato do vegetal ter todas as partes utilizáveis, incluindo folhas, talos, sementes e até mesmo as raízes.

Saiba mais

Aipo: benefícios e propriedades medicinais
Como fazer o xarope e o chá de aipo

Referências:
“Bartram’s Encyclopedia of Herbal Medicine”:
Pharmacopea das pharmacopeas nacionaes e estrangeiras, excepto a geral destes reinos, citadas nos regimentos dos pharaceuticos portuguezes de 1831 e de 1833: ou, Collecção de todas as formulas e processos dos medicamentos preparados conforme as pharmacopeas Bateana [et al.], Volume 1
Herbs. ZP.

Comentários

Comentar