Baptisia tinctoria (ÍNDIGO-SELVAGEM; WILD INDIGO)

BAPTISIA TINCTORIA

Nomes populares

Índigo-selvagem, baptisia, falso-índigo-amarelo, horseflyweed e wild indigo (inglês).

Família

Leguminosae

Usos tradicionais

Amigdalite, câncer, cervicite, cistite, congestão linfática, difteria, disenteria, dor de garganta, eczema, escarlatina, estafilococo, fadiga, faringite, febre, febre tifoide, feridas, feridas na boca, gangrena, gengivite, infecções nos seios nasais, infecção de ouvido (otite), inchaços, leucorreia, meningites espinhais, mononucleose, necrose de tecido, piorreia, reações de imunização, tifo, toxemia, tumores, vaginite.

Propriedades medicinais da Baptisia tinctoria

Adstringente (constringe e tecidos e fecham poros no pele; causa constrição de mucosas na boca; contrai vasos capilares)
Antibacteriano (impede ou inibe o desenvolvimento de bactérias)
Antimicrobiano (destrói ou impede o desenvolvimento de micróbios)
Antipirético (previne ou reduz a febre, reduzindo a temperatura corporal; febrífugo)
Antisséptico (impede a contaminação e combate a infecção; inibe a proliferação de microrganismos presentes na superfície da pele e mucosa)
Antiviral (combate os vírus, atuando no tratamento de doenças causadas por eles)
Emenagogo (aumenta o fluxo menstrual ou provoca menstruação)
Emético (provoca vômito)
Imunoestimulante (estimula ou reforça o sistema imunológico ou reações imunológicas)
Laxativo (trata a constipação intestinal e a prisão de ventre)
Purgativo (facilita a evacuação das fezes)

Preparações

Chá, tintura.

Contraindicações e efeitos colaterais

O uso é contraindicado por gestantes e lactantes. Doses grandes são eméticas e podem ser purgantes. Não deve ser utilizada em condições inflamatórias agudas. Doses altas podem causar anorexia, náuseas, taquicardia, paralisia respiratória, hipersalivação e respiração acelerada.

Fitoquímicos

O índigo-selvagem é composto de polissacarídeos, isoflavonas, alcaloides (baptoxina), glicosídeos, óleo-resina e cumarinas.

Curiosidades

– O nome de gênero, Baptisia, é derivado do grego bapptein, que significa “tingir. Tinctoria recorre ao uso da planta como tintura que proporciona a cor “índigo”. As folhas contêm indican, um glucosídeo incolor que oxida na água para formar uma cor azul. O índigo-selvagem já foi usado para tingir os uniformes de soldados britânicos e americanos.

Saiba mais

Índigo-selvagem: benefícios e propriedades medicinais

Referências:
Baptisia tinctoria. National Center of Homeopathy.
“Baptisia tinctoria”. Natural Resources Conservation Service PLANTS Database. USDA.
Herb: Wild Indigo. Latin name: Baptisia tinctoria. Herbs.

Comentários

Comentar