GLICEM REDUX: suplemento alimentar hipoglicemiante

Glicem Redux

A fórmula 100% exclusiva e natural de Glicem Redux atua no organismo de forma eficiente e segura para ajudar no controle do diabetes.

ATUALIZADO EM 23/02/2022

A fórmula 100% exclusiva e natural de Glicem Redux atua no organismo de forma eficiente e totalmente segura para ajudar no controle do diabetes.

Como Glicem Redux age no organismo?

Glicem Redux é composto de 8 (oito) ingredientes naturais que exercem papel chave no estímulo à produção de insulina no organismo: cromo, jambolão, l-arginina, magnésio, sucupira, tiamina, vitamina C e zinco. Quando combinados, tais ingredientes 100% naturais atuam de forma conjunta para proporcionar diversos benefícios para a saúde dos portadores de diabetes.

  • Ativa enzimas que regulam a taxa glicêmica.
  • Desintoxica o pâncreas.
  • Estimula a produção de insulina no sangue em níveis saudáveis.
  • Proporciona disposição e energia para as atividades diárias.
  • Reduz a fome excessiva e a vontade de ingerir doces.

Alimentação

Ingestão de alimentos

O alimento, ao chegar no estômago, é convertido em glicose e, juntamente com a insulina, produzida e liberada pelo pâncreas, é inserida na corrente sanguínea, onde passa a nutrir os músculos. O excesso é armazenado no fígado em forma de glicogênio (energia rápida). A insulina exerce papel fundamental neste processo, vez que sem ela os músculos não absorvem a glicose.

Hiperglicemia

A hiperglicemia é a elevação das taxas de açúcar no sangue, que prejudica o bom funcionamento de vários órgãos, incluindo coração e rins. Uma glicemia controlada reduz o risco do desenvolvimento de várias doenças e complicações para a saúde.

Diabéticos.

Insulina

Portadores de diabetes mellitus tipo 1 não produzem insulina naturalmente, o que faz com que necessitem de aplicações recorrentes de insulina. No caso de portadores de diabetes mellitus tipo 2, a insulina produzida pelo pâncreas é INSUFICIENTE e por isso sua produção deve ser estimulada ou suplementada.

Ação Natural

Glicem Redux

Glicem Redux

Glicem Redux

Dentre os diversos benefícios que Glicem Redux proporciona, se destacam as propriedades que ativam enzimas que regulam a taxa glicêmica, desintoxicam o órgão e estimulam a produção de insulina pelo pâncreas, reduzem a quantidade de açúcar no sangue e regulam os níveis de colesterol e triglicerídeos.

Composição de Glicem Redux

Cromo

O cromo é um mineral essencial que possui papel benéfico na regulação da ação da insulina e seus efeitos no metabolismo de carboidratos, lipídios e proteínas. O cromo é um fator importante para aumentar a atividade da insulina. Estudos mostram que pessoas com diabetes tipo 2 têm níveis sanguíneos de cromo mais baixos do que aqueles sem a doença. A resistência à insulina é o denominador comum em um conjunto de fatores de risco para doenças cardiovasculares. Vários estudos já demonstraram que os suplementos de cromo aumentam a ação metabólica da insulina e diminuem alguns dos fatores de risco para doenças cardiovasculares, particularmente em indivíduos com excesso de peso. O picolinato de cromo, especificamente, demonstrou reduzir a resistência à insulina e ajudar a reduzir o risco de doenças cardiovasculares e diabetes tipo 2. Suplementos contendo acima de 200 mcg de cromo (Glicem Redux possui 250mcg por porção diária) podem melhorar o controle da glicose no sangue.

Jambolão

As cascas do caule do jambolão são utilizadas como medicamento para controle do diabetes. Em estudos realizados, o jambolão exibiu atividade hipoglicêmica. Houve estímulo à formação de células insulino-positivas a partir das células epiteliais do ducto pancreático.

L-Arginina

Estudos demonstraram que a suplementação com l-arginina associada a um estilo de vida mais saudável é capaz de impedir o aumento da glicemia. A l-arginina auxilia na regulação dos níveis de insulina e glicose plasmáticas em pacientes diabéticos.

Magnésio

A deficiência de magnésio no organismo humano pode contribuir para o aumento da resistência periférica à insulina,  comumente observada em pacientes diabéticos. Desta forma, o magnésio possui importante papel no controle glicêmico

Sucupira

A sucupira, espécie vegetal tradicional brasileira, possui propriedades hipoglicemiantes.

Tiamina

A tiamina, também conhecida como vitamina B1, ajuda a prevenir as complicações da diabetes que são relacionadas aos coração, olhos e rins. Pessoas com diabetes possuem mais facilidade na excreção desta vitamina pelo corpo, tornando-se necessária a suplementação.

Vitamina C

A vitamina C auxilia na redução da concentração de glicose e, segundo estudos, é inversamente proporcional a glicemia aferida.

Zinco

O zinco auxilia na ação e liberação da insulina e, quando está presente no organismo em boas quantidades, faz com que a insulina cumpra melhor seu papel.

Você sabia?

O diabetes é uma doença que ocorre quando a glicose no sangue, também chamada de açúcar no sangue, está muito alta. A glicose no sangue é a principal fonte de energia do organismo, sendo proveniente dos alimentos que você as pessoas ingerem. A insulina, um hormônio produzido pelo pâncreas, ajuda a glicose dos alimentos a entrar nas células para ser usada como energia. Às vezes, o organismo não produz insulina suficiente – ou nenhuma – ou não usa bem a insulina. A glicose então permanece no seu sangue e não chega às suas células.

  • → 1 em cada 11 adultos é portador de diabetes (463 milhões). 3 em cada 4 portadores vive em países subdesenvolvidos ou em desenvolvimento, como é o caso do Brasil.
  • →1 em cada 2 adultos com diabetes não foi diagnosticado (232 milhões), sendo que 4 em cada 5 pessoas com diabetes possui menos de 65 anos
  • → 1 em cada 2 adultos com diabetes não foi diagnosticado
  • → 1 em cada 6 recém-nascidos é afetado por hiperglicemia durante a gravidez
  • → 1 em cada 6 recém-nascidos é afetado por hiperglicemia durante a gravidez, dos quais 84% dos casos é diagnosticado com diabetes gestacional.
  • → 2 em cada 3 diabéticos têm entre 20 e 64 anos (327 milhões), sendo que 1 a cada 13 adultos possui pouca tolerância a glicose

Matéria-Prima Certificada

Glicem Redux é produzido com a utilização de insumos certificados, obtidos de fornecedores autorizados pelos órgãos de saúde nacionais de internacionais, que por sua vez são submetidos a testes de controle de qualidade. A rigorosidade de toda cadeia de produção garante a eficácia e pureza do produto.

[penci_review]

Referências:
Vuksan, Vladimir, Et Al. “Korean Red Ginseng (Panax Ginseng) Improves Glucose And Insulin Regulation In Well-Controlled, Type 2 Diabetes: Results Of A Randomized, Double-Blind, Placebo-Controlled Study Of Efficacy And Safety.” Nutrition, Metabolism And Cardiovascular Diseases 18.1 (2008): 46-56.
Xie, Jing-Tian, Sangeeta Mehendale, And Chun-Su Yuan. “Ginseng And Diabetes.” The American Journal Of Chinese Medicine 33.03 (2005): 397-404.
Mazzanti, Cinthia Melazzo, Et Al. “Efeito Do Extrato Da Casca De Syzygium Cumini Sobre A Atividade Da Acetilcolinesterase Em Ratos Normais E Diabéticos.” Ciência Rural 34.3 (2004): 803-807.
Carvalho, Ana Cb, M. F. F. M. Diniz, And Rabindranath Mukherjee. “Hypoglycemic Activity Studies Of Some Plants Used In Diabetes Treatment In Brazilian Traditional Medicine.” Revista Brasileira De Farmácia 86.1 (2005): 11-16.
De Sousa Lino, Cleide, Et Al. “Antidiabetic Activity Of Bauhinia Forficata Extracts In Alloxan-Diabetic Rats.” Biological And Pharmaceutical Bulletin 27.1 (2004): 125-127.
Shanmugasundaram, E. R. B., Et Al. “Use Of Gymnema Sylvestre Leaf Extract In The Control Of Blood Glucose In Insulin-Dependent Diabetes Mellitus.” Journal Of Ethnopharmacology 30.3 (1990): 281-294.
Avalie
[0]

CHÁS PREMIUM MEDICINA NATURAL

SUPLEMENTOS ALIMENTARES