Calêndula: saiba para que serve o chá

Calêndula: Calendula officinalis

Conheça os benefícios, efeitos, indicações e propriedades do chá de calêndula (Calendula officinalis), também chamada de margarida, mal-me-quer e marigold.

Atualizado em 16/10/2022

A calêndula (Calendula officinalis) é um gênero de plantas que compreende cerca de 20 espécies, conhecidas popularmente também como margarida e mal-me-quer, além de marigold (inglês). Pertence à família Asteraceae.

Benefícios da calêndula

Dentre as propriedades medicinais da calêndula se destaca o dela aumentar a circulação periférica. É usada na medicina popular para o tratamento de infecções que perduram por maior tempo no corpo. Um ditado antigo diz que “onde a calêndula age, nenhum pus se formará”. A planta é muito utilizada na indústria cosmética em shampoos, cremes e loções para a pele, vez que auxilia na reparação e cicatrização de feridas, remoção de manchas na pele, eczemas, erupções cutâneas e outras lesões na epiderme.

A flor da calêndula é usada em forma de cataplasma ou unta para curar feridas e picadas de inseto. As flores também são aplicadas na pele para nutrição e hidratação, além de possuírem propriedades anti-inflamatórias. É usada em forma de lavagem nasal para infecções no nariz. O óleo de calêndula é utilizada para tratar dores de ouvido. A erva de banho trata hemorroidas.

Chá de calêndula

Chá de Calêndula - Calendula officinalis -Medicina Natural

Chá de Calêndula – Calendula officinalis -Medicina Natural

O chá de calêndula possui inúmeras funcionalidades e propriedades, podendo agir como anti-inflamatório, antisséptico, cicatrizante e até mesmo para auxiliar em condições de distúrbios estomacais. Contudo, sua utilização mais tradicional se dá por mulheres que sofrem com sintomas relacionados à TPM (tensão pré-menstrual). A Calendula officinalis é composta de saponinas, carotenoides, flavonoides, mucilagem, princípio amargo, fitosteróis e resina de polissacarídeo. A calêndula pertence à família Asteraceae, sendo uma planta herbácea, nativa em toda região do Mediterrâneo, e cultivada em toda a Europa, onde floresce quase o ano todo, sendo comum encontrá-la em jardins como planta ornamental. Mas além de possuir lindas flores, são nelas que se concentram propriedades que podem trazer benefícios à saúde, chamada por muitos de “flor-maravilha”.

Modo de preparo do chá de calêndula

Preparar via infusão (As folhas de calêndula não devem ser fervidas junto com a água). Infusão: colocar de 10 a 15 gramas de flores em 1 litro de água fervente. Ingerir de 2 a 3 xícaras ao dia.

Óleo de calêndula

Óleo de calêndula

Óleo de calêndula

A Calendula officinalis é composta de saponinas, carotenoides, flavonoides, mucilagem, princípio amargo, fitoesteróis e resina de polissacarídeo. Tais princípios ativos proporcionam benefícios para inúmeros problemas de pele, incluindo acne, dermatites, psoríase, rachaduras, verrugas, candidíase, assaduras, queimaduras de sol, brotoeja e micoses. De acordo com o Wounds Research, dados clínicos suportaram as propriedades medicinais da planta em aplicações tópicas para o tratamento de dermatites. O efeito na inflamação e regeneração de tecidos a torna um eficaz agente de cura de feridas naturais.

FIGAPRO

Figapro é o suplemento alimentar mais utilizado no Brasil para auxiliar a eliminar gordura do fígado e melhorar o funcionamento do sistema digestivo.

Contraindicações e efeitos colaterais da calêndula

A planta é geralmente considerada segura para o uso sobre a pele. O uso interno em doses elevadas não é indicado, podendo causar falta de apetite, náuseas e vômitos. Não deve ser aplicada a uma ferida aberta sem supervisão médica. Pessoas alérgicas a plantas de margarida ou pertencentes a família das Asteráceas, incluindo crisântemos e ambrósia, também pode sofrer reações alérgicas (normalmente uma erupção cutânea). Mulheres grávidas e lactantes não devem usar a erva.

História e curiosidades

A Calendula officinalis faz parte da Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS (RENISUS), constituída de espécies vegetais com potencial de avançar nas etapas da cadeia produtiva e de gerar produtos de interesse do Ministério da Saúde do Brasil. A finalidade da RENISUS é subsidiar o desenvolvimento de toda cadeia produtiva relacionada à regulamentação, cultivo/manejo, produção, comercialização e dispensação de plantas medicinais e fitoterápicos.

Referências:
University of Maryland Medical Center: Marigold
The Herb Research Foundation: Herb Information Greenpaper
Calendula: A Very Versatile Herb
Lastra Valdés, Humberto, and Rosario Piquet García. “Calendula officinalis.” Revista cubana de farmacia 33.3 (1999): 188-194.
Leach, Matthew J. ” Calendula officinalis and Wound Healing: A Systematic Review.” Wounds: a compendium of clinical research and practice 20.8 (2008): 236-243.
Jan, Nelofer, Khurshid Iqbal Andrabi, and Riffat John. “Calendula officinalis-an important medicinal plant with potential biological properties.” Proc Indian Natn Sci Acad. Vol. 83. No. 4. 2017.