Psoríase: melhores tratamentos naturais

Psoríase

Saiba mais sobre a psoríase e conheça chás, produtos naturais (cremes e suplementos) e remédios caseiros que ajudam no tratamento dos sintomas da psoríase.

Atualizado em 11/06/2024

A psoríase é uma doença crônica inflamatória genética autoimune que ocorre na pele (autoimunidade é a falha de um organismo em reconhecer as suas próprias partes constituintes, permitindo uma resposta imunológica contra as suas próprias células e tecidos). A psoríase afeta quase 200 milhões de pessoas no mundo inteiro. É mais incidente em pessoas de pele mais clara, entre 20 e 50 anos, sem distinção entre homens, mulheres e até mesmo crianças. No Brasil, cerca de 3 milhões são afetadas pela doença e estima-se que somente 5% dos pacientes estão em tratamento.

Causas da psoríase

As causas do aparecimento das lesões psoriáticas ainda não foram totalmente explicadas, mas sabe-se que é psoríase é multigênica (vários genes envolvidos), com incidência genética em cerca de 30% dos casos. A psoríase altera o sistema imunológico, o que a torna uma doença autoimune e faz com que as células de defesa do corpo ataquem equivocadamente as células do corpo saudáveis. Isso ocorre porque algumas células-T (leucócitos), são estimulados em excesso e atuam de forma até dez vezes mais rápida que o normal.

A psoríase não é uma doença contagiosa e pode aparecer em diversos locais do corpo. Além das causas relacionadas ao sistema imunológico, surge por meio de interações com o meio ambiente e à suscetibilidade genética. Lidar com a psoríase pode ser um desafio, especialmente se a doença cobrir grandes áreas do seu corpo ou estiver em locais facilmente vistos por outras pessoas, como o rosto ou as mãos. A natureza persistente da doença ainda se mostra como um grande fator adverso. Há uma série de novos medicamentos atualmente sendo pesquisados ​​que têm o potencial de melhorar o tratamento da psoríase. Estes tratamentos visam diferentes proteínas que trabalham com o sistema imunológico.

Sintomas da psoríase

A psoríase é uma doença de pele que afeta o ciclo de vida das células da pele. A doença provoca o acúmulo rápido de células na superfície da pele, formando grossas escamas e manchas pruriginosas, secas e avermelhadas, que são, por vezes, dolorosas. As manchas na pele aparecem, em geral, no couro cabeludo, joelhos e cotovelos, sendo que em alguns casos podem se espalhar por toda a pele e causar coceiras e desconforto, no entanto, a psoríase não é contagiosa.

Estudos comprovaram que a doença se desenvolve quando os linfócitos T (células responsáveis pela defesa do organismo) começam a atacar as células da pele por causa da resposta imunológica. Dessa maneira, ocorre a dilatação dos vasos sanguíneos e a produção de glóbulos brancos para combater a infecção. De forma rápida, a doença evolui e consequentemente há uma grande produção de escamas na pele. A psoríase não tem cura, mas pode ser controlada com tratamento adequado para cada tipo.

Tipos de psoríase

Tipos de Psoríase

Tipos de Psoríase

Alguns tipos da doença se apresentam de forma leves a graves, que podem levar até à incapacidade física. É mais comum aparecer em locais como couro cabeludo, cotovelos e joelhos. Em algumas formas, pode vir acompanhada de coceiras frequentes, que acabam causando ferimentos e cortes.

Psoríase vulgar

É a mais comum, são lesões de tamanhos variados, com placas secas e avermelhadas e escamas brancas. Ocorre normalmente no couro cabeludo, joelhos e cotovelos, contudo, pode atingir outras partes como genitais e dentro da boca, causando dor e sangramentos.

Psoríase ungueal

Aparece nos dedos e unhas dos pés e das mãos, caracterizados por escamas, depressões puntiformes ou manchas.

Psoríase invertida

Afeta regiões mais úmidas como axilas, virilhas, embaixo dos seios, ao redor das genitais e outros locais com dobras. Surgem manchas inflamadas e vermelhas. Os sintomas se agravam em pessoas que possuem sudorese excessiva.

Psoríase gutata

Geralmente surge em decorrência de alguma infecção bacteriana e podem aparecer em forma de gota no tronco, braços, coxas e couro cabeludo com uma camada fina de escama. É mais comum em pessoas mais jovens e crianças.

Psoríase eritrodérmica

Esse é o tipo menos comum, porém uma das mais graves. Acomete cerca de 75% ou mais do corpo, com manchas vermelhas que podem coçar e arder intensamente. As lesões psoriáticas podem surgir em decorrência de queimaduras graves, tratamentos intempestivos como uso ou retirada abrupta de corticosteroides, infecções ou por outro tipo da doença que foi mal controlada.

Psoríase artropática

Pode ser associada ao comprometimento articular, vez que causa fortes dores nas articulações, principalmente nas pontas dos dedos das mãos e dos pés e dos joelhos. Esses sintomas podem causar rigidez progressiva nas articulações.

Psoríase pustulosa

A forma é rara e se desenvolve rápido. É caracterizada por bolhas cheias de pus, que podem desaparecer de um dia para o outro e reaparecer. Comum em áreas como pés e mãos (psoríase palmo-plantar). Sua forma generalizada pode causar febre, calafrios e fadiga.

Tipos de tratamento natural para psoríase

Ainda não existe cura definitiva para a psoríase, mas vários tratamentos podem oferecer alívio significativo. Mudanças no estilo de vida, tais como a utilização de cremes de cortisona, maior exposição da pele a luz natural, além de remédios naturais, plantas medicinais e outros suplementos podem aliviar os sintomas da psoríase. Remédios, loções, pomadas e cremes a base de ervas curativas aplicados diretamente na pele podem limpar a pele irritada e diminuir a coceira e, dependendo do caso, reduzir o inchaço, desobstruir os poros da pele, diminuir a taxa de crescimento das células e suprimir o sistema imunológico do paciente.

Aos pacientes, também é recomendado praticar atividades físicas que proporcionam a liberação de hormônios de prazer, evitando assim que se encontrem em situações de estresse e ansiedade, fatores agravantes dos sintomas das doenças. Dentre as soluções indicadas, inclui o uso tópico de cremes e pomadas, fototerapia, produtos fitoterápicos, suplementos de vitaminas e minerais, além do tratamento sistêmico. Em casos mais leves, são indicados pomadas com corticoides para aliviar os sintomas. Nos casos mais graves, são prescritos medicamentos sistêmicos, que podem ser administrados via oral, intramuscular ou intravenosa.

Ácido fumárico

Ácido Fumárico

Ácido Fumárico

Há uma evidência crescente de que o ácido fumárico pode ajudar a manter a psoríase sob controle. Tal tratamento envolve o uso de um éster de ácido fumárico, comumente usado na indústria alimentícia como aditivo alimentar, em substituição ao ácido cítrico. Desta forma, as cápsulas de éster de ácido fumárico têm sido utilizadas em ensaios clínicos na University Medical Centers na Suíça, Alemanha, Japão e Holanda. Em um estudo recente, 80 por cento dos 285 pacientes envolvidos relataram melhora acentuada. 52 por cento dos pacientes estavam completamente livre de lesões psoriáticas.

Cortisona

A cortisona e os esteroides mais novos (medicamentos à base de hormônios) podem remover as placas em quase metade dos casos cerca de 50% dos casos quando aplicados diretamente na pele afetada.

Chás e ervas medicinais para psoríase

Plantas Medicinais

Plantas Medicinais

Apesar de ervas medicinais serem usadas há muito tempo no como tratamento alternativo da psoríase na medicina natural, todo e qualquer uso de medicamentos, sejam eles naturais ou não, devem ser realizados com a supervisão médica. Várias ervas medicinais são usadas no tratamento natural da psoríase, dentre elas: alteia (Althaea officinalis), aparine (Galium aparine), arruda-síria (Peganum harmala), babosa (Aloe vera), centelha (Centella asiatica), copaíba (Copaifera officinalis), linhaça (Linum usitatissimum), morugem (Stellaria media), pinheiro-bravo (Pinus sylvestris), poejo (Mentha pulegium), salsaparrilha (Smilax officinallis), vidoeiro (Betula alba), zimbro (Juniperus communis), dentre outras inúmeras ervas medicinais.

Fototerapia

Fototerapia

Fototerapia

A fototerapia é um procedimento no qual a pele é cuidadosamente exposta à luz ultravioleta, ou a PUVAterapia. A fototerapia para psoríase pode ser aplicada com luz ultravioleta A (UVA) ou ultravioleta B (UVB). Atualmente, o tratamento fototerápico para psoríase se encontra em desuso.

Vitaminas importante para portadores de psoríase

Pacientes com psoríase podem apresentam deficiências de certas vitaminas e minerais. A suplementação de vitamina A, vitaminas do complexo B, C, D e E, além de selênio e zinco é essencial para portadores da doença. Outros suplementos, tais como a cartilagem de tubarão, são muito úteis porque possuem propriedades anti-inflamatórias. Nesse sentindo, impede a formação de novos vasos sanguíneos que são conhecidos por agravar as lesões psoriáticas.

Vitamina A (retinol): reduz a superprodução de células da pele em pacientes com psoríase

Vitamina A (Retinol)

Vitamina A (Retinol)

A vitamina A é essencial para o ser humano, sendo encontrada principalmente em vegetais amarelos e laranjas, como é o caso da cenoura. Os retinoides são usados para reduzir a superprodução de células da pele que ocorre com a psoríase. Além disso, diminui a inflamação e as placas de psoríase. Cremes tópicos de vitamina A possuem uma menor taxa de absorção em comparação com os medicamentos orais relacionados à vitamina A, resultando em menos efeitos colaterais para os pacientes.

Vitamina B12 (cianocobalamina): reduz os sintomas da psoríase

Vitamina B12 (Cianocobalamina)

Vitamina B12 (Cianocobalamina)

A cianocobalamina compõe as vitaminas do complexo B. Algumas pessoas utilizam injeções de vitamina B-12 para ajudar a reduzir os sintomas da psoríase, contudo, estudos clínicos sugerem que a porcentagem de pacientes com que se beneficiam da cobalamina é baixa. Na década de 1960, os médicos investigaram injetando soluções de vitamina B12 diretamente em lesões de pele de pessoas com psoríase. Um dos primeiros estudos envolveu 73 pacientes. Os resultados não encontraram evidências de benefício do tratamento com vitamina B12, conforme relatado na edição de dezembro de 1962 do “British Medical Journal”.

Desde esses estudos iniciais, poucos estudos adicionais foram realizados sobre injeções de vitamina B12. Recentemente, alguns cremes para pele com cobalamina d outros ingredientes, como o óleo de abacate, ganharam popularidade. Um pequeno estudo em 2001 contou com a participação de 13 pacientes e foi publicado pela revista Dermatology. O creme com óleo de abacate demonstrou resultados promissores no tratamento da psoríase em placa crônica.

Vitamina C

Vitamina C

Vitamina C

A vitamina C é rica em antioxidantes, e pode ser uma adjuvante poderoso no tratamento da psoríase, evitando danos associados ao estresse oxidativo. A vitamina C pode ser obtida a partir da alimentação ou suplementos. Alimentos ricos em vitamina C incluem frutas cítricas, frutas vermelhas e vegetais de folhas verdes.

Vitamina D: um dos pilares no tratamento da psoríase vulgar

Vitamina D

Além do sol, muitos alimentos são fontes de vitamina D.

A vitamina D se tornou um dos pilares para o tratamento da psoríase vulgar. Pacientes com psoríase possui risco maior de desenvolverem complicações adversas para a saúde, incluindo doenças cardiovasculares. Em pacientes psoriáticos, ajuda a controlar a proliferação e diferenciação celular, regular o sistema autoimune e reduzir a inflamação e as placas. A aplicação de cremes tópicos de vitamina D diretamente na pele pode ser útil. O calcipotriol, medicamento que contém vitamina D, foi demonstrado ser um tratamento eficaz para a psoríase do couro cabeludo, especialmente quando usado em combinação com tratamentos esteroides mais tradicionais. O estudo foi conduzido por J. Koo, do Departamento de Dermatologia da Universidade da Califórnia e publicado em 2002 na revista “Cutis“. Os pacientes poderiam usar menos esteroides juntamente com o creme de vitamina D. A Universidade de Maryland Medical Center relata que os cremes com vitamina D parecem funcionar inibindo a reprodução das células da pele.

Vitamina E (tocoferol)

Vitamina E

Vitamina E

A vitamina E sempre foi valorizada por suas propriedades antioxidantes, que por sua vez combatem diretamente os radicais livres. Ajuda a reduzir a produção indesejada de colagenase, enzima que destrói o colágeno e deteriora a estrutura da pele. Também ajuda a proteger o corpo dos prejudiciais raios ultravioleta que podem danificar as células da pele. A vitamina E deixa a pele mais suave e sedosa, além de ajudar a hidratar a pele seca. O tocoferol pode ser obtido por meio da aplicação de cremes e loções para a pele e por meio de ingestão alimentos e suplementos, tais como frutas cítricas, verduras, leguminosas, nozes e sementes, dentre outros.

Referências:
Fleischer, J. A., Feldman, S. R., Rapp, S. R., Reboussin, D. M., Exum, M. L., & Clark, A. R. (1996). Alternative therapies commonly used within a population of patients with psoriasis. Cutis, 58(3), 216-220.
Psoriasis – Diagnosis and treatment – Mayo Clinic
Paulsen, Evy, Lars Korsholm, and Flemming Brandrup. “A double‐blind, placebo‐controlled study of a commercial Aloe vera gel in the treatment of slight to moderate psoriasis vulgaris.” Journal of the European Academy of Dermatology and Venereology 19.3 (2005): 326-331.
University of Maryland Medical Center; Psoriasis; Steven D. Ehrlich, NMD; March 13, 2010.
What vitamins are best for psoriasis? Medical News Today.
Vitamins and Supplements. National Psoriasis Foundation.
Stücker, Markus, et al. “Vitamin B-12 cream containing avocado oil in the therapy of plaque psoriasis.” Dermatology 203.2 (2001): 141-147.
Baker, Harvey, and J. S. Comaish. “Is vitamin B-12 of value in psoriasis?.” British Medical Journal 2.5321 (1962): 1729.
Does B 12 Help Psoriasis? Livestrong.
The Link Between Vitamin D Deficiency & Psoriasis. Livestrong.