Carvalho-branco: benefícios, usos, efeitos e propriedades medicinais

O carvalho é uma árvore medicinal de grande porte, sendo que alguns carvalhos podem viver até 1000 anos. O carvalho de nome popular compreende espécies de carvalho-branco (Quercus alba), carvalho-comum ou inglês (Quercus robur), carvalho-verde (Quercus virens), carvalho-séssil (Quercus petraea, carvalho-vermelho (Quercus rubra), carvalho-preto (Quercus tinctoria), dentre outras espécies. Na língua inglesa, o carvalho é popularmente conhecido como oak. Pertence à família Fagaceae.

Benefícios e propriedades medicinais do carvalho

O carvalho-branco possui ação adstringente, anti-inflamatória, antisséptica, expectorante, hemostática e tônica. O alto conteúdo de taninos em sua composição são responsáveis por uma gama extensiva de suas atividades. Os taninos se ligam com as proteínas dos tecidos, impermeabilizando as mesmas para invasões bacterianas e infecções ao mesmo tempo que fortalecem os tecidos. Os féis da Quercus alba possuem doses de taninos mais altas do que a casca e são muito adstringentes. Desta forma, são usados em pequenas quantidades.

O carvalho-branco possui efeitos positivos no tratamento de dermatites, diarreia, dor de garganta, feridas, hemorragias, hemorroidas, prolapso anal e uterino, varizes e outras condições de saúde. Na medicina popular, o gargarejo ou líquido para limpeza bucal é usado para o tratamento de amigdalites, dores de garganta, faringites e laringites. Compressas são aplicadas em cortes, dermatites, feridas, eczema, lombrigas, queimaduras, vasos capilares fracos e veias varicosas. Em forma de enema, banho de assento ou supositório hemorroidas. Ducha para leucorreia. Rapé para hemorragias nasais.

O carvalho possui em sua composição cálcio, ferro e sais minerais, como o potássio. A casca é rica em ácido gálico e tanino. As folhas contém clorofila, hidratos de carbono, mucilagem e vitaminas A, C e E. As bolotas (frutos) possuem em sua composição química açúcares, amidos, oxalato de cálcio e taninos.

Chá de carvalho

Preparar a receita do chá de carvalho é uma boa forma de usufruir dos benefícios medicinais desta árvore medicinal. Não é aconselhável ingerir o chá por mais de um mês seguido.

Ingredientes

  • 2 colheres de sopa de casca de carvalho seca.
  • 500 ml de água.

Modo de preparo

  • Misture a água e casca e leve ao fogo.
  • Deixe a mistura cozinhar.
  • Quando o ponto de fervura for atingido, deixe no fogo por mais 15 minutos e então apague o fogo.
  • Tampe o recipiente e deixe de descanso por um período de 10 a 15 minutos.
  • Coe e estará pronto para o consumo.
  • Você deverá tomar no máximo três xícaras deste chá por dia.

Contraindicações e efeitos colaterais do carvalho-branco

O uso em excesso pode causar problemas intestinais, tais como constipação. A casca quando exposta ao ferro se torna tóxica e prejudicial à saúde. Desta forma, o preparo do chá deve ser feito de preferência em recipientes de alumínio.

História e curiosidades

O nome do gênero, Quercus, é originária da palavra de origem céltica “quercua“, onde “quer” significa “bom” e “cua” significa “árvore”. A árvore era sagrada para os Druidas e por muito tempo foi um símbolo de fertilidade e imortalidade. Na mitologia nórdica, os carvalhos eram associados com Thor, deus associado aos trovões, relâmpagos e tempestades, vez que os arvoredos pareciam atrair muitos raios. Para os Romanos, simbolizava coragem e os heróis de guerra eram frequentemente coroados com uma grinalda de folhas da árvore. A Quercus robur é usada como um Remédio Floral de Bach para tratar desespero e desânimo.

Os carvalhos são árvores nativas da América do Norte, sendo encontrada em uma região limitada. No Canadá sua ocorrência se dá na província de Quebec e, nos Estados Unidos, nos Estados da Flórida, Minnesota e Texas. Cresce até os 150 anos de idade e pode atingir a altura de vinte e cinco metros e meio na sua maturidade. Seus ramos se estendem de forma lateral e paralelamente ao chão. Sua casca possui a cor cinza. As folhas podem atingir vinte e um centímetros de comprimento por onze centímetros de largura e possuem a superfície na cor verde brilhante no outono, podendo ficar da cor vermelha ou marrom. As bolotas, os frutos produzidos pela árvore, possuem cerca de dois centímetros e meio e possuem o formato de taças. As flores são de cor vermelha brilhante.

Referências:
Q alba. White Oak. Missouri Botanical Garden.
White Oak Benefits. Herbs Wisdow.
Oak Bark. WebMD.
Hengst, G. E., & Dawson, J. O. (1994). Bark properties and fire resistance of selected tree species from the central hardwood region of North America. Canadian Journal of Forest Research, 24(4), 688-696.

Comentários

Comentar