Graviola: saiba para que serve o chá

Graviola - Annona muricata

Conheça os benefícios, efeitos e propriedades medicinais da graviola (Annona muricata), fruta usada contra artrite, câncer, hipertensão e outras doenças.

Atualizado em 21/09/2022

A graviola (Annona muricata) é uma planta medicinal também conhecida como guanábana, guanavana, guanaba, jaca-do-Pará, jaca-de-pobre, papaia-brasileiro, brazilian pawpaw (inglês), huanaba (espanhol) corossol épineux (francês), dentre outros inúmeros nomes populares. Inclui os sinônimos botânicos Annona macrocarpa, A. muricatus e A. guanabanus. A graviola é uma fruta rica em vitaminas e minerais, incluindo vitamina B1, B2 e C. Também possui cálcio, fósforo, magnésio, potássio e zinco, magnésio. O chá de folhas de graviola é rico em antioxidantes, particularmente a coenzima Q10, útil para combater a inflamação, eliminar os radicais livres e garantir o funcionamento do organismo em níveis ótimos.

Benefícios da graviola

Acredita-se que quase toda a planta possui propriedades medicinais, incluindo suas folhas, frutos, sementes, cascas e raízes. A graviola sempre foi muito utilizada ao longo dos tempos na medicina alternativa, sobretudo por tribos indígenas ao longo de toda a Floresta Amazônica e parte do Caribe (América Central). No Brasil, o chá da folha de graviola é utilizado no combate de problemas hepáticos e o óleo das folhas e da fruta verde, misturado com azeite de oliva, era aplicado para aliviar dores de artrite e reumatismo.

No Peru, o chá das folhas é usado para aliviar a inflamação das membranas mucosas (excesso de catarro) e as sementes para combater parasitas. Já no Caribe, o suco da fruta, além de eliminar parasitas, é usado para aliviar febre e diarreia. Em alguns países da América Central, a graviola é utilizada para acalmar o coração e reduzir a hipertensão arterial. Vários medicamentos preparados a partir da graviola são utilizados na medicina popular para combater bacterias, células cancerígenas, parasitas e vírus, além de aliviar a depressão, dilatar vasos sanguíneos, estimular a digestão, retardar o crescimento de tumores e reduzir espasmos.

A graviola é rica em antioxidantes

Graviola

Graviola

Um estudo com animais realizado pelo Departamento Farmacêutico da Faculdade de Farmácia e Bioquímica da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), publicado em 2010, sugeriu que a graviola (Annona muricata) pode ser uma fonte ativa de substâncias antinociceptivas (reduz o número de contorções abdominais) e anti-inflamatórias, obtidas através do extrato das folhas da planta. Outro estudo, realizado na Índia em 2007, sugeriu que os extratos de Annona muricata possuem potente atividade antioxidante, sendo uma boa opção natural para combater os radicais livres, aumentando sua atividade terapêutica.

Propriedades da graviola contra o câncer

Há várias décadas a graviola tem sido alvo de estudos acerca de suas possíveis propriedades anticancerígenas e antitumorais, no entanto, ainda nenhuma pesquisa se mostrou totalmente conclusiva quanto aos seus benefícios no combate ao câncer. A ANONNA graviola possui compostos químicos conhecidos como acetogeninas, produzidas no tronco, frutas e sementes. O grande interesse dos cientistas na acetogenina se deve ao comportamento tóxico da substância para com as células de câncer, tendo ação mínima em células saudáveis. No entanto, apesar de alguns resultados preliminares, as pesquisas não avançaram suficientemente neste sentido.

Chá de graviola

Chá de graviola

Chá de graviola

O chá de graviola é feito com as folhas, sendo uma opção saudável que pode ser consumida várias vezes ao dia. Além de ser utilizada em forma de chás para fins medicinais, a graviola é culturalmente utilizada na culinária. Em algumas regiões tropicais, sua polpa é cortada em pedaços e acrescentada a copos de frutas e em saladas. Seu suco também é apreciado, produzido a partir da extração da polpa da fruta sem sementes, que depois é batida com água ou leite e então adoçada. Suas folhas são largas e seu fruto se apresenta em formas grandes e de coloração verde-amarelo, sendo o seu interior composto de polpa branca de sabor ácido. Além disso, contém vitaminas e minerais essenciais para uma dieta saudável e balanceada.

Como preparar o chá de folhas de graviola

Para preparar o chá de folhas de graviola, o passo a passo é muito simples:

  • Ferva um litro de água.
  • Coloque cerca de seis folhas da graviola em um recipiente de vidro e despejar neste a água fervente (o ideal é que o recipiente seja tampado a fim de abafar e deixar o líquido em infusão durante quinze minutos).
  • Após este tempo, o chá está pronto para ser coado e consumido.

Além disso, a dica é consumir o chá cerca de três vezes ao dia. Além disso, não é aconselhado deixa-lo para o dia seguinte, ou seja, o ideal é consumi-lo sempre no mesmo dia.

Efeitos da graviola para combater a artrite

Diversos estudos apontam a eficácia da graviola em atividades antirreumáticas e anti-inflamatórias. Outro benefício da graviola são as suas propriedades antinociceptivas, ou seja, sua capacidade de diminuir a sensibilidade do corpo à dor. Neste sentido, estas características tornam a graviola eficaz tanto para o tratamento da artrite reumatoide quanto da osteoartrite. Como cada parte da planta possui suas propriedades próprias, acredita-se que a parte que melhor atua no tratamento da artrite são as suas folhas, que aliviam a dor e a inflamação, sendo o chá da folha de graviola a melhor opção nestes casos.

O caule, casca e sobretudo as folhas da graviola são ricas em antioxidantes, particularmente a Coenzima Q10, que combate a inflamação, elimina os radicais livres e garante o bom funcionamento do organismo. Misturas feitas a partir de folhas da graviola são usadas ​​para aliviar a dor da artrite, reduzir a inflamação das articulações, diminuir a inflamação no passagens nasais e do trato respiratório em geral, como calmante ou sedativo e até mesmo para tratar condições de pele, incluindo eczema.

Benefícios da graviola contra o diabetes

Atividades anti-hiperglicêmicas da graviola foram sugeridas em um estudo realizado na Universidade Obafemi Awolowo (Nigéria), o que indica que a Anonna muricata pode auxiliar no tratamento de pacientes com diabetes. Neste estudo, realizado em animais de laboratório, foi sugerido que o extrato de graviola possivelmente aumenta os níveis de insulina e antioxidantes endógenos. Apesar de tantas indicações medicinais, o FDA (Food and Drug Administration), órgão regulamentador nos Estados Unidos, aprovou a graviola para uso apenas para apoiar a função imunológica².

Benefícios da graviola para a hipertensão

A graviola é rica em carboidratos, além de vitaminas B1, B2 e C. Minerais como o potássio, cálcio, magnésio, zinco e fósforo também compõem a fruta, o que a torna uma excelente alternativa para a composição nutricional diária do organismo e também para a prevenção e tratamento de diversos problemas de saúde. Também possui acetogenina, poderoso antioxidante derivado de ácidos graxos e encontrada em maior abundância em suas folhas, cascas e galhos. Suas sementes são dotadas de glicoproteína, um tipo de proteína ligada por açúcar que atua diretamente na membrana celular.

Acetogenina e potássio

A alta concentração de potássio presente na graviola, aliada ao poder antioxidante da acetogenina, são os principais responsáveis pelos benefícios da graviola para pessoas com hipertensão. Estes elementos colaboram na regulação da circulação sanguínea, vez que auxiliam na dilatação dos vasos e no combate à obstrução das artérias, contribuindo para um melhor fluxo de sangue e oxigênio entre o coração e os demais órgãos do corpo. Consequentemente, isto gera efeitos positivos no controle da pressão arterial. Desta forma, o consumo aliado a uma dieta balanceada, exercícios físicos e acompanhamento médico é uma forma poderosa para o combate e controle da hipertensão.

Uso na culinária

A graviola é uma fruta popular na culinária. Várias receitas a utilizam como ingrediente principal, que possui frutos muito aromáticos, com carne branca e suculenta, apesar do fato dos frutos maduros serem altamente perecíveis, frágeis e facilmente danificáveis. Muito presente em sorvetes e iogurtes, o néctar melhora a qualidade total do produto, agregando valores substanciais de fósforo, zinco, cálcio e bons níveis de proteína dietética. O fruto é rico em carboidratos, especialmente frutose, além de conter vitamina B1, B2 e C.

Contraindicações e efeitos colaterais da graviola

A graviola não deve ser utilizada durante a gravidez. Pessoas com pressão baixas devem apenas consumir a graviola com devida supervisão médica, vez que a planta possui atividade vasodilatadora, hipotensora e cardiodepressora. O uso prolongado pode fortalecer bactérias no trato-digestivo, vez que a planta possui atividade antimicrobiana. A suplementação com alimentos probióticos é aconselhável neste caso. O consumo em excesso pode causar náuseas, sonolência e vômitos em algumas pessoas.

História e curiosidades

A graviola é uma árvore perene de pequeno porte, que atinge até 6 metros de altura. Possui folhas verdes escuras, grandes e brilhantes. O fruto da planta é comestível e possui cerca de 20 centímetros de diâmetro. A árvore é nativa de climas tropicais quentes, sendo muito comum na região da Floresta Amazônica. É conhecida como guanábana nos países da América do Sul.

Referências:
Antinociceptive and Anti-Inflammatory Activities of the Ethanol Extract of Annona muricata L. Leaves in Animal Models. Departamento Farmacêutico, Faculdade de Farmácia e Bioquímica, Universidade Federal de Juiz de Fora, Martelos, Juiz de Fora, MG, Brazil.
Histomorphological and morphometric studies of the pancreatic islet cells of diabetic rats treated with extracts of Annona muricata. Department of Anatomy and Cell Biology, Obafemi Awolowo University, Il-Ife, Nigeria.
Soursop Benefits and Information. Soursop, also known as Graviola, is widely used by many indigenous cultures for a variety of physical ailments. Herbswisdow.
Chá das folhas de graviola. Chá Benefícios.com.
Soursop. Annona muricata. Morton, J. 1987. Soursop. p. 75–80. In: Fruits of warm climates. Julia F. Morton, Miami, FL.
Soursop Benefits & Information. Herbswisdow.
Graviola for Arthritis. By Shelley Moore. Livestrong.com.
Cartilha de orientação de Artrite Reumatoide. Cartilha para pacientes. Sociedade Brasileira de Reumatologia.