Urtiga: saiba para que serve o chá

Urtiga - Urtica dioica

Conheça os benefícios, efeitos colaterais, indicações e propriedades medicinais do chá de urtiga (Urtica dioica), planta também chamada de urtiga-pungente.

Atualizado em 16/10/2022

A urtiga (Urtica dioica) é uma planta medicinal também conhecida como ortiga-comum e urtiga-pungente. Inclui as espécies Urtica urens, Urtica gracilis, Urtica californica e Urtica holosericea. Urtiga é derivado do latim urere, que significa “queimar”, em referência aos pelos pungentes da planta. Rudolph Steiner chamou a urtiga de “coração-do-mundo”, vez que percebeu que a urtiga radiava uma energia curativa ao redor das pessoas e outros vegetais.

Benefícios da urtiga

Apenas as sementes da urtiga funcionam como um tônico para tireoide. A erva é um bom tônico para gravidez e para mães que estão amamentando. Também ajuda a reduzir sensibilidades à comidas, ligando a imunoglobulina. A picada da urtiga fresca (direcionada para a área afetada) pode ser terapêutica em casos de artrite, reumatismo, gota, paralisia e paralisia ciática, e os efeitos podem durar o dia inteiro. É adicionada a shampoos, condicionadores e enxaguantes de cabelo para caspa e prevenção de queda capilar.

Usada como limpador para pele oleosa e como vapor facial adstringente. Em forma de banho de sitz para hemorroidas e erva de banho para artrite. Ducha para vaginite. Lavagem para queimaduras de sol. A erva seca defumada é usada para asma. A Urtica dioica é constituída de ácido fórmico (apenas na planta fresca), betaína, histamina, acetilcolina, glucoquinina, ácido clorogênico, mucilagem, tanino, sílica, betacaroteno, cálcio, ferro, clorofila e colina.

Chá de urtiga

Chá de urtiga - Urtica dioica

Chá de urtiga – Urtica dioica

O Chá de Urtiga Medicina Natural (Urtica dioica) possui propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes devido a ter uma composição química rica em compostos fenólicos, onde se destacam os ácidos fenólicos e os flavonoides. Em algumas pessoas, pode auxiliar em casos de artrite, gota, paralisia ciática e reumatismo. O chá também apresenta ação diurética, aumentando a eliminação de ureia e cloretos, auxiliando em condições de cistite e pedras nos rins, além de ação depurativa, que ajuda a eliminar o excesso de ácido úrico no organismo, fator que auxilias na prevenção de doenças cardiovasculares e gota.

O chá de urtiga é um excelente aliado para o tratamento de próstata aumentada, também conhecida como hiperplasia prostática benigna (HPB), que é o inchaço da próstata devido ao desequilíbrio de testosterona. Essa condição costuma interferir nas funções urinárias do homem, como diminuição ou interrupção do fluxo de urina, incontinência urinária, retenção e infecção urinária.

Modo de preparo do chá de urtiga

Preparar por infusão (as folhas da urtiga não devem ser fervidas junto a água). Para 250 ml de água (uma xícara): Adicionar uma colher de sopa de folhas secas do Chá de Urtiga Medicina Natural em uma xícara de água fervente, tampar e deixar em infusão por 10 minutos. Esperar amornar, coar e beber.

Sugestão de consumo

O chá deve ser ingerido até 10 horas após o preparo, não podendo ser reaquecido. Tomar 250 ml do chá, pela manhã e à noite, podendo ser administrado até duas vezes ao dia.

Uso na culinária

Na culinária, os brotos tenros jovens são comestíveis cozidos como legume, cozinhado à vapor ou em sopas. Os talos subterrâneos rosas são comestíveis. O suco já foi usado para coalhar leite. Cozinhar ou ressecar a planta inativa os pelos pungentes.

Contraindicações e efeitos colaterais da urtiga

O contato direto com a erva fresca pode causar erupções cutâneas ardentes, portanto, a manipulação deve ser feita com luvas. Deve-se evitar o consumo in natura (cru). As folhas mais velhas tendem a irritar mais os rins do que que folhas jovens.

História e curiosidades

Urtica também é um termo medieval para “colmeia”. O chá de urtiga é usado para regar outras plantas no jardim para estimular o seu crescimento e fazer com que as mesmas fiquem mais resistentes a pragas. Os vegetais que crescem ao redor da urtiga tendem a ter óleos voláteis mais fortes. Os talos são fortes e podem ser desfiados e tecidos para fazer panos e cordas.

Quando animais lactantes são alimentados com ortiga, tendem a serem mais produtivos, ou seja, faz com que mamíferos produzam mais leite e aves mais ovos. Durante a Segunda Guerra Mundial, urtigas eram usadas como pintura de camuflagem verde. Monges medievais se flagelavam com urtiga para pagarem penitência. Era usada por soldados romanos para se esquentarem e se adaptarem a climas frios e úmidos. Lelord Kordel disse que “A picada da ortiga não é nada comparada a dor da cura”. Muito se dizia antigamente que os efeitos da picada da espécie Urtica urentissima durava cerca de um ano, contudo, felizmente, tal afirmativa é falsa. A Urtica dioica faz parte da família Urticaceae.

Referências:
Joshi, Bhuwan Chandra, Minky Mukhija, and Ajudhia Nath Kalia. “Pharmacognostical review of Urtica dioica L.” International Journal of Green Pharmacy (IJGP) 8.4 (2014).
Jinous, Asgarpanah, and Mohajerani Razieh. “Phytochemistry and pharmacologic properties of Urtica dioica L.” Journal of medicinal plants research 6.46 (2012): 5714-5719.
Dar, Sabzar Ahmad, et al. “Pharmacological and toxicological evaluation of Urtica dioica.” Pharmaceutical Biology 51.2 (2013): 170-180.