Castanha-mineira: benefícios e propriedades medicinais

A castanha-mineira (Anisosperma passiflora Vell. Silva Manso) é uma planta medicinal também conhecida como castanha-de-bugre, castanha-de-jatobá, cipotá, fava-de-Santo-Inácio, fruto-amargoso, jabutá, jatobá-verdadeiro, maracujá-de-periquito, nhadiroba, dentre outros nomes populares. Inclui o sinônimo Fevillea passiflora. Pertence à família Cucurbitaceae.

Benefícios e propriedades medicinais da castanha-mineira

A castanha-mineira é usada na medicina alternativa para o tratamento de problemas relacionados à má digestão, incluindo dispepsia e distúrbios gastrointestinais. É útil para afecções que atingem o estômago, incluindo alívio constipações intestinais, diminuição da fermentação estomacal e formação de gases (flatulências). A maioria das propriedades da castanha-mineira estão concentradas nas sementes antidispépticas e purgativas, compostas de alcaloides, anisospermas e óleo essencial. Além disso, age como um estimulante do apetite e laxante natural.

A castanha-mineira auxilia no bom funcionamento do fígado, vez que auxilia na diminuição do inchaço do fígado. Também é muito eficaz no combate à icterícia, sintoma caracterizado pela cor amarelada da parte branca dos olhos e pele. A icterícia ocorre quando há acúmulo de bilirrubina no sangue, pigmento amarelo produzido pelo organismo quando as hemácias são degradadas. A bilirrubina normalmente passa pelo fígado e é eliminada pelas fezes. Na medicina veterinária, pode ser usada externamente em animais para aliviar dores de cólicas.

Prisão de Ventre Digestivos Remédios naturais para combater má digestão e prisão de ventre.
Pedras nos Rins Pedras nos Rins Compre fitoterápicos para eliminar cálculos renais.
Chás Chás Medicinais Chás 100% naturais e orgânicos para diversos objetivos.

Receita de chá de castanha-mineira

O chá de castanha-mineira é fácil e simples de ser preparado. O recomendado é consumir o chá cerca de três vezes ao longo do dia, vez que suas propriedades diuréticas sobrecarregam o funcionamento dos rins.

Ingredientes

  • 5 gramas de castanha-mineira seca.
  • 200 ml de água filtrada.

Modo de preparo

  • Coloque a água em um recipiente e leve ao fogo.
  • Espere atingir o ponto de fervura.
  • Quando entrar em ebulição desligue.
  • Coloque a castanha seca.
  • Aguarde 10 minutos.
  • Coe e beba.

Contraindicações e efeitos colaterais da castanha-mineira

O uso é contraindicado para pacientes com diurese, vez que há o risco de acelerar tal processo e causar desidratação. Pessoas com anorexia também devem evitar o uso, vez que a castanha-mineira possui propriedades inibidoras de apetite. Da mesma forma, efeitos estimulantes são aversos para pacientes hipertensos. Mulheres grávidas e lactantes só devem consumir sob recomendação e supervisão médica.

Curiosidades

A Anisosperma passiflora é nativa de diversas regiões do Brasil, sendo encontrada desde o Sudeste até a Amazônia. Trata-se de uma trepadeira de caule forte e ramos nodosos com cerca de 8 centímetros de diâmetro. Possui pelos de coloração levemente prateada. As folhas são inteiras, ovais e pecioladas. As flores da castanha-mineira possuem a cor verde ou branca, são pequenas e crescem em formato de pedúnculos. Os frutos são grandes (aproximadamente do mesmo tamanho que uma laranja), possuem a superfície lisa e pequenas verrugas irregulares. Abrigam as sementes que pode alcançar 45 milímetros de comprimento.

REMÉDIO NATURAL CONTRA O ALCOOLISMO Noethyl Anti-Álcool
DIURÉTICO / ELIMINA PEDRAS NOS RINS Quebra-Pedra em Cápsulas
PRISÃO DE VENTRE / ESTIMULAR GASES Composto Laxante 500mg
CÁLCULOS RENAIS, INFECÇÕES URINÁRIAS ETC. Diu Renal
FITOTERÁPICO COM MUITOS USOS MEDICINAIS Cavalinha em Cápsulas
Referências:
Plantas Medicinais Brasileiras. Registro de Plantas Medicinais Brasileiras baseado em bibliografia entre 1850 e 1960. Plmed Brasil.
BARBOSA JÚNIOR, Ademir. “Guia prático de plantas medicinais.” (2005).

Comentários

Comentar