Equinácea: benefícios e propriedades medicinais

A equinácea (Echinacea purpurea) é uma planta medicinal também conhecida como púrpura, purpúrea, flor-de-cone e flor-de-cone-roxo. Inclui as espécies medicinais Echinacea angustifolia (folha-estreita) e Echinacea pallida (roxo-pálido). Pertence à família Asteraceae.

Benefícios da equinácea

Historicamente, a espécie Echinacea angustifolia foi a planta mais utilizada pelos nativos americanos das Grandes Planícies, sendo empregada para dores de dente, resfriados comuns e picadas de cobra (como um analgésico). Pesquisadores da University of Connecticut School of Pharmacy revisaram mais de uma dúzia de estudos sobre os efeitos da equinácea sobre o risco de se contrair resfriados em pessoas e concluíram que a Echinacea pode reduzir as chances de uma pessoa pegar um resfriado em cerca de 58%, comprovando seu efeito imunoestimulante.

A equinácea ajuda a regenerar células que foram danificadas, inibe a gangrena interna, produz uma atividade antitumor e dilata os vasos sanguíneos periféricos. A raiz fresca mastigada é boa para aliviar dores de dente. O líquido faz a limpeza bucal e combate gengivite e piorreia. A planta também é aplicada em mordidas venenosas de insetos, aranhas e cobras e também em feridas infectadas e com condições gangrenosas. O rizoma, as folhas, flores e sementes são usadas na medicina popular.

Contraindicações e efeitos colaterais da equinácea

O uso excessivo pode causar irritação na garganta, náuseas, vertigem e salivação excessiva. Não deve ser usada colhida selvagem.

História e curiosidades

O nome equinácea é de origem grega e significa “ouriço”, vez que faz menção ao formato pontudo e afiado dos receptáculos. A planta é nativa da América do Norte, sendo também muito popular na Europa e no resto da América. Era muito usada na medicina popular americana durante os anos 1920, mas entrou em desuso com a introdução de drogas modernas.

Referências:
Echinacea Helps You Avoid And Recover From Colds Say Scientists. MNT
Shah, Sachin A., et al. “Evaluation of echinacea for the prevention and treatment of the common cold: a meta-analysis.” The Lancet infectious diseases 7.7 (2007): 473-480.

Comentários

1 comentário

  1. joao luiz daibello

    gostei da materia mas falta mais nomes popularese onde encontrar..

Comentar