Alisma plantago-aquatica (ALISMA)

ALISMA PLANTAGO-AQUATICA

Nomes populares

Alisma, alface-dos-arrozais, colhereira, colhereiro, coresia, erva-alface, erva-couveira, orelha-de-mula, pão-de-rã, tanchagem-aquática, tanchagem-de-água.

Família

Alismataceae

Partes usadas

Rizomas.

Usos tradicionais

Alergias, câncer, diarreia, disenteria, edemas, epilepsia, hipertensão, impotência sexual (disfunção erétil), infertilidade feminina, infertilidade masculina, pedras no rim, vertigem.

Propriedades medicinais da Alisma plantago-aquatica

Antibacteriano (impede ou inibe o desenvolvimento de bactérias)
Anticancerígeno (previne ou combate ao câncer)
Antipirético (previne ou reduz a febre, reduzindo a temperatura corporal; febrífugo)
Diurético (atua no rim, aumentando o volume e o grau do fluxo urinário)
Hipotensor (causa a queda da tensão arterial)
Tônico Renal (estimula os rins a eliminar as toxinas do sangue)

Contraindicações e efeitos colaterais

Usada com moderação, o alisma não apresenta efeitos colaterais conhecidos.

Curiosidades

– A palavra alisma é de origem celta e significa “água”, referindo-se ao habitat natural da planta. Os primeiros botânicos classificaram-na no gênero Plantago devido às semelhanças com as folhas deste grupo taxonômico.

– A alisma é uma planta aquática perene, podendo ser encontrada emersa ou submersa, juntamente com rizoma tuberculoso que normalmente chega a medir até 80cm. Quando se encontra parcialmente submersa, suas gemas geralmente se encontram debaixo da água. Já as folhas adultas são na sua maioria emersas normalmente aéreas e ovadas, além de possuírem limbo cordiforme e truncadas na base.

– Herbalistas chineses afirmam que o alisma é bom para inibir o apetite e prolongar a vida. Segundo eles, a planta deixa o corpo mais leve, fazendo com que a pessoa consiga caminhar sobre a água (recorrendo ao estado espiritual).

Saiba mais

Tanchagem-de-água: benefícios e propriedades medicinais

Referências:
Alisma Linnaeus, Sp. Pl. 1: 343. 1753; Gen. Pl. ed. 5; 160, 1754. Flora of North America.
Matthews, David J., Bridget M. Moran, and Marinus L. Otte. “Screening the wetland plant species Alisma plantago-aquatica, Carex rostrata and Phalaris arundinacea for innate tolerance to zinc and comparison with Eriophorum angustifolium and Festuca rubra Merlin.” Environmental Pollution 134.2 (2005): 343-351.

Comentários

Comentar