Ambliopia: conheça tratamentos naturais para olho preguiçoso

Ambliopia - Olho Preguiçoso

Conheça tratamentos naturais para a condição conhecida como ambliopia, ou olho preguiçoso, ocorre quando há o desuso causa visão reduzida em um olho saudável.

Atualizado em 04/07/2024

A condição conhecida como ambliopia, ou olho preguiçoso, ocorre quando há o desuso causa visão reduzida em um olho saudável. A ambliopia afeta cerca de 2 a 3% das crianças. Se não corrigido antes dos oito anos, a ambliopia pode causar perda significativa da visão estereoscópica, prejudicando a percepção de profundidade tridimensional.

O que é o olho preguiçoso?

Em algumas crianças, um olho funciona melhor que o outro. Quando uma criança depende mais do olho mais forte, o olho mais fraco pode se tornar progressivamente mais fraco. Eventualmente, o olho mais fraco fica “preguiçoso” por desuso. Sem tratamento durante os primeiros anos de desenvolvimento infantil (do nascimento aos sete anos), a visão no olho afetado ficará subdesenvolvida e isso poderá causar ambliopia.

A ambliopia ocorre em três fases:

  • Na primeira fase, o cérebro liga e desliga o olho mais fraco.
  • Na segunda fase, o cérebro desliga o olho preguiçoso indefinidamente.
  • Na última fase, após os sete anos de idade, o olho perde toda a sensibilidade essencial para a visão.

O olho preguiçoso é um problema visual com consequências graves. Sem tratamento, a criança pode ter perda permanente da visão no olho preguiçoso. Com a perda de visão em um olho, imagens tridimensionais aparecem planas e há problemas com percepção de profundidade. Isso afeta a capacidade futura de trabalhar em profissões que exigem boa visão em ambos os olhos e aumenta o risco de cegueira se algo acontecer com o olho bom.

Causas e sintomas da ambliopia

As principais causas do olho preguiçoso incluem anisometropia, catarata congênita, cicatrizes na córnea e estrabismo. O estrabismo é a causa mais frequente, onde imagens não se coordenam, confundindo o cérebro. A anisometropia é quando há diferença na qualidade da imagem entre os olhos. Catarata congênita causa visão turva desde o nascimento. Ptose é a queda da pálpebra que bloqueia a visão. Cicatrizes na córnea resultam em qualidade de imagem pobre. Fatores de risco incluem rubéola na mãe durante a gravidez, nascimento prematuro e histórico familiar de problemas de visão.

Diagnóstico

O diagnóstico da ambliopia é frequentemente feito durante check-ups infantis de rotina e nos anos pré-escolares (de três a cinco anos). Bebês prematuros precisam de exames oftalmológicos mais frequentes. Um novo instrumento conhecido como photoscreening aumenta significativamente a precisão do diagnóstico.

Tratamentos para olho preguiçoso

Com diagnóstico e tratamento precoces, crianças com ambliopia podem restaurar a visão no olho preguiçoso. Sem tratamento, o olho fraco nunca desenvolverá visão adequada, resultando em cegueira funcional nesse olho.

Acupuntura

A acupuntura tem mostrado ser uma opção eficaz no tratamento da anisometropia, uma condição em que um olho se concentra muito melhor que o outro. Esse tratamento envolve a inserção de agulhas finas em pontos específicos do corpo para melhorar o fluxo de energia. Estudos sugerem que a acupuntura pode ajudar a reduzir as diferenças de refração entre os olhos, melhorando a qualidade da imagem. Contudo, a eficácia a longo prazo da acupuntura ainda necessita de mais pesquisa.

Dieta e Suplementos

Uma dieta rica em nutrientes essenciais para a saúde ocular pode apoiar o tratamento do olho preguiçoso. Alimentos ricos em vitamina A, vitamina C, vitamina E, e ácidos graxos ômega-3 são benéficos para a visão. Além disso, suplementos como luteína e zeaxantina podem ser considerados para melhorar a saúde ocular. Estudos indicam que uma alimentação balanceada pode contribuir para a saúde geral dos olhos. Contudo, é importante consultar um nutricionista antes de iniciar qualquer suplementação.

FIGAPRO

Figapro é o suplemento alimentar mais utilizado no Brasil para auxiliar a eliminar gordura do fígado e melhorar o funcionamento do sistema digestivo.

Exercícios Ortópticos

Exercícios ortópticos são projetados para ajudar os olhos a se moverem juntos e melhorar a fusão das imagens vistas por ambos os olhos. Além disso, esses exercícios podem corrigir o hábito de visão defeituosa devido ao desalinhamento dos olhos. Estudos indicam que a prática regular de exercícios ortópticos pode fortalecer os músculos oculares e melhorar a coordenação visual. Recomenda-se realizar esses exercícios sob a orientação de um oftalmologista.

Ioga para os Olhos

A ioga para os olhos inclui exercícios que ajudam a fortalecer os músculos oculares e melhorar a coordenação visual. Práticas como palming, onde as palmas das mãos são colocadas sobre os olhos fechados, ajudam a relaxar os músculos oculares. Além disso, movimentos de olhar para cima, para baixo e para os lados podem melhorar a flexibilidade dos olhos. Estudos sugerem que a prática regular de ioga para os olhos pode reduzir a fadiga ocular e melhorar a visão. Contudo, é essencial seguir um guia adequado ou instruções de um especialista.

Terapia Visual

A terapia visual é uma forma de fisioterapia para o cérebro e os olhos. Essa técnica inclui uma série de atividades personalizadas para melhorar a eficiência visual. Além disso, a terapia visual requer visitas frequentes a um especialista para monitorar o progresso. Estudos mostram que a terapia visual pode ser eficaz no tratamento do olho preguiçoso, especialmente em crianças. Contudo, a consulta com um profissional é essencial para determinar o programa adequado.

Tratamento Alopático

Para tratar o olho preguiçoso, o médico precisa identificar e tratar as causas subjacentes. Métodos incluem correção de erros de refração e forçar o uso do olho preguiçoso. Óculos ajudam no foco e evitam desalinhamento dos olhos. Cobrir o olho forte com um tapa-olho força o olho afetado a trabalhar, fortalecendo sua visão e músculos. Em alguns casos, colírios ou pomadas desfocam a visão no olho forte para estimular o uso do olho preguiçoso.

Tratamentos Cirúrgicos

Se o problema é causado por desequilíbrios musculares, os músculos dos olhos podem ser realinhados cirurgicamente. Após a cirurgia, tapa-olho, óculos ou exercícios ortópticos podem ser necessários. Em casos de catarata congênita, a lente turva é removida e substituída por uma lente intraocular. Cirurgia de ptose é necessária quando a visão é afetada por uma pálpebra caída.

Referências
Broderick, Peter. “Pediatric Vision Screening for the Family Physician.” American Family Physician 58, no. 3 (1998): 691-700.
Mills, Monte D. “The Eye in Childhood.” American Family Physician 60, no. 3 (1999): 907-918.
Paysse, Evelyn A., et al. “Detection of Red Reflex Asymmetry by Pediatric Residents Using the Bruckner Reflex Versus the MTI Photoscreener.” Pediatrics 108 (2001): 997.
American Academy of Ophthalmology. “Pediatric Eye Disease.” https://www.aao.org.
National Association for Parents of Children with Visual Impairments. “Amblyopia (Lazy Eye).”
Press, Larry J., and Marc B. Taub. “Vision Therapy: Success Stories from Optometric Offices.” Optometry and Vision Development, 2010.
Cooper, Jeffrey S., and Nancy M. Feldman. “Observing Clinical Improvements in Amblyopia with Vision Therapy.” Journal of Behavioral Optometry, 2009.
Wong, Ka-Kit, et al. “Acupuncture as a Treatment Modality for the Visual System: A Systematic Review of the Literature.” International Ophthalmology, 2013.
Kedar, Pravin S., et al. “Nutritional Supplementation for Age-Related Eye Conditions.” Clinical Interventions in Aging, 2008.
Sheedy, James E., and Mary M. Shaw-McMinn. “Diagnosing and Treating Computer-Related Vision Problems.” Butterworth-Heinemann Medical, 2003.