Gardênia: benefícios, efeitos e propriedades aromáticas e medicinais

A gardênia (Gardenia jasminoides) é uma planta medicinal também conhecida como flor-da-felicidade e jasmim-do-cabo. Compreende a espécie Gardenia florida. Pertence à família Rubiaceae.

Benefícios e propriedades medicinais da gardênia

O chá de gardênia pode ser usado para transtornos de deficiência de yin, que incluem sintomas como agitação, irritabilidade e sensações de aperto no tórax. Também é usada em fórmulas para tratar ansiedade e insônia. Tais sintomas também estão associados com a menopausa. Neste caso, mulher conseguem aliviar sintomas relacionados, incluindo depressão, dores de cabeça e tonturas. A crocetina, um composto carotenoide ativo da Gardenia jasminoides, contribui para melhorar a qualidade do sono, sem causar efeitos colaterais.

A gardênia ainda é frequentemente usada em fórmulas com outras ervas chinesas para tratar infecções da bexiga e disfunção urinária dolorosa resultante da síndrome do calor úmido, que perturba a função da bexiga, de acordo com o Instituto de Medicina Tradicional da China. No fruto da gardênia se concentram as propriedades medicinais, enquanto nas flores estão as propriedades aromáticas. O uso refresca o corpo, escoa a umidade e esfria o sangue, estancando sangramentos. Na medicina popular, é utilizada em forma de cataplasma para abscessos, contusões e deslocamentos, hematomas e inchaços. Outros indicações da gardênia são para o tratamento de estresse, icterícia, infecções, tensão nervosa, tumores, dentre outras condições de saúde.

Óleo essencial de gardênia

O óleo da gardênia possui aroma floral doce e é extraído pelo processo de enfleurage (enfileiramento, em tradução literal), processo que utiliza gorduras inodoras sólidas à temperatura ambiente para capturar os compostos perfumados exsudados pelas plantas. O processo pode ser feito à frio ou quente. Isso ocorre devido à delicadeza da flor. As pétalas perfumadas são encharcadas em gordura.

O óleo essencial de gardênia é um líquido concentrado hidrófobo muito importante na aromaterapia, vez que é utilizado externamente em muitos sistemas de cura, além de ser facilmente combinado com muitos tipos diferentes de compostos aromáticos. Tais compostos ajudam a curar várias distúrbios e doenças. O óleo essencial também é um ingrediente usado na composição de perfumes.

Contraindicações e efeitos colaterais da gardênia

O uso pode reduzir a pressão arterial e, como resultado, pode interagir com anestesias e medicamentos para a pressão arterial. O uso também é contraindicado quando o paciente tem fezes soltas ou perda de apetite. A goma da fruta contém os constituintes ativos da planta. A dose recomendada é de 3 a 12 g por dia.

História e curiosidades

A Gardenia jasminoides é nativa do sul da China e no Japão. Em sua forma de chá, ao contrário de pílulas ou tinturas, pode ser a melhor maneira de tratar certos distúrbios, segundo Xu Dachun, médico chinês do século XVIII. A gardênia é usada há séculos de forma anedótica (evidência informal na forma de conto, episódio), mas não há muitas pesquisas científicas ratificando sua eficácia.

Referências:
Kuratsune, H., Umigai, N., Takeno, R., Kajimoto, Y., & Nakano, T. (2010). Effect of crocetin from G. jasminoides Ellis on sleep: a pilot study. Phytomedicine, 17(11), 840-843.
Pham, T. Q., Cormier, F., Farnworth, E., Tong, V. H., & Van Calsteren, M. R. (2000). Antioxidant properties of crocin from G. jasminoides Ellis and study of the reactions of crocin with linoleic acid and crocin with oxygen. Journal of Agricultural and Food Chemistry, 48(5), 1455-1461.
Lee, I. A., Lee, J. H., Baek, N. I., & Kim, D. H. (2005). Antihyperlipidemic effect of crocin isolated from the fructus of G. jasminoides and its metabolite crocetin. Biological and Pharmaceutical Bulletin, 28(11), 2106-2110.

Comentários

Comentar