Prunela (Prunella vulgaris): benefícios e propriedades medicinais

A prunela (Prunella vulgaris) é uma planta medicinal também conhecida como auto-cura, cabeça-de-dragão, cura-tudo, erva-da-cura, erva-das-feridas, erva-de-Hércules, erva-do-câncer, erva-dos-carpinteiros, prunella, selfheal, heal-all e woundwourt (inglês), dentre outros nomes populares. Pertence à família Lamiaceae.

Benefícios da prunela

A prunela possui inúmeras propriedades medicinais, incluindo ação adstringente, antialérgica, antibiótica, anti-inflamatória, antioxidante, diurética, estíptica, revigorante, tônica, dentre outras. A alta quantidade de taninos da prunela fazem com que ela seja eficaz em casos de diarreias, hemorroidas, hemorragias e problemas gastrointestinais. O ácido ursólico da prunela apresenta ação antitumor e em estudos científicos apresentou diminuição da citotoxicidade nas linhas de células tumorais humanas e inibiu ligeiramente o crescimento de células leucêmicas.

Auxilia na fortificação do sistema imunológico e contribui para abaixar picos de febre, reduzir problemas inflamatórios e atenuar alergias. Reduz o excesso de ácido úrico, sendo eficaz no tratamento contra a gota. Devido ao seu efeito diurético, melhora o funcionamento do sistema urinário ao contribuir para a eliminação de toxinas. A prunela é muita usada para o tratamento de dores de cabeça e alívio de tensões. Possui ainda uma grande capacidade como cicatrizante, sendo útil na recuperação de feridas.

Usada em forma de cataplasma para hemorroidas, erupções cutâneas, contusões, queimaduras, cortes, deslocamentos e feridas. O bochecho do chá é feito para tratar feridas na boca e dores de garganta. A prunela possui uma grande quantidade de nutrientes, como as vitaminas A e C e um sabor levemente amargo. Tais características fazem com que ela seja bastante usada na culinária de diversas partes do mundo. A prunela é composta de triterpenos pentacíclicos (ácido betulínico, ácido ursólico e ácido oleanólico), óleo essencial, rutina, betacaroteno, vitamina B-1, vitamina C, vitamina K, taninos, dentre outras substâncias.

Chá de prunela

O chá da prunela é simples de ser preparado, não deve ser adoçado e devem ser consumidas no máximo três xícaras durante o dia.

Ingredientes

  • ½ colher de chá de prunela seca.
  • 200 ml de água filtrada.

Modo de preparo

  • Coloque os dois ingredientes em um recipiente e leve ao fogo.
  • Deixe ferver.
  • Após alcançar ebulição desligue o fogo.
  • Tampe o recipiente e aguarde 10 minutos.
  • Coe e seu chá estará pronto para consumo.

Contraindicações e efeitos colaterais da prunela

A Prunella vulgaris não é aconselhada para pessoas que possuem problemas gastrointestinais, podendo causar diarreia em alguns casos. Pessoas alérgicas à prunela podem apresentar coceiras, erupções na pele, náuseas e vômitos.

Contraindicações e efeitos colaterais da prunela

O nome de gênero Prunella é oriundo do alemão “brunellen“, que é o dado para inflamação na boca, afecção no qual a erva apresenta propriedades curativas. Os exércitos imperiais alemães utilizavam a erva para tratar febre e feridas. A prunela é nativa da Ásia, contudo, pode ser facilmente encontrada em todo o mundo devido aos movimentos de imigração.

A Prunella vulgaris é planta herbácea perene que mede entre 5 e 30 centímetros de altura. Seus caules são rasteiros, resistentes e fibrosos, com ramificações no eixo foliar e coloração avermelhada. As folhas são lanceoladas e possuem margens serreadas. São verdes, mas possuem coloração avermelhada próxima aos seus ápices. As flores se constituem através de uma inflorescência longa de formato cilíndrico. São tubulares e bilabiadas e apresentam coloração roxa.

Referências:
Lee, K. H., Lin, Y. M., Wu, T. S., Zhang, D. C., Yamagishi, T., Hayashi, T., … & Yang, T. H. (1988). The cytotoxic principles of Prunella vulgaris, Psychotria serpens, and Hyptis capitata: ursolic acid and related derivatives1. Planta medica, 54(04), 308-311.
Psotova, J., Kolář, M., Soušek, J., Švagera, Z., Vičar, J., & Ulrichová, J. (2003). Biological activities of Prunella vulgaris extract. Phytotherapy Research, 17(9), 1082-1087.

Comentários

1 comentário

  1. Boa noite, gostaria de saber se existe Prunella vulgaris para vender. Favor indicar ponto de venda.
    Muito obrigado.

    Pedro.

Comentar