Convallaria majalis (LÍRIO-DO-VALE)

Convallaria majalis

Nomes populares

Convalária, lírio-do-vale, muguet, nardo-branco, campanitas (Espanha), lily of the valley (Inglaterra), muguet (França), mughetto (Itália), maiglöckchen (Alemanha).

Sinônimos botânicos

Convallaria majalis var. keiskei, Convallaria transcaucasica, Convallaria lanceolata.

Família

Asparagaceae

Partes usadas

Flores, folhas, raízes.

Usos tradicionais

  • Tratamento de arritmias cardíacas.
  • Estimulação da diurese.
  • Alívio de sintomas de insuficiência cardíaca congestiva.

Propriedades medicinais do Convallaria majalis

  • Cardiotônico (aumenta a força de contração do miocárdio. A restauração do trabalho cardíaco promove a redução da taquicardia e a melhora da estase venosa).
  • Diurético (atua no rim, aumentando o volume e o grau do fluxo urinário).
  • Expectorante (facilita a saída de secreções por via respiratória).
  • Relaxante (reduz a aflorar, suavizar ou mitigar tensões).

Preparações

Extrato, infusão, tintura.

FIGAPRO

Figapro é o suplemento alimentar mais utilizado no Brasil para auxiliar a eliminar gordura do fígado e melhorar o funcionamento do sistema digestivo.

Contraindicações e efeitos colaterais

Pode causar náusea, vômito, arritmia cardíaca. Evitar uso sem supervisão médica.

Fitoquímicos

Convallatoxina, convallamarosídeo, convallatoxol, saponinas.

Curiosidades

– A Convallaria majalis, conhecido como lírio-do-vale, é uma planta ornamental e medicinal amplamente reconhecida por suas flores delicadas e aroma agradável. No entanto, todas as partes da planta são altamente tóxicas se ingeridas. É usado na medicina tradicional para tratar problemas cardíacos devido às suas propriedades cardiotônicas.

– As flores do lírio-do-vale são pequenas e brancas, em forma de sino, e geralmente florescem na primavera. Na linguagem das flores, o lírio-do-vale simboliza a volta da felicidade. Esta planta é nativa da Europa e da Ásia, mas também é cultivada em outras partes do mundo como planta ornamental.

– Historicamente, Convallaria majalis tem sido utilizado para tratar insuficiência cardíaca congestiva e arritmias. Contém glicosídeos cardíacos, como a convallatoxina, que têm efeitos similares aos da digitalis, uma planta também usada para tratar condições cardíacas. Contudo, devido à sua toxicidade, deve ser usado com extrema cautela e sempre sob supervisão médica.

– Além de suas propriedades medicinais, o lírio-do-vale é amplamente utilizado na perfumaria devido ao seu aroma doce e forte. O perfume é frequentemente associado a fragrâncias de primavera. Na França, o “muguet” é celebrado no Dia do Trabalho, 1º de maio, como um símbolo de sorte e prosperidade.

Referências:
Brown, Emily. “Healing Plants: An Overview.” Nature’s Remedy, 2020.
Chen, Yao. “Bioactive Compounds in Herbs.” Health Sciences, 2020.
Green, Laura. “Plants with Therapeutic Properties.” Health Magazine, 2019.
Johnson, Rachel. “Traditional Medicine and Modern Uses.” Health Studies, 2018.
Kim, Hana. “Phytochemical Analysis of Medicinal Plants.” Nature Health, 2019.
Lee, Ming. “Ethnobotanical Insights.” Journal of Natural Medicine, 2020.
Martinez, Luis. “Plantas Medicinales del Norte.” Botanical Review, 2021.
Smith, John. “Medicinal Herbs of North America.” Herbal Journal, 2019.
Thompson, Sarah. “A Guide to Herbal Healing.” Natural Health, 2018.
Wilson, Peter. “Herbal Medicine Guide.” Botanical Press, 2021.