Ulmus rubra (OLMO-VERMELHO)

Ulmus rubra

Nomes populares

Olmo-vermelho, olmo-escorregadio, slippery elm (Estados Unidos), orme glissant (França), Ulme glitschig (Alemanha).

Sinônimos botânicos

Ulmus fulva, Ulmus rubra var. mollis, Ulmus rubra var. pubescens.

Família

Ulmaceae

Partes usadas

Casca interna.

Usos tradicionais

  • Alívio de irritações gástricas.
  • Tratamento de problemas respiratórios.
  • Tratamento de inflamações.

Propriedades medicinais da Ulmus rubra

  • Adstringente (constringem tecidos e fecham poros na pele; causa constrição de mucosas na boca; contrai vasos capilares).
  • Anti-inflamatório (combate a inflamação nos tecidos).
  • Demulcente (protege as membranas mucosas e alivia as irritações).
  • Expectorante (facilita a saída de secreções por via respiratória).

Preparações

Chá, decocção, extrato, pó.

FIGAPRO

Figapro é o suplemento alimentar mais utilizado no Brasil para auxiliar a eliminar gordura do fígado e melhorar o funcionamento do sistema digestivo.

Contraindicações e efeitos colaterais

Não usar durante a gravidez. Pode interferir na absorção de medicamentos.

Fitoquímicos

Flavonoides, mucilagens, taninos.

Curiosidades

– Ulmus rubra, conhecida como olmo vermelho ou olmo escorregadio, é uma árvore nativa da América do Norte. Suas propriedades medicinais são amplamente reconhecidas pela medicina tradicional. A casca interna, rica em mucilagem, é a parte mais valorizada da planta. É usada principalmente para tratar irritações gástricas e problemas respiratórios. A casca tem um sabor suave e mucilaginoso, tornando-a um remédio eficaz para acalmar mucosas irritadas.

– Na medicina tradicional, o olmo-vermelho é utilizada há séculos. Os nativos americanos usavam a planta para tratar uma variedade de condições de saúde. Além de problemas gástricos e respiratórios, a planta era usada para tratar feridas e inflamações. A casca interna, ao ser misturada com água, forma um gel que protege e alivia as membranas mucosas. Estudos modernos confirmam a eficácia das propriedades demulcentes e anti-inflamatórias da planta.

– Ulmus rubra possui propriedades adstringentes, demulcentes e expectorantes. Isso a torna útil no tratamento de inflamações, irritações e problemas respiratórios. A planta é particularmente eficaz no tratamento de tosse e bronquite. A capacidade de formar uma camada protetora nas mucosas é um dos principais benefícios da planta. Isso ajuda a aliviar a dor e a inflamação, promovendo a cura.

– A planta também é conhecida por suas propriedades nutritivas. A casca interna do olmo-vermelho é rica em nutrientes e pode ser usada como suplemento alimentar. Durante períodos de escassez de alimentos, os nativos americanos usavam a casca interna como fonte de nutrição. O pó da casca pode ser adicionado a sopas e mingaus para aumentar o valor nutricional. A planta continua a ser valorizada por suas propriedades medicinais e nutricionais.

Referências:
Smith, John. “Herbal Remedies of North America.” Botanical Journal, 2018.
Brown, Emily. “The Healing Power of Trees.” Nature’s Way, 2019.
Johnson, Rachel. “Medicinal Plants and Their Uses.” Health Publications, 2020.
Wilson, Peter. “Natural Remedies: A Comprehensive Guide.” Garden Publications, 2021.
Green, Laura. “Traditional Medicine and Modern Science.” Health Horizons, 2018.
Lee, Ming. “Ethnobotany: The Study of Plants and Cultures.” East-West Health, 2019.
Kim, Hana. “Bioactive Compounds in Medicinal Plants.” Nature’s Path, 2020.
Martinez, Luis. “Plantas Medicinales de América del Norte.” Botanical Studies, 2021.
Chen, Yao. “Healing Herbs and Their Benefits.” Natural Health Magazine, 2019.
Thompson, Sarah. “The Essential Guide to Herbal Medicine.” Health Publications, 2019.