Agnocasto (Vitex agnus-castus): benefícios e propriedades medicinais

O Vitex agnus-castus é uma planta medicinal também conhecida como agnocasto, agno-casto, agno-castus, agno-cactus, alecrim-de-angola, árvore-da-castidade, árvore-de-linho, árvore-de-salva, árvore-pura, flor-da-castidade, vitex, vitex-agnus, pimenta-de-monge, pimenteira-silvestre, chastetree (inglês), dentre outros nomes populares. Trata-se de um erva amplamente conhecida e com propriedades medicinais comprovadas para auxiliar mulheres com os sintomas da TPM (tensão pré-menstrual). Pertence à família Lamiaceae.

Benefícios do agnocasto

O agnocasto é indicado principalmente para condições inerentes à saúde da mulher. Dentre as suas ações se destacam o seu uso contra amenorreia, cólicas menstruais, endometriose, infertilidade feminina, menopausa, menorragia, síndrome pré-menstrual, dentre outras condições de saúde femininas. Útil para herpes relacionadas a menstruações, depressões relacionadas a menopausa e enxaquecas relacionadas ao ciclo menstrual. É usado na medicina populares para cistos e fibroide no peito, ovários (cistos ovarianos) e útero.

Além de reduzir os sintomas da TPM, o agnocasto consegue tornar o ciclo menstrual regular. Também é um ótimo regulador hormonal feminino que pode ser usado para o tratamento de inúmeros distúrbios hormonais sistema. Desta forma, ele se torna extremamente eficaz, contra as cólicas menstruais, oscilações de humos, ansiedade, insônia, taquicardia e outros sintomas relacionados a distúrbio hormonais no corpo feminino. Ajuda a regular o ciclo menstrual para mulheres que usam pílulas de controle de natalidade (pílulas anticoncepcionais). Pode ajudar a normalizar menstruações, vez que costuma encurtar ciclos menstruais longos e alongar ciclos menstruais curtos.

O agnocasto também apresenta benefícios para mulheres que buscam aumentar a sua fertilidade, indicado principalmente para as que não conseguem ovular de maneira regular. Além disso, o uso da planta ajuda a regular a progesterona e estrogênio o que ajuda na fecundação e na manutenção da gestação. O agnocasto melhora a produção de progesterona, aumenta a quantidade de hormônios luteinizantes e prolactina e inibe a liberação de hormônio folículo estimulante (FSH). Ajuda a normalizar as funções da glândula pituitária. O agnocasto também pode ser usado pra o tratamento de dispepsia, náuseas, febre, dores de cabeça e outras afecções.

Aloe vera Aloe vera Compre cápsulas liofilizadas, cremes, loções e shampoos de Aloe vera.
Antirreumaticos Antirreumáticos Suplementos naturais para aliviar dores articulares, artrite, artrose, gota e reumatismo.
Fitoestrógenos Fitoestrógenos Fitoterápicos capazes de equilibrar as taxas hormonais e reduzir os sintomas da menopausa.
Afrodisíacos Afrodisíacos Produtos naturais para aumentar a libido e o desejo sexual.
Maca-Peruana Maca-Peruana Em Cápsulas e Pó. Rica em nutrientes. Aumenta a libido, desejo sexual e vigor.

Chá de agnocasto

Para aproveitar os benefícios do Vitex agnus-castus é preciso saber prepará-la corretamente. Para isso separamos uma receita simples que você pode fazer sem complicações.

Ingredientes

  • 1 colher de chão de agnocasto
  • 200 ml de água filtrada

Modo de preparo

  • Coloque a água em uma chaleira e leve ao fogo.
  • Espere ferver e desligue o fogo.
  • Aguarde 10 minutos.
  • Adicione o agnocasto, aguarde alguns minutos e beba.

Contraindicações e efeitos colaterais do agnocasto

O Vitex agnus-castus é contraindicado para gestantes e lactantes. O uso também não é indicado para mulheres que estejam realizando tratamento hormonal ou tenham déficit metabólico de FSH. Em excesso pode causar erupções moderadas e problemas no intestino. Age como uma anafrodisíaco para homens (substância capaz de diminuir a libido).

História e curiosidades

No conto “A Ilíada”, de Homero, o Vitex agnus-castus é descrito como um símbolo de castidade. Ambas as palavras, “agnus” e “castus“, significam “puro”. O nome popular pimenta-de-monge é referência ao hábito dos monges mastigarem os frutos para reduzirem os próprios desejos sexuais.

A agnocasto é nativa das regiões mediterrânicas e da Ásia Ocidental, contudo, devido a facilidade do seu cultivo, é facilmente encontrado em diversas regiões subtropicais do mundo. Cresce facilmente em locais ensolarados, nas margens de rios e terrenos pantanosos. O agnocasto é um arbusto pequeno que pode alcançar no máximo 150 cm de altura. Seus ramos são angulosos, bem flexíveis e possuem coloração esbranquiçada. Suas folhas são verdes aromática e texturizadas. As flores do agnocasto são bem pequenas, se agrupam em verticilastros e possuem tonalidade purpúrea ou azul (em casos raros possuem coloração branca). Toda a planta exala um delicioso aroma.

NUTRICOSMÉTICO PARA PREVENIR CELULITES CelluliFree (Anti-Celulite)
PREVINE E TRATA A OSTEOPOROSE Osteoforce
CASTANHA, BUGRE, CENTELHA, HAMAMÉLIS Composto Circulatório 500mg
ATIVADOR SEXUAL FEMININO PREMIUM Vênus Mulher
BARBATIMÃO, UNHA-DE-GATO E UXI-AMARELO Saúde Feminina 500mg
Referências:
Daniele, Claudia, et al. “Vitex agnus castus.” Drug Safety 28.4 (2005): 319-332.
Wuttke, W., Jarry, H., Christoffel, V., Spengler, B., & Seidlova-Wuttke, D. (2003). Chaste tree (Vitex agnus-castus)–pharmacology and clinical indications. Phytomedicine, 10(4), 348-357.
Berger, D., Schaffner, W., Schrader, E., Meier, B., & Brattström, A. (2000). Efficacy of Vitex agnus castus L. extract Ze 440 in patients with pre-menstrual syndrome (PMS). Archives of gynecology and obstetrics, 264(3), 150-153.

Comentários

2 Comentários

  1. tenho nodulos na tireoide e minha medica disse que preciso operar,pra saber o que ele e realmente ja que a biopsia nao definiu existe algum tratamento natural para isto?

  2. Karin Guedes Beltran

    Estou com um cisto no ovário direito, estou tentando engravidar, minha dúvida é a seguinte: tomando a erva não irá prejudicar em nada, pois estou com cirurgia marcada para retirar este cisto. Seria necessário orientação do meu médico pra saber se posso utiliza-la. Obrigada

    Réplica – Qualquer uso de planta medicinal ou fitoterápico deve ser feito com a indicação e acima de tudo acompanhamento médico. As pessoas devem se conscientizar que os efeitos causados por plantas medicinais e fitoterápicos são relativos de paciente para paciente (Assim como remédios industrializados). O que pode fazer efeito para uma pessoa, pode não fazer para outro. Consulte o seu médico, pois ele é o profissional responsável por medir possíveis reações e efeitos colaterais ocorridos no corpo e saberá tomar as providências necessárias para que você alcance o êxito no tratamento. A partir do estudo de suas condições clínicas e dos componentes químicos da planta, o seu médico poderá indicar ou não, um tratamento complementar natural. Att.

Comentar