Amora-silvestre: benefícios e propriedades medicinais

A amora-silvestre (Rubus fructicosus) é o fruto da amoreira-silvestre e também é conhecida como amora-negra (amoreira-negra), amora-negra-gigante-do-Himalaia (Himalayan Giant Blackberry), blackberry e bramble (inglês). Inclui os sinônimos botânicos Rubus lacinniatus, Rubus villosus e Rubus procerus. Assim como todas as amoras, pertence à família das Rosaceae.

Benefícios da amora-silvestre

Apesar de ser normalmente usada na gastronomia, a amora-silvestre possui uma série de propriedades medicinais que a tornam um excelente remédio natural. Por conta de seus componentes químicos, é constantemente receitada para o tratamento de distúrbios no intestino e do estômago, tais como a diarreia, a gastrite e a inflamação intestinal. Além disso, a amora é usada em várias outras condições de saúde, incluindo diarreia, disenteria, hemorragias, hemorroidas, inflamação na boca, garganta (amigdalite) e tecidos do corpo, além de gota.

Além de ser uma fruta extremamente saborosa, suas cascas e raízes também podem ser aproveitadas. Isso porque contêm uma grande quantidade de taninos adstringentes que tornam a amora-silvestre indicada para o tratamento de pequenas feridas e cortes. Para o tratamento de feridas, o ideal é fazer uma mistura das folhas secas, amassando-as até que virem uma pasta. Em seguida, deve-se aplicar essa mistura em cima do ferimento e deixar ali por algumas horas. Em seguida, a região deve ser lavada para deixar oxigenar.

Chá de amora-silvestre

Por conta da sua versatilidade, a amora-silvestre pode ser usada de diferentes maneiras. Normalmente, ela é consumida in natura, principalmente em doces e sobremesas. Contudo, é possível consumi-la na forma de chá. Para isso, basta ferver duas colheres de folhas secas, ou raiz e casca em pó, juntamente com meio litro de água. Deixe a mistura esfriar e depois guarde-a em um recipiente vedado e higienizado. O ideal é tomar um copo da bebida por dia, de preferência entre as refeições. Dessa maneira os efeitos medicinais da planta serão potencializados e o tratamento se torna mais eficaz.

Pedras nos Rins Pedras nos Rins Compre fitoterápicos para eliminar cálculos renais.
Prisão de Ventre Digestivos Remédios naturais para combater má digestão e prisão de ventre.
Chás Chás Medicinais Chás 100% naturais e orgânicos para diversos objetivos.

Uso na culinária

A amora-silvestre é constantemente usada dentro da culinária, principalmente para o preparo de sobremesas, como recheio ou cobertura de doces como bolos e tortas. Além disso, é utilizada de forma conjunta com outras frutas vermelhas, como morangos e cerejas.

Contraindicações e efeitos colaterais da amora-silvestre

Não existem contraindicações ou efeitos colaterais documentados, o que torna a amora-silvestre uma fruta muito segura. No entanto, é sempre bom tomar alguns cuidados para evitar possíveis reações adversas. Consumir a fruta em quantidades razoáveis é uma das precauções que devem ser tomadas. Além disso, se o paciente possui alergia a outras espécies da família das Rosáceas, o ideal é evitar o consumo do fruto.

História e curiosidades

A Rubus spp é um arbusto no qual as pequenas frutas avermelhadas crescem pode atingir até três metros de altura. Apesar de ser originária da Ásia, a amora se adaptou muito bem ao clima brasileiro, se tornando popular em várias partes do país. Suas frutas geralmente surgem entre o final do inverno e o começo do verão, e são apreciadas por várias pessoas. Uma das suas características mais marcantes é que ela é autofértil, ou seja, suas flores são hermafroditas e são polinizadas por insetos.

A Rubus procerus é uma espécie de amora-silvestre que possui uma característica peculiar: ao contrário das outras amoreiras que contêm hastes bianuais e necessitam de um período de dormência antes de frutificar. A Rubus procerus é uma exceção, pois tem hastes semi-perenes que frutificam por diversos anos antes de morrer, segundo a Embrapa.

DIURÉTICO / ELIMINA PEDRAS NOS RINS Quebra-Pedra em Cápsulas
REMÉDIO NATURAL PARA ELIMINAR PEDRAS NOS RINS Dissol 150ml
COMPOSTO NATURAL COM FITOESTROGÊNIO Isoflavona 500mg
FITOTERÁPICO COM MUITOS USOS MEDICINAIS Cavalinha em Cápsulas
CÁLCULOS RENAIS, INFECÇÕES URINÁRIAS ETC. Diu Renal
Referências:
FERREIRA, Letícia Vanni. Produção de amora-preta, sistemas de condução, doses de torta de mamona e concentrações de cálcio e boro. 2012. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de Pelotas.
Rubus procerus – P.J.Müll. Himalayan Giant Blackberry. Plants for a Future.

Comentários

2 Comentários

  1. Helena Vasconcelo

    esse site deveria ter como copiar o conteúdo aí seria nota dez mais é nota 6 por causa disso , tem que ficar copiando!

Comentar