Aspargo: benefícios e propriedades medicinais

O aspargos (Asparagus officinalis) é uma planta medicinal também conhecida como aspargos, espargo, espargos, aspargo-hortense e melindre. O aspargo de nome popular inclui as espécies Asparagus racemosus (Shavatari) e Asparagus cochinchinensis. Pertence a família Liliaceae.

Benefícios do aspargo

O aspargo ajuda a eliminar o acido úrico, beneficiando as condições artríticas e dissolvendo as pedras no rim. É um tônico que age no sangue e aumenta a saúde dos homens e dos órgãos reprodutivos femininos. Na Índia, a espécie Asparagus racemosus é usada para aumentar o número de espermas na ejaculação e nutrir o óvulo. Quando aplicado em forma de cataplasmas e compressas, o aspargo diminui os espasmos musculares e a rigidez nas juntas do corpo, sendo potencialmente eficaz em casos de artrite reumática.

Propriedades do aspargo contra o câncer

As paredes dos aspargos contém ácido ferúlico, um potente antioxidante similar à curcumina, um outro fitoquímico com um longo histórico de atividade anticancerígena. Acredita-se que o ácido ferúlico inibe a angiogênese tumoral, processo pelo qual os tumores desenvolvem novos vasos capilares sanguíneos, relacionado com a formação de metástases. Vários testes de laboratório identificaram quercitina e rutina no aspargo, flavonoides que possuem propriedades citotóxicas em relação a células de vários tipos de câncer, podendo diminuir a proliferação de células cancerígenas e a morte de células malignas existentes (apoptose).

Além disso, o aspargos possui a saponina esteroidal asparanina A, capaz de travar o crescimento de células cancerígenas do fígado e promover a sua morte seletiva. A asparanina pode ser um agente preventivo e terapêutico contra o hepatoma humano. Vários estudos recentes ainda tentam isolar os compostos no aspargo e descobrir suas propriedades medicinais.

Uso na culinária

Na culinária, os brotos jovens da planta são comidos cozidos em saladas. Os brotos e as raízes são ingredientes de muitas sopas. As sementes podem ser torradas e preparadas em forma de bebida. No entanto, as sementes não devem ser consumidas em sua forma natural, vez que podem conter toxinas.

Contraindicações e efeitos colaterais do aspargo

O aspargo não deve ser utilizado durante a gravidez e amamentação. O aspargos também pode causar reação alérgica em pessoas que são sensíveis a outras plantas da família Liliaceae, incluindo cebola, alho, alho-poró e cebolinha.

História e curiosidades

A palavra aspargo é originária do persa asparag, que refere aos brotos que podem ser consumidos. Devida a sua forma fálica, foi considerado muito tempo como um afrodisíaco. A medicina aiurvédica considera a raiz do aspargo importante para desenvolver a paz mental, natureza amorosa, boa memória e a paz de espírito.

Referências:
Asparagus Cancer Cure. Healthy Fellow.
Stirpe, Fiorenzo, et al. “Ribosome-inactivating proteins from the seeds of Saponaria officinalis L.(soapwort), of Agrostemma githago L.(corn cockle) and of Asparagus officinalis L.(asparagus), and from the latex of Hura crepitans L.(sandbox tree).” Biochemical Journal 216.3 (1983): 617-625.
Bytebier, Benny, et al. “T-DNA organization in tumor cultures and transgenic plants of the monocotyledon Asparagus officinalis.” Proceedings of the National Academy of Sciences 84.15 (1987): 5345-5349.
Shao, Y. U., et al. “Steroidal saponins from Asparagus officinalis and their cytotoxic activity.” Planta medica 63.03 (1997): 258-262.

Comentários

Comentar