Erva-santa: benefícios e propriedades medicinais


A erva-santa (Verbena officinalis) é uma planta medicinal também conhecida como verbena, vervain, erva-sacra e erva-da-cruz. Inclui as espécies Verbena officinalis (variedade europeia) e Verbena hastata (variedade americana). Pertence à família Verbenaceae.

Benefícios da erva-santa

A erva-santa possui uma vasta gama de propriedades, podendo ser eficaz no tratamento de doenças do fígado, rins e vesícula biliar, inflamações, icterícia, depressão, dores de cabeça, cálculos biliares e redução da taquicardia e agir como um tônico para o figado e coração. É eficaz no auxílio da função digestiva em caso de digestões lentas ou demais transtornos digestivos, incluindo falta de apetite. A medicina tradicional chinesa reconhece suas propriedades antibactericidas, analgésicas, anti-inflamatórias e anticoagulantes.

A Verbena officinalis é estudada por supostamente possuir atividade antitumoral. Resultados surpreendentes foram obtidos ao utilizá-la no tratamento de certos tumores (foi aplicada na medicina alternativa para reter crescimentos cancerosos no pescoço, escroto e baço), contudo, é necessário efetuar mais estudos nesse campo a fim de que se possa então realizar afirmações contundentes sobre a relação entre os compostos fitoquímicos e sua ação coadjuvante no tratamento de tumores.

A erva-santa é muito utilizada para mitigar inflamações, tratar de feridas de difícil cicatrização, queimaduras e aliviar as dores de contusões e torções, através de ação tópica. Ajuda na saúde bucal, auxiliando em tratamentos de cáries e outras afecções da gengiva, mucosas bucofaríngeas. Em períodos de gripe, reduz o muco das vias respiratórias e alivia a febre. Ajuda a combater enxaquecas relacionadas a ciclos menstruais e dores de cabeça causadas por nervos. A erva-santa é conhecida por afetar o sistema nervoso parassimpático e estimular a atividade uterina. Como atua como um tônico digestivo, melhora a assimilação de nutrientes por parte do corpo.

Utilizada tradicionalmente em forma de cataplasma para hemorroidas, feridas, queimaduras e contusões. Pomada para eczema e neuralgia. Tônico para cabelos. Gargarejo para dor de garganta. A erva pulverizada foi usada para escovar dentes. A erva-santa é composta de glicosídeos (verbenaline, verbenine), óleo essencial, mucilagem, saponinas e taninos. Pode ser tanto consumida através de chás, bem como aplicada de forma tópica (folhas e caules frescos amassados). É um dos Remédios Florais de Bach.

Sucupira Sucupira em Cápsulas Alivia dores de artrite/reumatismo e controla o diabetes
Melatonina MelatoninaDurma melhor e com mais qualidade. Adquira o hormônio do sono.
Libiforce Libiforce Man Estimulante sexual masculino sem contraindicações. Fórmula exclusiva.
Anti-Inflamatórios Anti-Inflamatórios Naturais Suplementos eficazes para aliviar e curar inflamações nos tecidos.
Antirreumaticos Antirreumáticos Suplementos naturais para aliviar dores articulares, artrite, artrose, gota e reumatismo.

Verbena e o alívio para cólicas

Como possui efeito antiespasmódico, proporciona alívio para muitas mulheres durante o período menstrual, diminuindo a intensidade das dores de cólicas.

A verbena é coadjuvante no combate ao estresse diário

Além de todas as suas propriedades anti-inflamatórias, a erva-santa é bastante utilizada em casos de esgotamento nervoso, pois atua fortalecendo o sistema nervoso. Ao fortalecê-lo, contribui para melhorar condições de exaustão, cansaço, depressão, ansiedade, melancolia e até mesmo auxilia pessoas com problemas de insônia.

Contraindicações e efeitos colaterais da erva-santa

Verbena ingerida em excesso pode causar mal-estar estomacal, enjoos e vômitos, e por isso mesmo deve ser evitada por mulheres grávidas. Os extratos apresentam uma ação antitireoidiana, bloqueando a ação do TSH.

História e curiosidades

O nome verbena é derivado da palavra céltica ferfaen, que significa “afugentar pedra”, vez que essa erva já foi usada para tratamento de pedras na bexiga. Verbena também pode ser derivada da palavra herba veneris, que significa “erva de Vênus”.

Já foi chamada de erva-sacra, vez que era usada em sacrifícios antigos e para decorar altares. Os romanos achavam a consideravam um símbolo da paz. Cristãos a usavam para borrifar água benta. A erva já foi usada em amuletos, feitiços, purificações, induzimento de visões e até como ingrediente em poções do amor. Foi aplicada em mordidas de cobra e para prevenir pestilências.

Avalie
ÓLEO DE COCO PURO EXTRAVIRGEM Pure Coco 1000mg
ÓLEO DE ABACATE PURO EM CÁPSULAS Pure Persea
TRATA ARTRITE, DORES E INFLAMAÇÕES Composto Anti-Inflamatório
ALIVIA DORES DE ARTRITE E REUMATISMO Composto Anti-Reumático
ANTIOXIDANTE / PREVINE CONTRA O CÂNCER Nutraskin Antiox Resveratrol
Referências:
V officinalis – L. Plantas for a Future.
V officinalis. Espiru Gaia.



Comentários

12 Comentários

  1. marco vicente

    Eu há conheci a uns 3 anos por coriosidade fiz seu chá ,notei que era calmante e preucurei no facabooc. Me emprecionei com o seu valor e desconhecimento dos moradores e ate dos curandeiros! Resolvi fazer uma horta e plantala, consumo ela até hoje só meio copo quando vou dormir!

  2. marcoaurelio vicente

    Conheci ela por curiosidade sirmei de fazer seu chá e notei atranquilidade .Onde moro nem os curandeiros a conhece,tento convencelos de que é medicinal mais eles estão esquizofrenicos não gostam de aprender!

Comentar

QUER MAIS ?

Você pode se interessar por algumas de nossas publicações mais populares. Para isso, é só clicar em algum dos links abaixo para acessar gratuitamente:

(CLIQUE NO TÍTULO PARA ACESSAR)

Você também pode aproveitar e usar o nosso cupom MEDICINA10 para ganhar 10% de desconto em mais de 300 produtos naturais selecionados!  

Medicina Natural
Folhas