Mostarda: benefícios e propriedades medicinais

A mostarda, verdura popular na culinária mundial, é uma planta medicinal também conhecida como mostarda-preta (Brassica nigra / Brassica sinapiodes), mostarda-branca (Brassica alba), mostarda-marrom (Brassica junceaAlliaria petiolata / Alliaria officinalis), mostarda-pimenta (Lepidium sativum), mostarda-de-cabeça-branca (Cardaria draba), mostarda-de-tansy (Descurainia pinnata e espécies do gênero Descurainia) e mostarda-de-cerca-viva (Sisymbrium officinale). As espécies pertencem à família Brassicaceae.

Benefícios da mostarda

As principais propriedades das mostardas incluem as suas funções digestivas, antibacterianas, energéticas e digestivas. A mostarda é indicada para o tratamento de problemas respiratórios, dores musculares, congestão nasal, artrite, asma e sintomas da menopausa. As folhas possuem ação desintoxicante, vez que são ricas em glucosinolato, composto especial que melhora o funcionamento e protege o fígado. Além disso, aumentam a produção de bile, auxiliando na redução dos níveis de colesterol e no bom funcionamento do sistema circulatório.

As sementes melhoram a digestão por causa do aumento da saliva, regulam os níveis do hormônio da tireoide e podem ajudar na prevenção de alguns tipos de câncer, incluindo cólon e do intestino. Também possui ação anti-inflamatória, o que alivia dores nos músculos e articulações e auxilia na melhora da imunidade, sendo útil na prevenção de gripes e resfriados. Além disso, ajuda a proteger a qualidade da visão, reduz os níveis de colesterol e auxilia na prisão de ventre devido às suas fibras que aceleram o trânsito intestinal.

Composição da mostarda

As mostardas são fontes de minerais como fósforo, zinco, selênio, ferro, cálcio, vitamina A e vitaminas do complexo B, principalmente a B1, B2 e B5 (niacina), além de vitamina K, responsável por ajudar a prevenir e tratar osteoporose. A composição química é a base de mirosina, mucilagem, glucosinatos, isotiocianato de alila, glucósido, óleo sinápico, sinigrina, sulfocianeto de alila, dentre outras substâncias.

Pedras nos Rins Pedras nos Rins Compre fitoterápicos para eliminar cálculos renais.
Chás Chás Medicinais Chás 100% naturais e orgânicos para diversos objetivos.
Prisão de Ventre Digestivos Remédios naturais para combater má digestão e prisão de ventre.

Uso na culinária

A mostarda pode ser incluída facilmente na alimentação. Não há a necessidade de chás para aproveitar os seus benefícios. As sementes podem ser usadas inteiras no preparo de carnes e outros alimentos. As folhas jovens podem ser finamente cortadas e acrescentadas em saladas ou cozidas no vapor e temperadas à gosto. As flores são comestíveis e podem ser colocadas em saladas. O molho preparado sem uso de conservantes é uma boa forma de consumo.

A mostarda caseira deve ser preparada cerca de 30 minutos antes de servir, vez que após esse tempo seu gosto enfraquece. Para prevenir a perda do sabor, deve ser misturada com vinagre, vinho ou suco de limão. Não existe espécie de mostarda tóxica ou venenosa, contudo, todas elas devem ser consumidas com bastante moderação, vez que possuem alguns óleos irritantes.

Contraindicações e efeitos colaterais da mostarda

A mostarda pode ser emética e causar vômitos (apesar de tal propriedade ser benéfica em alguns casos de envenenamento). Consumida em excesso, pode ser tóxica e causar diversos efeitos colaterais como diarreia, dores abdominais, náuseas, vômitos e até gastrite em alguns casos. Ao manuseá-la, é preciso tomar cuidado com as propriedades irritantes para a epiderme. O cataplasma é realizado com a pele coberta com um pano limpo para evitar queimar ou empolar a pele de contato direto). A Brassica spp não é recomendada para crianças, pessoas muito idosas ou debilitadas. Pacientes com problemas cardiovasculares devem utilizar em poucas quantidades.

História e curiosidades

A palavra mostarda é derivada do latim mustum ardens, que significa “está queimando”. Recebe nomes diferentes em vários lugares do mundo, incluindo mostardeira, mostaza negra (espanhol), moutarde noire (francês) e black mustard (inglês). Durante a Idade Média, a mostarda era um dos temperos mais comuns usados na Europa para conferir sabor à insípida dieta da época. Antes do século XIV, a cidade de Dijón, na França, apoiada pelos Duques da Borgonha, era considerada a capital da mostarda. Atualmente, Düsseldorf é uma das principais regiões produtoras da Alemanha.

As mostardas são plantas herbáceas, com folhas pecioladas, bem parecidas como as folhas do agrião. Podem atingir cerca de um metro e vinte centímetros de altura. Suas folhas são de formato oblongo e possuem dentes. As flores são de cor amarelada. Suas sementes são pequenas e possuem de um a dois milímetros, a coloração delas é marrom-escura. As espécies são nativas da Europa e da Ásia.

REMÉDIO NATURAL PARA ELIMINAR PEDRAS NOS RINS Dissol 150ml
DIURÉTICO / ELIMINA PEDRAS NOS RINS Quebra-Pedra em Cápsulas
REMÉDIO NATURAL CONTRA O ALCOOLISMO Noethyl Anti-Álcool
PRISÃO DE VENTRE / ESTIMULAR GASES Composto Laxante 500mg
COMPOSTO NATURAL COM FITOESTROGÊNIO Isoflavona 500mg
Black Mustard. Brassica nigra. Mustard family (Brassicaceae). Illinois Wild Flowers.
Brassica nigra (black mustard). Invasive Species Compendium. Datasheets, maps, images, abstracts and full text on invasive species of the world.
Srivastava, T. N., et al. “An index of the available medicinal plants, used in Indian system of Medicine from Jammu and Kashmir State.” Ancient science of life 6.1 (1986): 49.

Comentários

Comentar