Orégano: benefícios e propriedades medicinais

O orégano (Origanum vulgare) é uma planta também conhecida como oregano (inglês) e orégão (Portugal). Pertence a família das Lamiaceae.

Benefícios do orégano

Na medicina alternativa são utilizadas folhas frescas ou secas da planta. O orégano ajuda a combater dores de cabeça causadas por problemas nos nervos. Em forma de unguento, cataplasma ou compressa no tratamento de contusões, deslocamentos, inchaços, dor de cabeça e dores nas juntas. Como erva de banho para gripes e resfriados. Inalações do chá podem limpar pulmões congestionados. As folhas mastigadas ou o óleo essencial diluído podem ser úteis para aliviar dor de dente. O óleo essencial do orégano possui inúmeras propriedades medicinais, sendo composto basicamente de carvacrol e timol.

O óleo de orégano é composto de carvacrol, timol, terpenos, ácido rosmarínico, além de outras substâncias benéficas, incluindo flavonoides, magnésio, cálcio, zinco, ferro, potássio, cobre, boro, manganês, vitaminas A, C, E e niacina.

O orégano possui alta atividade antioxidante pela presença de ácido fenólico e flavonoides, além de propriedades antimicrobianas contra a bactéria Listeria monocytogenes e outros patógenos presentes nos alimentos, o que faz com que a planta seja um conservante natural de alimentos. Experimentos mostraram que o aroma suave da planta e do óleo essencial de orégano prorroga a vida de outros alimentos próximos, reduzindo o risco de contaminação de vários produtos alimentares.

Uso na culinária

Na culinária, o orégano é utilizado para temperar pratos oriundos de vários países do mundo, principalmente em preparos de legumes e molhos da culinária alemã, grega, italiana, mexicana e espanhola. Muito utilizado também para temperar pizzas, carnes, feijões, ovos, ensopados e molhos de salada.

Contraindicações e efeitos colaterais do orégano

O uso em dosagens altas é contraindicado durante a gravidez.

História e curiosidades

Várias espécies do genêro Origanum são nativas do Mediterrâneo e todas são usadas como tempero. O clima e a fertilidade do solo influenciam na composição e aroma característico dos óleos essenciais de orégano. A espécie Origanum marjorana, conhecida como manjerona (manjerona-selvagem, manjerona-rasteira e manjerona-silvestre) é uma espécie muito próxima do Origanum vulgare no que diz respeito as propriedades medicinais.

O nome do gênero, Origanum, vem da fórmula grega oros e ganos, que significa “alegria da montanha”, em referência a beleza da planta que crescia nas encostas das montanhas. Os romanos costumavam fazer grinaldas de orégano para coroar casais jovens. Em Portugal a planta é mais conhecida como orégão, enquanto no Brasil a denominação mais comum é orégano.

Referências:
Şahin, F., et al. “Biological activities of the essential oils and methanol extract of Origanum vulgare ssp. vulgare in the Eastern Anatolia region of Turkey.” Food control 15.7 (2004): 549-557.
Chun, Sung-Sook, et al. “Phenolic antioxidants from clonal oregano (Origanum vulgare) with antimicrobial activity against Helicobacter pylori.” Process Biochemistry 40.2 (2005): 809-816.
Kikuzaki, Hiroe, and Nobuji Nakatani. “Structure of a new antioxidative phenolic acid from oregano (Origanum vulgare L.).” Agricultural and Biological Chemistry 53.2 (1989): 519-524.

Comentários

Comentar