Orégano: veja para que serve a especiaria

Orégano - Origanum vulgare

Conheça os benefícios, efeitos e propriedades medicinais do orégano - Origanum vulgare, planta também chamada de orégão e muito usada como especiaria (tempero).

Atualizado em 19/09/2022

O orégano (Origanum vulgare) é uma planta também conhecida como oregano (inglês) e orégão (Portugal). Em Portugal a planta é mais conhecida como orégão, enquanto no Brasil a denominação mais comum é orégano. Várias espécies do genêro Origanum são nativas do Mediterrâneo e todas são usadas como especiaria (tempero). O clima e a fertilidade do solo influenciam na composição e aroma característico dos óleos essenciais de orégano.

Benefícios do orégano

Na medicina alternativa são utilizadas folhas frescas ou secas da planta. O orégano ajuda a combater dores de cabeça causadas por problemas nos nervos. Em forma de unguento, cataplasma ou compressa no tratamento de contusões, deslocamentos, inchaços, dor de cabeça e dores nas juntas. Como erva de banho para gripes e resfriados. Inalações do chá podem limpar pulmões congestionados. As folhas mastigadas ou o óleo essencial diluído podem ser úteis para aliviar dor de dente. O óleo essencial do orégano possui inúmeras propriedades medicinais, sendo composto basicamente de carvacrol e timol.

O orégano possui alta atividade antioxidante pela presença de ácido fenólico e flavonoides, além de propriedades antimicrobianas contra a bactéria Listeria monocytogenes e outros patógenos presentes nos alimentos, o que faz com que a planta seja um conservante natural de alimentos. Experimentos mostraram que o aroma suave da planta e do óleo essencial de orégano prorroga a vida de outros alimentos próximos, reduzindo o risco de contaminação de vários produtos alimentares.

Óleo de orégano

Óleo de orégano (Origanum vulgare)

Óleo de orégano (Origanum vulgare)

Historicamente, os médicos gregos usavam óleo de orégano no tratamento de dores de cabeça, feridas, picadas venenosas e até mesmo para desintoxicação de envenenamento causado por cicuta. Os benefícios medicinais do óleo essencial de orégano foram utilizados para tratar doenças pulmonares, bronquite, sinusite e tosses. O óleo de orégano também auxilia no tratamento de gripes e resfriados, febre leve, menstruação dolorosa, além de ser útil no tratamento de uma série de infecções causadas por bactérias. Durante o século XVII, foi utilizado por toda a Europa como um remédio eficaz para resfriados. O óleo essencial de orégano é conhecido por sua capacidade de retardar a deterioração de alimentos por meio de suas propriedades antibacterianas, antifúngicas, antioxidantes e antiparasitárias.

Uso na culinária

Na culinária, o orégano é utilizado para temperar pratos oriundos de vários países do mundo, principalmente em preparos de legumes e molhos da culinária alemã, grega, italiana, mexicana e espanhola. Muito utilizado também para temperar pizzas, carnes, feijões, ovos, ensopados e molhos de salada.

Composição do orégano

O óleo de orégano é composto de carvacrol, timol, terpenos, ácido rosmarínico, além de outras substâncias benéficas, incluindo flavonoides, magnésio, cálcio, zinco, ferro, potássio, cobre, boro, manganês, vitaminas A, C, E e niacina.

Contraindicações e efeitos colaterais do orégano

O uso em dosagens altas é contraindicado durante a gravidez.

História e curiosidades

A espécie Origanum marjorana, conhecida como manjerona (manjerona-selvagem, manjerona-rasteira e manjerona-silvestre) é uma espécie muito próxima do Origanum vulgare no que diz respeito as propriedades medicinais. O nome do gênero, Origanum, vem da fórmula grega oros e ganos, que significa “alegria da montanha”, em referência a beleza da planta que crescia nas encostas das montanhas. Os romanos costumavam fazer grinaldas de orégano para coroar casais jovens.  A Origanum vulgare faz parte da família das Lamiaceae.

Referências:
Şahin, F., et al. “Biological activities of the essential oils and methanol extract of Origanum vulgare ssp. vulgare in the Eastern Anatolia region of Turkey.” Food control 15.7 (2004): 549-557.
Chun, Sung-Sook, et al. “Phenolic antioxidants from clonal oregano (Origanum vulgare) with antimicrobial activity against Helicobacter pylori.” Process Biochemistry 40.2 (2005): 809-816.
Kikuzaki, Hiroe, and Nobuji Nakatani. “Structure of a new antioxidative phenolic acid from oregano (Origanum vulgare L.).” Agricultural and Biological Chemistry 53.2 (1989): 519-524.