Sanguisorba minor – PIMPINELA-MENOR

Sanguisorba minor

Nomes populares

Pimpinela, pimpinela-menor, pimpinela menor (Portugal), small burnet (Inglaterra), petite pimprenelle (França), pimpinella minore (Itália), kleiner wiesenknopf (Alemanha), pimpinela menor (Espanha).

Sinônimos botânicos

Poterium sanguisorba, Sanguisorba alpina, Sanguisorba montana, Sanguisorba vulgaris.

Família

Rosaceae

Partes usadas

Folhas, raízes.

Usos tradicionais

  • Alívio de problemas digestivos.
  • Combate a hemorragias.
  • Tratamento de infecções urinárias.
  • Tratamento de problemas respiratórios.
  • Uso como adstringente.

Propriedades medicinais da Sanguisorba minor

  • Adstringente (constringem tecidos e fecham poros na pele).
  • Anti-inflamatório (combate a inflamação nos tecidos).
  • Antioxidante (inibe os efeitos da oxidação e combate os radicais livres).
  • Diurético (atua no rim, aumentando o volume e o grau do fluxo urinário).
  • Hemostático (agente medicinal estancador de hemorragias; anti-hemorrágico).

Preparações

Decocção, infusão, tintura.

FIGAPRO

Figapro é o suplemento alimentar mais utilizado no Brasil para auxiliar a eliminar gordura do fígado e melhorar o funcionamento do sistema digestivo.

Contraindicações e efeitos colaterais

Não deve ser usada por pessoas com alergia à família Rosaceae. Pode causar desconforto gástrico em doses elevadas.

Fitoquímicos

Ácido elágico, ácido gálico, quercetina, taninos.

Curiosidades

– A Sanguisorba minor é uma planta perene que cresce em solos secos e rochosos, especialmente em regiões temperadas da Europa. Suas folhas têm um sabor levemente amargo e são frequentemente utilizadas em saladas e como tempero, conferindo um toque especial aos pratos.

– Durante a Idade Média, a pimpinela era valorizada por suas propriedades medicinais, especialmente para tratar feridas e controlar hemorragias. Cavaleiros e soldados carregavam a planta em suas viagens para utilizar em caso de ferimentos, devido à sua eficácia em estancar sangramentos.

– Além de seu uso medicinal, a planta tem um papel importante na jardinagem, especialmente em jardins de ervas e medicinais. A pimpinela é apreciada por suas flores decorativas e sua capacidade de atrair polinizadores, como abelhas e borboletas, contribuindo para a biodiversidade do jardim.

– Estudos científicos modernos confirmam muitas das propriedades medicinais tradicionais da Sanguisorba minor. A planta demonstrou possuir compostos antioxidantes e anti-inflamatórios, reforçando seu potencial terapêutico. Contudo, seu uso deve ser moderado e sob orientação de um profissional de saúde, especialmente devido à presença de taninos.

Referências:
Barnes, Joanne, et al. *Herbal Medicines*. Pharmaceutical Press, 2007.
Duke, James A. *Handbook of Medicinal Herbs*. CRC Press, 2002.
Grieve, Maud. *A Modern Herbal*. Dover Publications, 1971.
Hoffmann, David. *Medical Herbalism: The Science Principles and Practices Of Herbal Medicine*. Healing Arts Press, 2003.
Mills, Simon, e Kerry Bone. *Principles and Practice of Phytotherapy: Modern Herbal Medicine*. Churchill Livingstone, 2000.
Newall, Carol A., et al. *Herbal Medicines: A Guide for Health-Care Professionals*. Pharmaceutical Press, 1996.
Wichtl, Max. *Herbal Drugs and Phytopharmaceuticals*. Medpharm, 2004.
Williamson, Elizabeth M. *Major Herbs of Ayurveda*. Churchill Livingstone, 2002.
Yarnell, Eric, e Kathy Abascal. *Clinical Botanical Medicine*. Mary Ann Liebert, 2003.
Ziegler, Joel. *Encyclopedia of Herbal Medicine*. Dorling Kindersley, 2016.