Benefícios do Tribulus terrestris no tratamento da impotência sexual

Utilizado desde o início da década de 1990 para aumentar o desempenho esportivo, foi notado que o Tribulus terrestris também pode ser uma alternativa natural para o tratamento da impotência sexual (disfunção erétil), bem como para aumentar os níveis de testosterona, além de estar relacionado ao aumento da libido e força da ereção e tratamento da infertilidade.

O uso do Tribulus terrestris para curar a impotência sexual

Com o aumento da testosterona, há muitas vezes o consequente aumento do impulso sexual, libido e qualidade seminal (qualidade do sêmen). O Tribulus provoca vasodilatação na região genital, produzindo efeito sobre a ereção, o que faz com que seja um “viagra” natural. Além disso, aumentar a produção de hormônio luteinizante e impulsionar os níveis de testosterona sem apresentar perigo ao corpo e proporciona aumento de força e melhora do desempenho atlético, razão pela qual é utilizado por atletas e fisiculturistas.

O Tribulus terrestris contém protodioscina, responsável por desencadear a liberação de óxido nítrico no tecido dos corpos cavernosos e por produzir aumentos significativos nos níveis dos hormônios testosterona, diidrotestosterona e dehidroepiandrosterona em estudos realizados em animais. Estudos com humanos confirmaram que o Tribulus realmente aumenta os níveis de testosterona, as funções eréteis, o volume e a qualidade do esperma, a ejaculação precoce, a libido e o desejo sexual.

Além disso, o fato do Tribulus terrestris aumentar os níveis de testosterona de forma natural têm mostrado excelentes resultados no maior impulso sexual, sendo muito mais fácil de obter e manter ereções. Contudo, no caso da impotência sexual psicológica (disfunção erétil psicológica) e na ejaculação precoce psicológica há o risco do extrato de Tribulus terrestris possuir um efeito placebo.

Protodioscina e impotência sexual

Um estudou investigou do tratamento oral do extrato de Tribulus terrestris no tecido isolado de corpus cavernosa de coelhos brancos da Nova Zelândia e determinou o mecanismo pelo qual a protodioscina (PTN), um constituinte do Tribulus terrestris, exerce seus efeitos farmacológicos. Vinte e quatro coelhos foram divididos aleatoriamente em 4 grupos experimentais de 6 cada. o grupo I serviu como controle. Os grupos II, III e IV foram tratados com o extrato em níveis de dose diferentes (2,5 mg/kg, 5 mg/kg e 10 mg de peso corporal/kg, respectivamente). O extrato de Tribulus terrestris foi administrado por via oral, uma vez por dia, durante um período de 8 semanas.

Ao final do estudo, os coelhos foram sacrificados e seus tecidos penianos foram isolados para avaliar as respostas de contração e relaxamento com agentes farmacológicos e estimulação com campo elétrico (EFS). As respostas relaxantes para a estimulação com campo elétrico, acetilcolina e nitroglicerina em tecidos pré-contraídos com noradrenalina de grupos tratados mostraram um aumento no relaxamento de uma natureza dependente da concentração em comparação com a dos tecidos do grupo de controle. No entanto, a contratura, a resposta anti-erétil de corpus tecido cavernoso para noradrenalina e histamina não mostrou nenhuma mudança significativa entre o tratamento e os grupos de controle.

As respostas relaxantes para a acetilcolina , nitroglicerina e estimulação por campo elétrico foram de 10%, 24% e 10% respectivamente, comparado com os respectivos valores de controle e da falta de um tal efeito sobre a resposta contrátil à noradrenalina e histamina indicam que a protodioscina possui atividade pro-erétil. O efeito relaxante melhor observado é provavelmente devido ao aumento na liberação de óxido nítrico de as terminações nervosas do endotélio e vias nitrérgicas, que podem ser responsáveis por suas propriedades como um afrodisíaco/estimulante sexual.

Esteroide seguro

O extrato do Tribulus é rotulado como um esteroide natural seguro à base de ervas. Tal denominação é compreensível, vez que os esteroides possuem efeitos muito mais fortes sobre a testosterona e, portanto, muito mais perigosos. Com o Tribulus terrestris é possível aumentar naturalmente os níveis de testosterona até o limite para além do aumento da massa muscular, dos órgãos internos e de possíveis células pré-cancerosas.

Desta forma, o uso de esteroides (anabolizantes) pode levar a efeitos colaterais adversos permanentes. Também foi comprovado através de estudos científicos que em longo prazo, o uso de esteroides artificiais para uso sexual danifica o órgão genital e gera disfunções, ao contrário do que vem se descobrindo sobre o Tribulus, que por si só ajuda o corpo a manter o nível ideal de testosterona no corpo e, portanto, ajuda a prevenir e curar a impotência sexual (disfunção erétil) e outras disfunções sexuais.

Referências:
Proerectile pharmacological effects of Tribulus terrestris extract on the rabbit corpus cavernosum. Adaikan PG, Gauthaman K, Prasad RN, Ng SC. Department of Obstetrics & Gynaecology, National University Hospital, National University of Singapore, Singapore.
Gauthaman, Kalamegam, and Adaikan P. Ganesan. “The hormonal effects of TT and its role in the management of male erectile dysfunction–an evaluation using primates, rabbit and rat.” Phytomedicine 15.1 (2008): 44-54.
Gauthaman, K., P. G. Adaikan, and R. N. V. Prasad. “Aphrodisiac properties of Trib extract (Protodioscin) in normal and castrated rats.” Life sciences 71.12 (2002): 1385-1396.
Gauthaman, Kalamegam, Adaikan P. Ganesan, and R. N. V. Prasad. “Sexual effects of puncturevine extract (protodioscin): an evaluation using a rat model.” The Journal of Alternative & Complementary Medicine 9.2 (2003): 257-265.

Comentários

2 Comentários

  1. João Paulo Lima Arruda

    Sou hipertenso mais mantenho a pressão controlada cm o uso de lozartana,mesmo assim posso tomar tribulus terrestris?

  2. Roger Lima

    Um garoto com os níveis de testosterona abaixo de 800 e com falta de disposição e energias poderia tomar ?

Comentar