Arália: benefícios, efeitos, usos e propriedades medicinais

A arália (Aralia racemosa) é uma planta medicinal também conhecida como arália-americana, espicanardo, nardo-indiano, raiz-dos-homens, salsaparrilha-selvagem, american spikenard (inglês), dentre outros nomes populares. As arálias são um gênero da família das Araliaceae, consistindo em 68 espécie de árvores de folhas decíduas ou perenes, arbustos e herbáceas rizomatosas. Dentre as espécies mais comuns de destacam a Aralia arizonica, A. californica, A. bicrenata, A. nudicaulis e A. quinquefolia.

Benefícios e propriedades da arália

A arália é usada há diversos séculos índios nativos americanos da tribo Ojibwe da América do Norte. Sua raiz possui propriedades diaforéticas, diuréticas e estimulantes. Estudos comprovaram que a arália possui habilidade para estimular a fagocitose e a produção de células de sangue brancas. De forma controlada, é usada como um tônico uterino nas últimas semanas de gravidez para facilitar o trabalho de parto. Em forma de chá das raízes, é utilizada no tratamento de doenças que afetam o sistema respiratório, como asma, bronquite e tosse.

Possui ação sudorífica, ou seja, estimula a transpiração corporal. Dentre os constituintes desta planta se destacam o óleo volátil, taninos, diterpenos, glicosídeos, saponinas, ácido clorogênico, b-sitoesterol, panaxoside, ácido ursólico, ácido diterpeno e resina colina. Entre outras substâncias químicas de menor relevância. Na culinária, a raiz é cozinhada como um legume e adicionada à cervejas de raízes tradicionais, bebidas tônicas e vinhos.

Modo de uso da arália

A arália pode ser usada de formas diversas formas. Veja os principais métodos de utilização.

Chá de arália

Para preparar o chá desta planta são necessárias 15 gramas da sua raiz seca e meio litro de água. O chá deve ser tomado cerca de 3 vezes por dia para alcançar os efeitos desejados.

Compressas

De maneira externa, pode ser usada na forma de cataplasma em coceiras, contusões, eczemas, feridas, fraturas, queimaduras, reumatismo e úlceras. É necessário fabricar uma pasta com 15 gramas de raiz da arália com água. A pasta deve ser aplicada com o auxílio de uma gaze.

Extrato

O extrato é indicado para o tratamento de doenças reumáticas e lombalgia. Para isso, deve se tomar 40 gotas 3 vezes ao dia com um copo de 200 ml de água.

Xarope

O xarope pode ser feito através da mistura de 300 ml do chá da planta com 220 gramas de mel, que deve ser fervido no fogo baixo por cerca de 7 minutos. O xarope deve ser tomado oito vezes por dia, a quantidade certa é de 5 ml do xarope.

Contraindicações e efeitos colaterais da arália

Quando aplicada sobre a pele, pode causar irritações em pessoas muito sensíveis. Não há informações suficientes para determinar sua segurança quando utilizada por gestantes e lactantes.

História e curiosidades

A arália é nativa regiões central e leste da América Central. Possui baixa estatura e floresce no verão. Seu caule é reto e possui uma tonalidade que pode variar entre o verde escuro e o roxo. As folhas possuem o formato de coração e são bem grandes podendo chegar a quase 20 centímetros de comprimento. A sua altura média é de 1,5 metros, podendo atingir até 2 metros. Possui belas flores pequenas com coloração branco-esverdeada.

Referências:
A. racemosa. Plants for a Future.
Benefits Of American Spikenard (A. Racemosa) For Health. American Spikenard. Tips Curing Disease
Spikenard. Henriette’s Herbal Homepage.
Prasanth, D. S. N. B. K., Atla Srinivasa Rao, and Rajendra Prasad Yejella. “Assessment of pharmacognostic, phytochemical and physicochemical standards of A. racemosa (L.) root.” Ind J Pharm Edu Res 50.3 (2016): S225-S30.

Comentários

Comentar