Araruta: benefícios e propriedades medicinais

A araruta (Maranta arundinacea) é uma planta medicinal também conhecida como maranta, araruta-gigante, araruta-palmeira, ramosa, embiri, agutiguepe e arrowroot (inglês). Inclui as espécies Maranta nobilis e Maranta allouya. Pertence a família Marantaceae.

Benefícios da araruta

A Maranta arundinacea é um laxante com efeito moderado, contudo, é utilizada na medicina popular para aliviar diarreias causadas por estresse. É uma excelente fonte de carboidratos e cálcio. Usada em forma de pó ou erva de banho no tratamento de queimaduras de sol e brotoeja (A brotoeja é uma erupção na pele relacionada ao calor e que afeta principalmente crianças pequenas). É utilizada sob a forma de um pó seco com amido, produzido a partir do líquido leitoso extraído a partir do rizoma ralado. Pode auxiliar no tratamento da diarreia, possivelmente devido ao seu alto teor de amido.

É consumida oralmente para aliviar distúrbios gastrointestinais e aplicado sobre a pele para acalmar membranas mucosas dolorosas, irritadas ou inflamadas. Alguns índios nativos da America do Sul e América Central aplicavam a planta em forma de cataplasma em mordidas de cobra, picadas de insetos, cortes e até em ferimentos causados por flechas.

Uso na culinária

Na culinária, a raiz grossa é desidratada para ser transformada em pó. Após isso, o pó é usado em molhos, pudins, tortas e bolos. Pode ser cozida em sopas para auxiliar na nutrição de crianças pequenas, pacientes com debilidade ou em recuperação e idosos, vez que é rica em fibras e de fácil digestão.

Contraindicações e efeitos colaterais da araruta

Em raros casos pode causar dor de estômago (dispepsia).

História e curiosidades

A Maranta arundinacea foi descoberta na ilha de Dominica. O nome em inglês da planta arrowroot é uma junção das palavras em inglês arrow (seta) e root (raiz), vez que a raiz era utilizada no tratamento de feridas causadas por flechas em guerreiros durante batalhas. Já a palavra araruta é oriunda do termo aruaque aru-aru, que significa “farinha de farinha”.

Referências:
Nishaa, S., et al. “Antioxidant activity of ethanolic extract of Maranta arundinacea L. tuberous rhizomes.” Asian Journal of pharmaceutical and clinical research 5.4 (2012): 85-88.
Ezell, Karol Chandler, Deborah M. Pearsall, and James A. Zeidler. “Root and tuber phytoliths and starch grains document manioc (Manihot esculenta) arrowroot (Maranta arundinacea) and llerén (Calathea sp.) at the real alto site Ecuador.” Economic Botany 60.2 (2006): 103-120.
Erdman, M. D., and B. A. Erdman. “Arrowroot (Maranta arundinacea), food, feed, fuel, and fiber resource.” Economic botany 38.3 (1984): 332-341.

Comentários

1 comentário

  1. Luciana de Sousa Lima.

    Tenho prisão de ventre desde criança. Gostaria de saber se o consumo de ararura pode causar constipação intestinal? Muito grata. Luciana.

Comentar