Óleo de urucum: propriedades terapêuticas

Óleo de urucum

Benefícios, composição, modo de uso e propriedades funcionais, medicinais e terapêuticas do óleo de urucum, amplamente utilizado para beneficiar cabelos e pele.

Atualizado em 16/10/2022

O óleo de urucum é extraído das sementes de árvore, sendo a bixina o principal carotenoide extraído da Bixa orellana. A Bixa orellana L., popularmente conhecida como “urucum”, incluindo seu óleo vegetal, sempre foi utilizada por comunidades indígenas no Brasil e em outros países tropicais para diversas aplicações biológicas, o que indica seu potencial uso como ingrediente ativo em produtos farmacêuticos.

Composição do óleo de urucum

O urucum é um fruto da árvore conhecida cientificamente como Bixa orellana e contém vários compostos vegetais com propriedades antioxidante, tais como carotenoides, flavonoides, tocoferóis, vitamina A e minerais como cálcio, fósforo, magnésio e potássio. Tais compostos combatem os radicais livres, responsáveis por danificar células e desenvolver doenças crônicas. O óleo ainda possui propriedades antimicrobianas e anti-inflamatórias.

Benefícios e usos do óleo de urucum

O óleo de urucum possui alta concentração de carotenoides, flavonoides, terpenoides e tocotrienois que tem como função prevenir e combater o envelhecimento da pele e o surgimento de linhas de expressão. Atua como um protetor dos cabelos e da pele contra os raios ultravioleta do sol. A concentração de provitamina A ou carotenos presentes nas sementes proporcionam uma atividade antioxidante benéfica contra a ação deletéria promovida pelos radicais livres. Sendo assim, previne o desenvolvimento de diversas doenças. Os ácidos graxos poli-insaturados permitem a livre oxigenação e secreção natural da pele (adstringente), evitando assim dilatação dos poros, a formação de cravos e acumulação de gorduras.

Óleo de Urucum: INFORMAÇÕES

Benefícios primários

Efeito antioxidante.

Parte utilizada

Óleo extraído através da maceração das flores em óleo vegetal.

Modo de uso

Aplicar algumas gotas diretamente na pele e/ou couro cabeludo ou diluir em cremes e loções cremosas.

Precauções

Uso externo. Evitar contato com os olhos. Em caso de irritação, suspender o uso. Se os sintomas persistirem, procure um médico. Conservar em recipiente hermético protegido de umidade, ao abrigo de luz e calor.

Informações sobre a Bixa orellana

A Bixa orellana é uma pequena árvore ou arbusto que mede de 3 a 5 metros de altura, podendo chegar a 10 metros de altura. O tronco é curto, medindo 20-30 cm de diâmetro, com casca cinza escura com lenticelas em fileiras verticais. As folhas são alternadas, com 10 a 20 cm de comprimento e 5 a 10 cm de largura, pontiagudas, verdes nos dois lados e com pecíolos alongados. As sementes medem 0,3–0,5 cm de comprimento e 0,2-0,3 cm de diâmetro, e sua forma varia de piramidal a quase cônica. O número de sementes por cápsula varia de acordo com o autor:  cada cápsula pode conter de 30 a 60 sementes, em média.

As sementes são consideradas de importância comercial, vez que o pericarpo (camada que envolve as sementes) contém os pigmentos que têm ampla aplicação industrial. Cerca de 80% desse pigmento é o carotenoide conhecido como bixina, que tem a propriedade corante e pode ser extraído com bases químicas ou óleos vegetais.

Referências:
Vilar Dde A, Vilar MS, de Lima e Moura TF, Raffin FN, de Oliveira MR, Franco CF, de Athayde-Filho PF, Diniz Mde F, Barbosa-Filho JM. Traditional uses, chemical constituents, and biological activities of Bixa orellana L.: a review. ScientificWorldJournal. 2014;2014:857292. doi: 10.1155/2014/857292. Epub 2014 Jun 23. PMID: 25050404; PMCID: PMC4094728.