Paullinia cupana (GUARANÁ)

PAULLINIA CUPANA

Nomes populares

Guaraná, guaranazeiro, uabano, uaraná, uaranazeiro, guanazeiro, guaranauva.

Sinônimos botânicos

Cupania americana, Paullinia sorbilis.

Família

Sapindaceae

Partes usadas

Cascas e folhas.

Usos tradicionais

Depressão, diarreia, dor de cabeça, enxaqueca, fadiga, neuralgia, obesidade, paralisia.

Propriedades medicinais da Paullinia cupana

Adstringente (constringe e tecidos e fecham poros no pele; causa constrição de mucosas na boca; contrai vasos capilares)
Afrodisíaco (agentes químicos que estimulam o desejo sexual)
Antibacteriano (impede ou inibe o desenvolvimento de bactérias)
Antidepressivo (trata transtornos depressivos e diversas outras doenças e distúrbios)
Antidiarreico (age para controlar a diarreia)
Diaforético (induz a transpiração profunda; sudorífero)
Diurético (atua no rim, aumentando o volume e o grau do fluxo urinário)
Estimulante (produz um aumento temporário da atividade funcional de um organismo ou de qualquer parte dele)
Vasodilatador (aumenta o diâmetro dos vasos sanguíneos, alongando suas fibras musculares)Preparações

Chá, bebidas energéticas, extrato, nutrição funcional.

Contraindicações e efeitos colaterais

O guaraná é seguro para a grande maioria dos adultos que o consomem em pequenas quantidades, contudo, pode ser possivelmente inseguro e não indicado quando seu uso for feito via oral e com doses altas e por longos períodos. Doses maiores que 250 ou 300 mg por dia estão diretamente ligadas aos efeitos colaterais. Os efeitos colaterais variam de acordo com a dosagem e podem acarretar em nervosismo, insônia, agitação, náuseas, irritação no estômago, vômitos, respiração acelerada, pressão arterial, tremores, diurese, delírios, dentre outras. Doses muito altas podem causar dores de cabeça, agitação, zumbido no ouvido, batimentos cardíacos irregulares, cólicas dentro do estômago, dores para urinar e ansiedade. Pessoas que fazem uso contínuo também podem experimentar alguns outros sintomas como a abstinência de cafeína.

Fitoquímicos

O guaraná é composto de cafeína, catequina, teofilina, teobromina, guaranina, taninos e saponinas.

Curiosidades

– O guaraná é uma planta nativa da Amazônia e pode ser encontrada tanto no Brasil quanto na Venezuela. É usado há séculos por tribos nativas da Floresta Amazônica em forma de chá para suprimir a fome e auxiliar na perda de peso

– O guaraná libera de forma mais lenta a energia que o corpo precisa para se sustentar, sendo em muitos casos mais eficiente que o próprio café. A planta estimula o sistema nervoso central de forma direta e pode ser consumida em doses pequenas para aumentar níveis de atividades corporal e combater a fadiga.

Saiba mais

Guaraná: benefícios e propriedades medicinais

Referências:
Espinola, E. B., et al. “Pharmacological activity of Guarana (Paullinia cupana Mart.) in laboratory animals.” Journal of ethnopharmacology 55.3 (1997): 223-229.
Mattei, R., et al. “Guarana (Paullinia cupana): toxic behavioral effects in laboratory animals and antioxidant activity in vitro.” Journal of ethnopharmacology 60.2 (1998): 111-116.
Kennedy, D. O., et al. “Improved cognitive performance and mental fatigue following a multi-vitamin and mineral supplement with added guarana (Paullinia cupana).” Appetite 50.2 (2008): 506-513.

Comentários

Comentar

QUER MAIS ?

Você pode se interessar por algumas de nossas publicações mais populares. Para isso, é só clicar em algum dos links abaixo para acessar gratuitamente:

(CLIQUE NO TÍTULO PARA ACESSAR)

Você também pode aproveitar e usar o nosso cupom MEDICINA10 para ganhar 10% de desconto em mais de 300 produtos naturais selecionados!  

Medicina Natural
Folhas