Gota (artrite gotosa): veja como eliminar o ácido úrico

A gota (artrite gotosa) é uma forma complexa de artrite que causa crises de dores graves e súbitas, vermelhidão e sensibilidade nas articulações, ocasionados pelo excesso de ácido úrico cristalizado concentrado em torno da articulação afetada. A gota ocorre mais em homens enquanto as mulheres se tornam mais suscetíveis após a menopausa.

Causas e sintomas da artrite gotosa

A articulação mais afetada é o dedão do pé (podagra), contudo, pode afetar o tornozelo, peito do pé, calcanhar, joelho, coluna, cotovelos, punhos, dedos e, em casos graves, pode deformar a articulação. Um ataque agudo de gota pode causar uma sensação de dor de queimadura na articulação afetada, deixando-a inchada e muito sensível a qualquer tipo de contato. Pessoas propensas a gota tendem a ter níveis elevados de ácido úrico, que por sua vez podem ser causados por insuficiência renal (quando os rins são incapazes de eliminar adequadamente todo o ácido úrico no sangue).

Apesar de ser uma forma de reumatismo que depende muito do funcionamento dos rins, vários alimentos e bebidas são capazes de aumentar ou diminuir os níveis de ácido úrico do organismo, prevenindo ou agravando os ataques de gota. As carnes vermelhas e frutos do mar são lembrados por induzirem ataques de gota. As carnes de aves como como galinha, peru e pato também causam gota, porém em intensidade levemente menor.

Tratamento natural da gota

O Journal of American Dietetic Association recomenda que pacientes com gota bebam entre 2 a 4 litros de líquidos por dia, sendo pelo menos 2 litros de água. Também recomenda evitar o consumo de álcool, incluindo a cerveja, que causam dano. Além disso, a quantidade de proteínas consumida deve ser moderada e oriunda de preferência a partir de fontes saudáveis, como lácteos com baixo teor de gordura ou sem gordura, ovos e manteigas vegetais. A ingestão diária de carne vermelha, de peixes e aves deve ser limitada entre de 114 a 170 gramas.

As proteínas são substâncias essenciais para a saúde do corpo e não devem ser eliminadas na dieta. A melhor solução é substituir e priorizar novas formas de fontes de proteína em detrimento do consumo excessivo de carne vermelha. Os ovos e laticínios, incluindo queijos, iogurtes e outros derivados do leite são proteínas, bem como vegetais como trigo mourisco, quinoa, amendoim, castanhas, nozes, linhaça, girassol, abóbora, além da soja.

Vitamina C

Vitamina C
Vitamina C

Quando ingerida em quantidade moderada (doses diárias de 500/1500mg), a vitamina C pode prevenir o aparecimento de gotas. Aos que já possuem a condição, é necessário recomendação e acompanhamento médico durante o processo, vez que altas doses de vitamina C podem eliminar o ácido úrico rapidamente do organismo, causando pedras nos rins.

Drogas anti-inflamatórias não-esteroides

Drogas anti-inflamatórias não-esteroides
Drogas anti-inflamatórias não-esteroides

Com relação aos tratamentos convencionais, as drogas anti-inflamatórias não-esteroides (AINEs) podem controlar a inflamação e as dores em pacientes com gota. O médico pode prescrever uma dose mais elevada para parar um ataque agudo, seguido de uma dose diária mais baixa para prevenir futuros ataques. A Colchicina é um tipo de analgésico que reduz eficazmente a dor da gota – especialmente quando o tratamento é iniciado logo após o aparecimento dos sintomas. Ambas as drogas podem causar efeitos colaterais intoleráveis para várias pessoas, como náuseas, vômitos e diarreia.

Corticosteroides

Corticosteroides
Corticosteroides

Tais substâncias podem controlar a inflamação e a dor causada pela gota, porém os efeitos colaterais podem incluir enfraquecimento dos ossos, má cicatrização e diminuição da capacidade de combater infecções. Os medicamentos chamados inibidores da xantina oxidase limitam a quantidade de ácido úrico produzida no corpo, mas podem causar efeitos colaterais como erupções cutâneas, náuseas, dentre outros sintomas adversos.

Referências:
American Dietetic Association. Jornal of The Academy of Nutrition and Dietetics.
Gout Diet – Foods to Eat.
Colchicine for acute gout: updated information about dosing and drug interactions”. National Prescribing Service.
Corticosteroids for Gout. WebMD.
Vitamin C (ascorbic acid). Mayo Clinic.

Comentários

7 Comentários

  1. djalma da silva marchiori

    gostaria de saber se a artrite gota pode afetar as veias se pode dar infarto nas pessoas com estes sintomas, se quem tem pressao alta o remedio atrapalha o tramento.

  2. janaina de queiroz

    adorei as dicas,agradeço muito pois meu esposo sofre de artrite gotosa e a agora sei os alimentos qui ele pode comer,muito obrigado e feliz ano novo!

  3. Iva Dornas

    Bem, o meu avô está com excesso de ácido úrico acumulado, porque ele está com os dois rins comprometidos, pois é diabético. Que tratamento ele pode fazer??

  4. João da cruz vieira leite

    Sou Diabético tipo 2 mas, estou com a mesma em um estado bem avançado, fumei cigarro a 54 anos , e agora me deo problema vascular em minha Perna esquerda, estou tomando remédio ante inflamátório estou sofrendo muito no tratamento com dores Horrendas automaticamrnte iresistivel. Já a 8m mes que venho tomando este ante inflamátotrio e ate agora sem solução.
    Gostaria como fazer para sair deste imenso sofrimento e encontrar uma planta natural a me deixar mais feliz e a desubstrir estas veia de minha parna. Atenciosamente muito obrigado aguardo co muitas dores aos Srs. Vsas resposta que *Deus os abensoe. João da cruz

  5. Vanessa Santos

    Gostaria de saber se vocês conhecem o remédio cava cava? É que meu médico tricologista me receitou,e andei perguntando para amigos e alguns disseram ser um tipo de droga, porque acalma, é verdade?

    Réplica – Conheça mais sobre o Kava Kava

  6. Gáby Lanza

    Isso é muito périgoso, não?
    Nos temos que tomar muito cuidado para naum ficar com gota, não é?

Comentar