Quitosana: o que é e para que serve

Quitosana

Conheça os benefícios e propriedades da quitosana, fibra natural indicada para a perda de peso, redução do colesterol, tratamento do diabetes e outras doenças.

Atualizado em 06/11/2023

A quitosana consiste em uma substância fibrosa derivada da quitina. Extraída da casca de crustáceos, tais como o camarão, a lagosta e caranguejos, a quitosana é amplamente utilizada na indústria farmacêutica como um agente de preenchimento de comprimidos, como forma de melhorar a dissolução de determinados medicamentos e para camuflar os sabores amargos em medicamentos via oral. Contudo, possui inúmeros outros benefícios.

Benefícios da quitosana

Estudos comprovaram que a quitosana foi capaz de se associar a 8 vezes o seu peso respectivo em gordura, ou seja, uma molécula de 1 mg de quitosana é capaz de se associar a uma quantidade de 8 mg de gordura, criando uma espécie de “esponja” que não é absorvida pelo organismo ainda leva a gordura junto como um processo de limpeza do organismo.

  • Ajuda na diminuição do colesterol ruim (LDL);
  • Auxilia no processo de emagrecimento;
  • É um aliado da pele, unha e cabelos;
  • Exerce ação analgésica;
  • Facilita a perda de peso;
  • Limpa o organismo de gorduras;
  • Mantém os ossos saudáveis;
  • Melhora o trânsito intestinal;
  • Otimiza a cicatrização dos tecidos;
  • Possui uma ação antimicrobiana;
  • Reduz a pressão arterial.

Colesterol ruim

A quitosana não é uma substância digerível, sendo, portanto, capaz de se locomover no aparelho gastrointestinal sem ser absorvida pelo organismo. Por essa razão, é amplamente consumida como auxiliar na redução de peso e nos níveis de colesterol. De acordo com pesquisadores da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, a quitosana possui um benefício potencial adicional que a maioria dos outros tipos de fibra não possui: quando está se movendo através dos intestinos, é capaz de se conectar a uma pequena quantidade de gordura e impedir que o organismo a absorva.

Composição de gorduras

Estudos realizados em animais mostraram que a quitosana pode interferir na digestão e absorção de gorduras pelo trato intestinal, facilitando a excreção destas gorduras nas fezes dos animais. Em uma pesquisa com 23 fibras, observou-se que a quitosana absorve pelo menos 6 vezes mais gordura do que qualquer outra fibra testada. Sendo assim, a pesquisa concluiu que a fibra possui alta capacidade de favorecer a excreção de lipídios nas fezes.

Diabetes tipo 2

Em 2003, um estudo publicado no Journal of Medicinal Food revelou que a quitosana possui potencial para combater o diabetes tipo 2, além de corrigir os níveis anormais de lipídios no sangue.

Doença de Crohn

Além da obesidade e do colesterol elevado, a quitosana também traz benefícios para os indivíduos portadores da doença de Crohn, uma inflamação do aparelho digestivo capaz de se manifestar em qualquer parte do trato intestinal e acomete principalmente o íleo e o cólon.

Emagrecimento

A quitosana auxilia na redução de peso, vez que após solubilizada no estômago, forma um gel que agrupa a gordura e depois é eliminada pelas fezes. Com esse processo, a gordura é eliminada do corpo, impedindo assim a absorção e acumulo nas células adiposas. Por agir como uma fibra, estimula a saciedade, pois refeições ricas em fibras são processadas mais lentamente, retardando o esvaziamento gástrico, promovendo assim a maior e mais prolongada sensação de saciedade, impactando na redução da ingestão alimentar.

A eficácia da quitosana em pessoas com sobrepeso e obesidade foi avaliada em uma série de estudos publicados pelo Cochrane Database of Systematic Reviews, em 2008. Foram quinze estudos realizados em 1.219 participantes. Após a análise, foi detectado que os participantes que consumiram quitosana obtiveram significativa perda de peso, redução total do colesterol e diminuição da pressão arterial em comparação com os participantes que consumiram o placebo.

Insuficiência renal

Também é utilizada como auxiliar no tratamento de complicações decorrentes de insuficiência renal em pacientes que realizam diálise. Frequentemente, estes pacientes relatam efeitos colaterais como o colesterol alto, anemia, fraqueza, perda de apetite e insônia. Com suas propriedades, fornece auxílio quanto ao colesterol alto e a perda de apetite.

Periodontite e saúde dental

Algumas pessoas também utilizam a quitosana no tratamento da periodontite, inflamação que acomete as gengivas e pode ocasionar a perda dos dentes. Chicletes constituídos de quitosana também são comercializados com o intuito de combater as cáries dentárias.

Como consumir a quitosana?

O suplemento de quitosana deve ser consumido cerca de 15 a 30 minutos antes das refeições para que o gel seja dissolvido no organismo e junte-se as gorduras para depois serem eliminados (principalmente nas refeições onde serão consumidos alimentos mais gordurosos. É de extrema importância a ingestão de bastante água durante o dia. A quitosana proporcionará a perda de peso e a redução de medidas que tanto deseja, trazendo ainda mais disposição, bem-estar e autoestima para as tarefas do dia a dia.

Contraindicações e efeitos colaterais da quitosana

Por se tratar de uma fibra que age impedindo a absorção de gorduras pelo corpo, pode impedir a absorção de nutrientes essenciais ao bom funcionamento do organismo e ocasionar complicações gastrointestinais. Por essa razão, não é recomendado o consumo por gestantes, lactantes e crianças menores de 3 anos.

Referências:
Bioavailability enhancers of herbal origin: An overview. US National Library of Medicine. National Institutes of Health.
Obesity. University of Maryland Medical Center (UMMC).
What is Chitosan used for? Livestrong.
Chitosan. WebMD.
Doença de Crohn. Einstein Saúde.