Gorduras saturadas x insaturadas: quais as diferenças?

As gorduras são fontes de energia importantes para a absorção de variados tipos de vitaminas no organismo. É sempre importante saber as fontes para determinar as quantidades e os tipos de gorduras para adicionar ou remover na dieta e, acima de tudo, saber as diferenças das gorduras saturadas e insaturadas (monoinsaturada e poli-insaturada).

O papel das gorduras na dieta

O estilo de vida alimentar está ligado diretamente aos hábitos alimentares de cada um, eles são fatores que irão influenciar a saúde correta do corpo. Fazer escolhas mais saudáveis, optar por alimentos naturais e preparados sem excessos é um começo. Alimentar-se bem não significa restringir a dieta de de todos os tipos de alimentos que gordurosos. O aconselhável é sempre manter o equilíbrio total entre eles e compreender que alguns alimentos compostos de gorduras “boas” são excelentes para o funcionamento do organismo.

É fundamental que os alimentos que se conheçam muito bem os alimentos, seus nutrientes, suas taxas e tipos de gordura para conseguir alcançar um estilo de vida melhor e mais saudável. Existem três tipos de gorduras presentes nos alimentos, as saturadas, monoinsaturadas e poli-insaturadas. Se consumidas em excesso, principalmente as saturadas (pouco saudáveis), podem trazer prejuízos ao corpo.

As gorduras estão presentes naturalmente ou artificialmente nos alimentos, tais como as insaturadas e trans. Além de serem fontes de energia, precisam estar presentes em quantidades adequadas no organismo para nutri-lo com ácidos graxos (ômega 3 e ômega 6) essenciais e algumas vitaminas, como as vitamina A e a D.

Gorduras saturadas

As gorduras saturadas são derivadas de produtos de origem animal, sendo encontrada principalmente nas carnes vermelhas e embutidas, mas também nas carnes brancas e também nas peles de aves. As gorduras saturadas estão presentes nas manteigas, óleos, azeite e óleo de dendê (palma), derivados de coco, bacon, carne e banha de porco, creme de leite e iogurtes, entre outros. É uma gordura considerada prejudicial para o organismo do indivíduo. As gorduras saturadas aumentam os níveis de colesterol ruim (LDL) e diminuem as taxas de colesterol bom (HDL), podendo causar diversos problemas cardiovasculares e acúmulo de peso.

Gorduras insaturadas

As gorduras insaturadas são consideradas boas e em sua maioria são de origem vegetal, contudo, podem ser encontradas sobretudo em alguns peixes. Estão em maior quantidade nos azeites de oliva, óleo de canola e milho, castanhas, salmão, abacate, amêndoa, sementes de linhaça, dentre outros alimentos. Esse tipo de gordura é capaz de reduzir as taxas de colesterol ruim (LDL) do organismo e faz bem para os aspectos corporais, contudo, em excesso podem causas doenças coronarianas. As gorduras insaturadas são consideradas melhores que as saturadas quando consumidas de maneira correta.

Gorduras poli-insaturadas

A gordura poli-insaturada é rica em ácidos graxos que são essenciais para o nosso corpo, o ômega 3 e o ômega 6. Tais substâncias não são produzidas pelo organismo e devem ser nutridas por meio de uma alimentação equilibrada. A gordura poli auxilia na redução do colesterol ruim (LDL) e pode ser encontrada no girassol, canola, milho, óleo de soja, sementes de abóbora, atum, sardinha, frutos do mar, nozes, dentre outros alimentos.

Gorduras monoinsaturadas

A gordura monoinsaturada atua na redução do colesterol e são mais benéficas que as poli-insaturadas, vez que reduz apenas os níveis do colesterol ruim (LDL) no sangue ao mesmo tempo que aumenta os níveis de colesterol bom (HDL). Os alimentos que possuem boas fontes de gorduras monoinsaturadas são o azeite de oliva, amendoim, castanha, nozes e abacate.

Referências:
GISSI-Prevenzione Investigators. “Dietary supplementation with n-3 polyunsaturated fatty acids and vitamin E after myocardial infarction: results of the GISSI-Prevenzione trial.” The Lancet 354.9177 (1999): 447-455.
Calder, Philip C. “n− 3 Polyunsaturated fatty acids, inflammation, and inflammatory diseases–.” The American journal of clinical nutrition 83.6 (2006): 1505S-1519S.
Siri-Tarino, Patty W., et al. “Meta-analysis of prospective cohort studies evaluating the association of saturated fat with cardiovascular disease–.” The American journal of clinical nutrition 91.3 (2010): 535-546.
Holland, William L., et al. “Inhibition of ceramide synthesis ameliorates glucocorticoid-, saturated-fat-, and obesity-induced insulin resistance.” Cell metabolism 5.3 (2007): 167-179.

Comentários

Comentar