Tipos de ginseng e seus benefícios

Na botânica, ginseng é o nome popular de plantas perenes com raízes carnudas do gênero Panax, que compreende 11 espécies da família Araliaceae. Esta erva cativou a medicina asiática por mais de 5.000 anos e foi mais apreciada do que o ouro durante a dinastia Qing da China antiga. O nome deriva do termo chinês rénshēn, que significa literalmente “raiz do homem” (referindo-se à forma bifurcada característica da raiz, que se assemelha às pernas de um homem). Conheça os principais tipos de ginseng.

Benefícios do ginseng

Em diferentes graus, os diferentes tipos de ginseng proporcionam inúmeros benefícios para a saúde, incluindo a capacidade de melhorar o desempenho físico, sexual, adaptação do organismo ao estresse metabólico, melhora na memória e outros tipos de funcionamento cognitiva, além de ajudar contra inflamações, combater radicais livres, proteger contra o câncer, dentre outros usos terapêuticos. O ginseng é mais comumente utilizado para aumentar a resistência do corpo ao estresse, apesar de possuir propriedades anticancerígenas e antioxidantes.

Hoje, as raízes são consumidas oralmente como adaptógenos, afrodisíacos, estimulantes nutritivos e no tratamento de diabetes tipo II, incluindo disfunção sexual em homens.

As propriedades afrodisíacas do ginseng

As raízes do ginseng funcionam como um afrodisíaco e estudos mostraram que aumenta a libido e auxilia na remoção de todos os bloqueios físicos e mentais em relação à relação sexual. Também pode ser usado para tratar vários tipos de distúrbios sexuais, como infertilidade, baixa libido e frigidez.

Tipos de ginseng

Os ginsengs crescem predominantemente no hemisfério norte no leste da Ásia (principalmente no norte da China, Coréia e Sibéria oriental), tipicamente em climas mais frios.

Ginseng-coreano (Panax ginseng)

Ginseng - Panax ginseng
Panax spp.

A mais famosa dentre todas as variedades. Aumenta a resistência do corpo ao trauma, ansiedade, fadiga e estresse e aumenta o desejo sexual. O Panax é rico em fito-hormônios para problemas masculinos e femininos. Para os homens, ajuda na formação de testosterona e para as mulheres protege contra o câncer de mama.

Ginseng-americano (Panax quinquefolius)

Ginseng-americano - Panax quinquefolius
Panax quinquefolius

Os nativos americanos usam essa variedade para o tratamento de náuseas e vômitos, e como uma potente poção de amor. Essa espécie foi administrada aos primeiros colonos que abandonaram suas drogas artificiais em favor das plantas medicinais e o adotaram como um poderoso estimulante e afrodisíaco.

Ginseng-brasileiro (Pfaffia paniculata)

Ginseng-brasileiro - Pfaffia paniculata
Pfaffia paniculata

Os povos indígenas da Amazônia o utilizam há milhares de anos para tratar doenças, melhorar imunidade e equilíbrio hormonal, e aumentar as habilidades de autocura do corpo. Conhecida por suas propriedades de aumento de energia, este alimento é útil para se livrar da síndrome da fadiga crônica.

Ginseng-feminino (Angelica sinensis)

Dong quai - Angelica sinensis
Dong quai – Angelica sinensis

O dong quai é muito utilizado no Japão, China e Coréia por mulheres, vez que possui a capacidade de equilibrar os níveis hormônais. É amplamente utilizado entre as mulheres chinesas como um tônico fortificante diário. É uma das ervas mais consumidas na China, usada com freqüência como ginseng e alcaçuz.

Ginseng-indiano (Withania somnifera)

Ashwagandha - Withania somnifera
Ashwagandha – Withania somnifera

A ashwagandha possui uma variedade de efeitos neuroprotetores, podendo melhorar algumas formas de cognição e provavelmente um poderoso antioxidante e anti-inflamatório.

Ginseng-siberiano (Eleutherococcus senticosus)

Ginseng-siberiano - Eleutherococcus senticosus
Eleutherococcus senticosus

Muitas vezes referido como eleuthero, é particularmente bom para enfrentar o estresse metabólico. Atua como um regulador celular e fornece um aumento contínuo da energia no desempenho físico. Suas qualidades de aprimoramento do desempenho tornaram-no particularmente popular entre os atletas.

Contraindicações e efeitos colaterais

Os ginsengs em sua grande maioria são considerados seguros, ainda que possan provocar alguns efeitos secundários, dentre eles dores de cabeça, arritmia cardíaca, náuseas, hiperatividade e insônia, e em mulheres inchaço dos seios e sangramento vaginal, dependendo da dose ingerida e de cada espécie.

Referências:
Different Kinds of Giseng for Improved Sexual Health. Aphrodisiacs.
The Atherva Veda.

Comentários

Comentar