Viburno: benefícios e propriedades medicinais

O viburno (Viburno prunifolium) é uma planta medicinal também conhecida como viburno-americano, viburno-doce, espinheiro-negro, abrunho-americano, blackhaw viburnum e cranberry (inglês). Inclui as espécies Viburnum lentago, Viburno trilobum, Viburnum edule e Viburnum opulus. Pertence à família Caprifoliaceae.

Benefícios do viburno

O viburno é utilizado há séculos na medicina natural e suas propriedades medicinais começaram a ser exploradas pelos nativos americanos, que usavam a planta para o tratamento de dores menstruais, bem como no período de recuperação pós-parto. Seus princípios ativos mais populares são: viburnina, escopoletina (substância química que age como um poderoso relaxante uterino), tanino, aesculetina e salicina (substância precursora da Aspirina que foi transformada em ácido acetilsalicílico pela primeira vez pelo químico Felix Hoffman em 1897).

Devido as suas substâncias, a viburno é bastante indicada para pessoas que sofram de dores musculares, principalmente na região pélvica e das costas, razão pela qual é muito utilizada por atletas de alto rendimento. Recentemente, diversos estudos têm demonstrado outras utilizações para o componente, incluindo o combate de cólicas no sistema digestivo. Além disso, também é muito indicada para mulheres pois, ajuda a amenizar os sintomas da TPM, bem como da menopausa, reduzindo também a intensidade das dores do parto e o risco do aborto espontâneo.

Também ajuda a melhorar a circulação sanguínea, diminuindo assim, o risco de desenvolvimento de doenças cárdicas. Atua como um poderoso tonificante para o coração, o deixando mais forte e diminuindo as palpitações. Pode ser usado como um ótimo tônico o Sistema Nervoso Central. Graças as suas propriedades medicinais, é ideal para o tratamento de distúrbios mentais e psicológicos, incluindo o estresse, a epilepsia, as convulsões e a histeria. Por conta das suas propriedades antiespasmódicas, também é muito indicada para o tratamento de distúrbios respiratórios e pulmonares, como, por exemplo, a bronquite, a asma e a rinite. Isso porque ela oferece um alívio muscular, diminuindo a contração na região dos pulmões.

Fitoestrógenos Fitoestrógenos Fitoterápicos capazes de equilibrar as taxas hormonais e reduzir os sintomas da menopausa.
Aloe vera Aloe vera Cápsulas liofilizadas, cremes, loções e shampoos de Aloe vera.
Maca-Peruana Maca-Peruana Em Cápsulas e Pó. Rica em nutrientes. Aumenta a libido, desejo sexual e vigor.
Antirreumaticos Antirreumáticos Suplementos naturais para aliviar dores articulares, artrite, artrose, gota e reumatismo.
Afrodisíacos Afrodisíacos Produtos naturais para aumentar a libido e o desejo sexual.

Contraindicações e efeitos colaterais do viburno

O viburno sempre deve ser consumido seco. Fresco, pode causar uma série de reações alérgicas graves e até mesmo ser tóxica. Além disso, evite o consumo em excesso. O ideal é consultar um especialista antes de começar a ingerir a planta para obter orientações adequadas para o consumo da planta, sempre de forma segura e potencializando os resultados.

Por conta das suas propriedades parecidas com a das aspirinas, é preciso muita atenção para evitar a superdosagem. Logo, sempre evite tomar chás da planta junto com outros tipos de tratamento. Gestantes também devem evitar o consumo em excesso. Apesar de ajudar a diminuir as dores do parto, consumida em grandes quantidades e com muita frequência, pode gerar vários sintomas, como náuseas e vômitos, e, em último caso, pode ocasionar o abordo do feto.

História e curiosidades

Originária da América do Sul, a pequena árvore é bastante popular entre os amantes de jardinagem, por ser uma planta ornamental muito bela. Além de suas propriedades medicinais, também serve como alimento para várias espécies de pássaros.

PODEROSO CHÁ PARA O TRATAMENTO DO CÂNCER Crajiru (Pariri) Folhas Para Chá
ATIVADOR SEXUAL FEMININO PREMIUM Vênus Mulher
PREVINE E TRATA A OSTEOPOROSE Osteoforce
DETOX NATURAL Renove
ANTIOXIDANTE / PREVINE CONTRA O CÂNCER Nutraskin Antiox Resveratrol
Referências:
Jarboe, Charles H., et al. “Scopoletin, an antispasmodic component of Viburnum opulus and prunifolium.” Journal of medicinal chemistry 10.3 (1967): 488-489.
Dietz, Birgit M., et al. “Botanicals and their bioactive phytochemicals for women’s health.” Pharmacological reviews 68.4 (2016): 1026-1073.
Cometa, Maria Francesca, et al. “In vitro relaxant and spasmolytic effects of constituents from Viburnum prunifolium and HPLC quantification of the bioactive isolated iridoids.” Journal of ethnopharmacology 123.2 (2009): 201-207.
Hipernatural.
Hola Doctor.

Comentários

Comentar