Anticoncepcional reduz massa muscular?

Anticoncepcional

A dificuldade em ganhar massa muscular é uma das reclamações relacionadas à saúde da mulher e pode ter relação com o uso de anticoncepcional.

Atualizado em 16/10/2022

Muitas mulheres praticantes de musculação se queixam da demora em notar o ganho dos resultados, mesmo com treinos regulares. A dificuldade em ganhar massa muscular, diminuir a flacidez, celulites, retenção hídrica e a facilidade para engordar são algumas das principais reclamações relacionadas à saúde da mulher e podem estar intimamente relacionados com o uso de algum medicamento anticoncepcional.

A influência do anticoncepcional na regulação hormonal

Aliar uma dieta com a atividade física é o primeiro passo para obter resultados satisfatórios, contudo, nem sempre isso é o suficiente. Cerca de 23% das mulheres fazem uso da pílula anticoncepcional, esse método tem relação com essas queixas comuns. Um estudo da Universidade do Texas comprovou que mulheres que utilizam esse medicamento tendem a ganhar menos massa muscular do que as que não o utilizam.

Mulheres que utilizavam anticoncepcionais apresentam índices muito baixos de hormônios naturais anabólicos em comparação com aquelas que não fazem uso. Além disso, essas mulheres também apresentaram índices mais altos de cortisol, um hormônio associado com o enfraquecimento muscular. Isso ocorre porque os anticoncepcionais são formulados para alterar os níveis de hormônios esteroides femininos. Como certos esteroides estão diretamente ligados ao crescimento e fortalecimento muscular, os pesquisadores chegaram a algumas conclusões.

Redução da testosterona livre

Os anticoncepcionais diminuem a testosterona livre, vez que estimulam o fígado a produzir uma proteína chamada SHBG, responsável por inibir a produção da testosterona. A testosterona é produzida em maior quantidade por homens, mas as mulheres também produzem testosterona (10 a 25 vezes menos) e ela tem importantes funções fisiológicas para o corpo feminino.

Os principais sinais de que a testosterona está abaixo do recomendado incluem a diminuição ou perda do desejo sexual, diminuição da autoestima, aumento da gordura corpórea, diminuição da massa óssea, menos tônus musculares. A deficiência hormonal pode ter consequências sérias, tanto físicas como mentais, prejudicando a saúde da mulher.

Cuidado necessários

Os anticoncepcionais nem sempre são indicados apenas como um método contraceptivo, mas também podem ser prescritos para diversas finalidades, como por exemplo, controlar a oleosidade da pele e acne, alguns casos de síndrome dos ovários policísticos, irregularidades do fluxo menstrual e hirsutismo (produção excessiva de pelos nas mulheres).

Por isso, antes de suspender o uso da pílula afim de evoluir com os resultados na academia, é fundamental consultar o seu ginecologista e analisar os níveis de testosterona através de um exame laboratorial. Se você faz uso da pílula não quer dizer que não conseguirá alcançar bons resultados estéticos, contudo, em alguns casos, a cessação do uso pode gerar resultados mais satisfatórios e eficazes.

Referências:
Lee, Chang Woock, Mark A. Newman, and Steven E. Riechman. “Oral contraceptive use impairs muscle gains in young women.” The FASEB Journal 23.1 Supplement (2009): 955-25.
Pílula é o método anticoncepcional mais popular do Brasil. Revista Donna.
Testosterona e Libido Feminina. Dr. Roberto Franco do Amaral Neto.
Anticoncepcionais: A saúde da mulher. Teoria e Debate.
Anticoncepcional Prejudica a Hipertrofia nas Mulheres. Fisiculturismo