Garcinia cambogia: saiba para que serve

Garcinia cambogia

Conheça os benefícios, efeitos colaterais e propriedades medicinais da Garcinia cambogia e do extrato de HCA (ácido hidroxicítrico), utilizado para emagrecer.

Atualizado em 21/09/2022

A Garcinia cambogia é uma planta nativa da África e possui uma fruta amarga de cor-roxa, comumente chamada de garcínia. Pertence à família Citrus, a mesma de laranjas e limões. A Garcinia cambogia e o HCA (ácido presente no extrato da planta) ultimamente têm sido objetos de vários ensaios em laboratórios de pesquisa especializados em substâncias para perda de peso.

Benefícios da Garcinia cambogia

A fruta da Garcinia cambogia possui HCA (ácido hidroxicítrico) em seu extrato, um importante ácido amplamente utilizado em fórmulas para emagrecer. O HCA inibe a formação de ácidos graxos, diminuindo a quantidade de gordura armazenada pelo corpo. Segundo estudos, o HCA também reduz o apetite ao melhorar a sensação de saciedade do organismo. É encontrado em suplementos para perda de peso, em cápsulas, pó, comprimidos e barras, comprovando a popularidade do extrato de Garcinia cambogia como um suplemento natural para emagrecimento. Pesquisas com animais sugerem que o HCA pode ser útil na perda de peso devido aos seus efeitos sobre o metabolismo. As frutas podem ser infundidas no chá, embora o gosto seja muito amargo. Neste caso, misturar a garcínia com outras ervas podem tornar o sabor do chá mais palatável. Também pode ser tomada em forma de cápsulas ou extrato.

Ácido hidroxicítrico (HCA)

O ácido hidroxicítrico (HCA) não estimula o cérebro como o café e nem inibe o apetite. Vale ressaltar que a maioria dos estimulantes do cérebro e inibidores de apetite atua nos nervos, dando origem a uma série de efeitos colaterais, incluindo a ânsia por comida quando você para de consumir o suplemento. O HCA, por outro lado, fornece ao corpo energia extra e melhora a transmissão da sensação de saciedade do corpo com a alimentação. Tal sistema é bastante falho em pessoas obesas, razão pela qual as mesmas costumam comer muito mais que o necessário. O extrato HCA da Garcinia cambogia funciona melhor quando é combinada com o cromo (picolinato de cromo), substância usada para regular o nível de açúcar no sangue. A dieta ocidental carece de cromo e a deficiência de cromo pode levar à doenças como a obesidade e o diabetes.

Mangostão

A espécie Garcinia mangostana, popularmente chamada de mangostão (mangosteen), é um fruto tropical que é muito comercializado como um “superalimento”, baseado em pesquisas que detectaram na casca exterior do fruto a presença de xantonas,substância que proporciona ação antioxidante, antitumoral, anti-inflamatória, antiviral, antifúngica e antibiótica. Tanto a Garcinia mangostana, quanto a Garcinia cambogia, tem sido usadas por muito tempo na medicina ayurvédica para o tratamento de  problemas digestivos e reumatismo, além de ser ingrediente de formulações de tônicos cardíacos.

Contraindicações e efeitos colaterais da Garcinia cambogia

Diabéticos devem sempre consultar o médico antes de iniciar o uso de qualquer suplemento, incluindo o cromo e o próprio HCA. Os citrinos tendem a agravar condições de artrite e enxaqueca, sendo desaconselhável o uso de HCA por pessoas com tais condições.

Referências:
Semwal, Ruchi Badoni, et al. “A comprehensive scientific overview of Garcinia cambogia.” Fitoterapia 102 (2015): 134-148.
Haber, Stacy L., et al. “Garcinia cambogia for weight loss.” The Bulletin of the American Society of Hospital Pharmacists 75.2 (2018): 17-22.
Fassina, Patricia, et al. “The effect of Garcinia cambogia as coadjuvant in the weight loss process.” Nutricion hospitalaria 32.6 (2015): 2400-2408.
Heymsfield, Steven B., et al. “Garcinia cambogia (hydroxycitric acid) as a potential antiobesity agent: a randomized controlled trial.” Jama 280.18 (1998): 1596-1600.
Badmaev, Vladimir, Muhammed Majeed, and Anthony A. Conte. “Garcinia cambogia for weight loss.” Jama 282.3 (1999): 233-235.