Luxemburgia polyandra (CONGONHA-DO-CAMPO)

LUXEMBURGIA POLYANDRA

Nomes populares

Congonha-do-campo, catuaba-do-mato, congonha-do-mato, congonha-do-rio, mate-do-campo.

Sinônimos botânicos

Luxemburgia A. St.-Hil

Família

Ochnaceae

Partes usadas

Cascas da árvore e folhas.

Usos tradicionais

Arteriosclerose, nefrite.

Propriedades medicinais da Luxemburgia polyandra

Anti-inflamatório (combate a inflamação nos tecidos)
Cardiotônico (aumenta a força de contração do miocárdio. A restauração do trabalho cardíaco promove a redução da taquicardia e a melhora da estase venosa)
Diaforético (induz a transpiração profunda; sudorífero)
Diurético (atua no rim, aumentando o volume e o grau do fluxo urinário)
Sedativo acalma ou faz cessar dor, ansiedade; substância calmante, tranquilizante)

Preparações

Chá, chimarrão.

Contraindicações e efeitos colaterais

Atualmente, não existem estudos conclusivos sobre as reações adversas por conta do uso em excesso da Luxemburgia polyandra. Contudo, por se tratar de uma planta que se assemelha muito a erva-mate (Ilex paraguariensis), existem alguns grupos que devem evitar as altas doses. No caso de gestantes e lactantes, é recomendado evitar consumir produtos feitos à base do arbusto, pelo menos durante os três primeiros meses de gestação e amamentação.

Fitoquímicos

.

Curiosidades

– A Luxemburgia polyandra é útil na prevenção e tratamento da arteriosclerose, doença degenerativa da artéria acontece por conta da degradação das chamadas fibras musculares lisas e das fibras elásticas. Isso acaba levando ao endurecimento da parede arterial prejudicando a circulação. Além disso, possui efeitos benéficos no tratamento de nefrites (inflamações nos rins causadas geralmente por alguma infecção no organismo ou reação imune causada por substâncias nocivas na corrente sanguínea). A Luxemburgia polyandra é um excelente diurético, sendo indicada para pessoas que desejam perder peso.

Saiba mais

Congonha-do-campo: benefícios e propriedades medicinais

Referências:
Feres, Fabíola. “New species of Luxemburgia A. St.-Hil.(Ochnaceae).” Brazilian Journal of Botany 33.4 (2010): 653-659.
Luxemburgia polyandra A. St.-Hil. Planta Med.

Comentários

Comentar