Goma-guar: saiba para que serve

Goma-guar - Cyamopsis tetragonolobus

Conheça os benefícios, efeitos colaterais, indicações e propriedades medicinais da goma-guar - Cyamopsis tetragonolobus, planta também chamada de goma-de-guar.

Atualizado em 21/09/2022

A goma-guar (Cyamopsis tetragonolobus) é uma planta medicinal também conhecida como goma-de-guar, goma-aguar, farinha-de-guar, guar, guar-gum e gum-guar. Inclui o sinônimos botânicos Cyamoposis psoraliodes e Cyamopsis tetragonoloba. A goma guar faz parte da família das Leguminosas (Leguminosae).

Benefícios da goma-guar

A goma-guar é uma fibra solúvel e suas sementes e vagens são utilizadas para abaixar níveis de colesterol, especialmente lipoproteínas de baixa densidade e glicose no sangue. De acordo com a American Heart Association, a fibra solúvel reduz os níveis de colesterol e a incidência de doenças cardíacas. A goma também é capaz de reduzir a quantidade de gordura dos alimentos digeridos e retardar a velocidade da absorção de carboidratos. Também tende a causar um inchaço na área tônica digestiva, causando uma sensação de saciedade, reduzindo assim, o apetite. A goma-guar pode aumentar a viscosidade do alimento no estômago, atrasando o esvaziamento do mesmo. Essa propriedade pode ajudar pessoas a se sentirem saciadas por mais tempo, resultando assim na diminuição da ingestão de alimentos calóricos.

A goma de guar retarda a taxa de absorção e digestão de amido de glucose após as refeições. De acordo com a Diabetic Medicine, foi realizado um estudo duplo cego, duplo placebo e randomizado com pacientes obesos portadores de diabetes tipo 2. Os pacientes foram tratados com 5 gramas de goma-guar (três vezes por dia) e metformina (500 mg três vezes ao dia). Depois de três meses, os pacientes reduziram a glicemia em 17 por cento. A menor taxa de absorção da glicose com o auxílio da goma também resultou na diminuição da pressão arterial, principalmente em pacientes idosos, segundo a edição de julho de 2005 do The Journals of Gerontology.

Contraindicações e efeitos colaterais da goma-guar

De acordo com Sungsoo Cho e Mark L. Dreher, a Organização para a Alimentação e Agricultura da Organização Mundial de Saúde relata que a ingestão moderada de goma-guar apresenta um risco relativamente baixo para causar efeitos adversos. O uso em excesso pode causar gases, náuseas e inchaços intestinais. É utilizada sempre com bastante água. Estudos comprovaram que a goma-guar pode diminuir a necessidade de um diabético por insulina.

História e curiosidades

Nativa da Índia e do Paquistão, a goma-guar é usada na culinária como um engrossador em vários alimentos. É composta polissacarídeo e mucilagem (principalmente água galactomanana solúvel).

Referências:
Whole Grains and Fiber. American Heart Association.
Placebo-controlled trial of the effects of guar gum and metformin on fasting blood glucose and serum lipids in obese, type 2 diabetic patients. Diabetes Medicine.
Intraduodenal guar attenuates the fall in blood pressure induced by glucose in healthy older adults. The Journals of Gerontology.
Handbook of Dietary Fiber” Sungsoo Cho and Mark L. Dreher; 2001.