Dicas de jardinagem: como adubar e arar o solo, regar e manter o jardim

Cultivar flores ornamentais ou até mesmo ervas medicinais em casa pode ser uma terapia terapia saudável para todas as idades. Seguir algumas dicas de jardinagem é importante para economizar tempo e dinheiro.

Dicas de jardinagem

Saber como adubar o jardim, arar a terra e escolher a melhor hora para regar as plantas é importante para manter um jardim bonito e saudável. Antes de colocar as sementes, verifique a terra do vaso. Se estiver muito ressecada, pegue o vaso com e mergulhe-o com cuidado em uma bacia com água até que se formem bolhas. Após isso, retire o vaso da água e drene o excesso. Se a terra estiver muito socada, o procedimento recomendado para se fazer é pegar um garfo e misturar o solo de modo a criar vários sucos e facilitar a entrada de água.

Adubo

Adubo orgânico
Adubo orgânico

Uma das dicas de jardinagem mais importantes é com relação a adubagem do solo, que será essencial para o desenvolvimento dos vegetais. Caso uma área do jardim esteja com uma terra deficiente em nutrientes, considere a possibilidade de mesclar terras de outra áreas com maior número de nutrientes. Geralmente, uma terra mais escura e fofa significa melhor qualidade. Alguns compostos orgânicos como cinzas de lenha, sementes de café, além do conhecido esterco animal são adubos de alta qualidade. Muitas pessoas incorrem no erro de acharem que qualquer tipo de fezes animais são apropriadas para serem utilizadas como adubo. Vale ressaltar que apenas as fezes de animais que se alimentam inteiramente de compostos orgânicos (como é o caso do gado) são apropriadas para a adubagem.

O uso de fezes humanas como “adubo” pode ser bastante prejudicial, uma vez que contém vários rejeitos oriundos de produtos industrializados. Não hesite em fazer seu próprio composto orgânico. Utilize cascas de frutas, folhas caídas de árvores, restos de alimentos (cereais, frutas, legumes, verduras) e qualquer algum outro tipo de alimento não industrializado ou composto orgânico biodegradável pode se mostrar como um excelente adubo. Utilize um espaço apropriado para “preparar a mistura” (vez que o cheiro não é nada agradável). Não despeje todo o composto em apenas uma área do jardim. É necessário mesclar o adubo com a terra e distribuir de forma uniforme em todo o jardim inteiro.

Exposição a luz solar

Exposição a luz solar no jardim
Exposição a luz solar no jardim

Existem espécies que preferem o sol abundante na maior parte do dia, assim como existem espécies que se desenvolvem melhor na sombra. A maioria das hortaliças e ervas aromáticas, além de hibiscos, petúnias e rosas preferem bastante luz do sol. Outras espécies como a hortênsia se desenvolvem bem na sombra ou sob exposição moderada de luz. Caso a luz no ambiente seja escassa, crie um foco de luz artificial a uma distância mínima de 40 centímetros dos vegetais e posicione espelhos atrás dos vegetais. Parede brancas e móveis claro contribuem positivamente para a luminosidade do local. É aconselhável proteger o jardim ventos fortes, sejam eles frios ou quentes.

Rega

Regar o jardim é uma das tarefas mais importantes da jardinagem
Regar o jardim é uma das tarefas mais importantes da jardinagem

A melhor hora para regar é pela manhã (logo ao nascer do sol) ou ao anoitecer. Durante o processo, é aconselhável que a terra esteja afofada, para que assim a água possa se infiltrar nos poros da terra a uma profundidade mínima de 20 centímetros. Isso é importante para que o vegetal desenvolva bem suas raízes e, consequentemente, aumente sua fixação no solo. Muitas espécies de arbustos e árvores que atingem um grande porte em pouco tempo necessitam de grande fixação, evitando que as raízes dos mesmos fiquem muito rasas. Para saber se uma planta de vaso necessita de vaso, basta perfurar a terra com um dos dedos e comprovar se a terra está úmida.

O excesso de água é prejudicial para várias espécies e muitas delas pode não resistir e acabam perecendo. Adote doses moderadas de água na irrigação e, caso notar que existe uma carência de água, aumente a dose gradativamente. A falta d’água é reversível, enquanto os danos causados pelo excesso são muito difíceis de minimizar os danos. A irrigação necessária média para a maioria das espécies s deve ser de 2 a 3 vezes por semana. Caso cultive algum cacto, é aconselhável que o mantenha junto com outras espécies de características similares e em terrenos mais rasos. Como é sabido, os cactos armazenam uma grande quantidade de água em seu interior, sendo sua rega necessária apenas casualmente.

Proteger o jardim de formigas e insetos

Formigas de jardim
Formigas de jardim

Uma das dicas de jardinagem importantes serve para afastar formigas e outros insetos do jardim. Basta utilizar sal ou suco de limão. Caso você mantenha um jardim dentro de casa, faça pequenas “muralhas” de sal em volta do jardim. Caso o problema seja com plantas de vaso, despeje um pouco de suco de limão no pratinho ao redor. Isso deverá ser suficiente para afastar as formigas e vários outros insetos. Em árvores frutíferas, recomenda-se ferver um recipiente metálico com cal viva na base do caule, de modo que a fumaça suba até a parte superior da árvore (onde ficam as folhas e frutas). É imprescindível se proteger com luvas e máscara, vez que a inalação do cal é extremamente prejudicial para a saúde humana. A técnica de pintar o tronco das árvores com cal é uma boa barreira contra o avanço das formigas.

Referências:
Bush-Brown, L. C., & Bush-Brown, J. (1951). America’s garden book.
Hickling, A. K., & Gelman, S. A. (1995). How does your garden grow? Early conceptualization of seeds and their place in the plant growth cycle. Child Development, 66(3), 856-876.
Jefferson, T., & Betts, E. M. (1944). Thomas Jefferson’s garden book, 1766-1824.

Comentários

Comentar